News

E3 2017 - O que esperar da Sony

Estamos aqui para falar da Sony. Apesar do bom momento vivido pela Sony na divisão PlayStation, a Sony não se pode dar ao luxo de adormec...

Estamos aqui para falar da Sony. Apesar do bom momento vivido pela Sony na divisão PlayStation, a Sony não se pode dar ao luxo de adormecer ao volante e existem muitas mensagens que os consumidores querem receber neste grande evento que se avizinha. A PlayStation 4 desfruta de uma fantástica popularidade, é líder de mercado, mas a PlayStation 4 Pro ainda não recebeu o tipo de apoio que a grande maioria dos seus compradores esperava. Por outro lado, o PlayStation VR ainda procura uma cadência mais fluída de lançamentos para justificar o preço e o serviço PlayStation Plus precisa renovar a imagem altamente negativa.

Existem grandes jogos já anunciados e será de prever que a Sony concentre a sua apresentação na preparação e promoção dos títulos que já revelou. No entanto, existem imensos estúdios nos seus quadros e propriedades intelectuais altamente ricas, deixando espaço para imaginar surpresas e eventuais anúncios. Apesar da sensação que já conhecemos os próximos 20 meses da Sony, não evitamos sentir a necessidade por novidades. Algo particularmente importante quando falamos da E3.

God of War

A imponente apresentação do exclusivo PlayStation 4 na conferência E3 2016 foi bem representativa da importância e significado da série God of War na família PlayStation. Kratos é mais do que um poderoso protagonista com uma personalidade forte e envolvente, é um dos nomes mais fortes desta indústria e a face de uma franquia que procura evoluir. Além da presença do seu filho Atrius como parte do gameplay, o novo God of War mudou a perspectiva da câmara e apresenta diversas novidades (Kratos ganha XP ao cumprir tarefas). O primeiro trailer parecia querer enganar-nos e sugerir que o nome era God of War: The Last of Kratos.
Tivemos apenas um pequeno vislumbre do que a Sony Santa Monica está a preparar e agora é hora do vídeo gameplay mais indicativo do produto final. Queremos ver o jogo a correr de uma forma que esteja ao nível da experiência que terás nas lojas. A data de lançamento, antes de abril de 2018, e mais momentos violentos e marcantes.
 Publicidade 

Spider-Man

A Insomniac Games tem nas mãos o regresso do Homem-Aranha ao mundo dos videojogos, num exclusivo PlayStation 4 em mundo aberto. Depois de jogos como o mais recente Ratchet and Clank e Sunset Overdrive, ninguém na indústria dos videojogos duvida do talento incrível da Insomniac para criar jogos bem humorados, com gráficos espectaculares e um gameplay divertido. Sunset Overdrive é dos jogos mais divertidos que jogamos nesta geração de consolas, enquanto o mais recente Ratchet and Clank deslumbra com a sua personalidade e qualidade gráfica.
Spider-Man da Insomniac Games terá de se apresentar como uma evolução dos aclamados conceitos e valores do estúdio. Capaz de deslumbrar com os seus gráficos, com um humor e personalidade que captam a essência das desventuras de Peter Parker, e um gameplay em mundo aberto capaz de nos amarrar horas a fio. A sua presença na E3 é aguardada com especial entusiasmo.

Days Gone

O título da Sony Bend será provavelmente um dos maiores nomes da Sony para a sua conferência na E3. Depois da revelação no ano passado, pouco mais se viu sobre o jogo e a Sony está a tratá-lo com muito secretismo. Recentemente, o actor que dá voz ao protagonista disse que Days Gone vai estar em grande na E3 e assim o esperamos. Mais gameplay, revelação das principais mecânicas, e acima de tudo a apresentação de um jogo com a sua personalidade própria é o que mais desejamos ver.
Perante nomes como Spider-Man, The Last of Us: Parte 2 ou God of War, uma nova propriedade intelectual facilmente fica para segundo plano mas acreditamos que a Sony saberá dar o merecido tempo ao jogo. O potencial está lá, agora queremos descobrir o que foi feito com ele.

The Last of Us: Parte 2

É quase impossível pensar na E3 2017 sem imaginar que este título esteja presente. A aguardada sequela da Naughty Dog é um dos mais aguardados jogos desta indústria e pelo menos um trailer com a data "2018" terá de aparecer. Depois dos anos de rumores, enquanto a remasterização do primeiro era preparada, depois do trailer de revelação na PlayStation Experience 2016, o mundo precisa ver Ellie e Joel novamente. Nem que seja num trailer que revele momentos gameplay que podem ser transformados em gloriosos gifs.
Faz parte do respeitável catálogo de exclusivos da Sony e é impensável imaginar a E3 2017 sem este The Last of Us: Parte 2. Talvez seja muito cedo para lhe deitar as mãos e o experimentar, mas nunca é cedo demais para mais imagens e vídeos. Ficaremos a aguardar impacientemente.

Horizon Zero Dawn - Expansão

Horizon Zero Dawn é um fascinante jogo de acção e aventura que pode durar até 60 horas de jogo. No entanto, assim que terminas a épica jornada de Aloy imaginada pela talentosa Guerrilla Games, quase certamente que ficas a pedir mais. O mundo de jogo e o cenário pós-apocalíptico apresentado pelos Holandeses tem imenso potencial e não acreditamos que a Sony o vá deixar a dormir durante os próximos dois anos. Pelo contrário, acreditamos que a Sony e a Guerrilla vão tentar capitalizar com o sucesso desta nova propriedade intelectual e explorar este Horizon Zero Dawn de formas mais expansivas.
A Guerrilla já confirmou que está a trabalhar em novos conteúdos de história e acreditamos que serão apresentados na E3 2017. Mais do que isso, acreditamos que seguirá o exemplo da Naughty Dog com Uncharted: Lost Legacy e apresentar uma expansão em separado. Talvez possa aproveitar esta expansão para aprofundar o mundo de Horizon Zero Dawn e contar o passado de Rost, explorando os Nora e as suas misteriosas tradições. Depois do sucesso do jogo, não acreditamos que a Guerrilla vá seguir pela maneira mais fácil.

Bloodborne 2

Este é mais um dos jogos que tem sido alvo de vários rumores e uma sequela que os jogadores com uma PlayStation 4 adorariam ter. O primeiro é considerado uma referência no catálogo de exclusivos da consola e uma amostra do talento da From Software, mas até ao momento nem a Sony ou o estúdio Japonês fez qualquer menção ao jogo. Poderá ser uma surpresa bem guardada e preparada para uma revelação de grande impacto, mas até ao momento é apenas isso, rumor e especulação.
Agora que a From Software se despediu da série Dark Souls, muitos temem passar demasiado tempo sem um novo jogo do género, e apesar de surgirem derivados (como o sensacional NiOh), a mestria de Hidetaka Miyazaki fez a diferença no gótico e aterrador Bloodborne. Será que a sequela vai mesmo ser apresentada na E3? Teremos de esperar para ver.

Gran Turismo Sport

A série Gran Turismo ainda não entrou na nova geração, o que para muitos jogadores e entusiastas da Polyphony Digital poderá ser encarado como mau planeamento por parte do estúdio Japonês. Conhecido por demorar tempo no desenvolvimento dos seus jogos, a PD agendou Gran Turismo Sport para o final de 2017 depois de o adiar e agora os fãs ficam cada vez mais ansiosos e impacientes. Especialmente porque a série Gran Turismo já foi um bastião da PlayStation. Será precisa uma boa demonstração por parte de Gran Turismo Sport para que os fãs sintam que é um jogo completo e de qualidade. Especialmente quando pensam que vão ficar mais 4 ou 5 anos à espera de um possível Gran Turismo 7.
Não é à toa que muitos pedem todos os dias que Gran Turismo Sport seja um jogo completo e não uma espécie de demo/prologue para colmatar a ausência de um jogo completo. Sendo parte importante da campanha de final de ano da Sony para a PlayStation 4, está na hora de Gran Turismo Sport revelar a sua data de lançamento, de apresentar mais novidades, e até quem sabe anunciar uma demo acessível para todos os jogadores.

PlayStation VR

O lançamento em Outubro de 2016 permitiu finalmente a entrada na realidade virtual da Sony, mas até ao momento ainda não foram lançados jogos capazes de tornar o capacete mais atractivo. Muitos temem pagar €400 por uma peça de tecnologia que não terá o apoio da indústria ou da própria Sony, a PS Vita ainda é recente e os jogadores não esquecem o tratamento da Sony, enquanto outros sentem simplesmente que os grandes estúdios da Sony jamais serão colocados a trabalhar em jogos VR.
Os rumores sugerem que a Sony Santa Monica está a desenvolver um jogo de alto perfil para o PSVR e a Sony terá mais de 1 milhão de consumidores que pagaram €400 à espera de novidades. A realidade virtual precisará de alguma atenção durante o evento e mais do que isso, precisará de jogos capazes de a tornar mais atractiva para os jogadores.

Sucker Punch

Se perguntarem a muitos jogadores que compraram uma PlayStation 4 em Novembro de 2013 sobre qual foi a maior desilusão na hora de caminhar para a loja, provavelmente muitos vão responder que foi "saber que inFAMOUS: Second Son foi adiado para 2014". O jogo da Sucker Punch foi o jogo que deu início a valer a esta geração na consola da Sony. O gameplay refinado e a excelente qualidade dos seus visuais maravilhou os jogadores e passados 3 anos talvez seja hora da Sucker Punch regressar.
Rumores vindos de fontes de confiança indicam que a Sucker Punch está a trabalhar naquilo que mais adora: um jogo em mundo aberto com um forte foco na qualidade gráfica. Não sabemos quando será anunciado ou se pertencer à série inFAMOUS, mas que sentimos saudades do talento e energia da Sucker Punch sentimos. Será que a grande surpresa da E3 2017 da Sony será um novo inFAMOUS?

PlayStation Plus

O serviço PlayStation Plus tem sido um dos temas mais controversos entre os consumidores PlayStation, especialmente entre os jogadores com uma PS4. A decisão da Sony em tornar obrigatória uma subscrição PlayStation Plus para aceder aos modos online nos jogos PS4 gerou uma controvérsia que já dura desde Junho de 2013. Colocou na Sony uma pressão ainda maior, no que diz respeito às ofertas mensais do serviço, mas também tornou mais exigentes os subscritores a respeito das funcionalidades e serviços pelos quais estão a pagar. Para a E3 2017, a Sony precisa dedicar alguns minutos ao serviço e apostar na melhoria da qualidade.
A Sony não pode olhar para o lado e assobiar, terá de mostrar o valor do serviço, altamente rentável diga-se, não só para incentivar mais pessoas a aderir mas especialmente para justificar o valor a quem já paga. A qualidade dos jogos é algo subjectivo, dependerá sempre dos gostos de cada um, mas existem pontos que a Sony pode abordar de uma forma geral. Mais funcionalidades, promoções melhores, incentivos mais atractivos nas pré-reservas digitais, extras mais fortes para quem for membro PS Plus e quer comprar um jogo. É preciso fazer algo para mudar a conotação negativa que existe em torno de um serviço que decidiram tornar quase imprescindível.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...