News

Nintendo fala sobre os seus objetivos para o NX

A Nintendo explicou ao Financial Times quais são os objetivos que querem atingir com a NX, através das declarações de Scott Moffitt, vice-p...

A Nintendo explicou ao Financial Times quais são os objetivos que querem atingir com a NX, através das declarações de Scott Moffitt, vice-presidente executivo de vendas da divisão americana da Nintendo. Ele destacou sobretudo a vontade de trazer para o mercado uma máquina interessante para os produtores, fácil de trabalhar com ela e capaz de atrair o público.

Na entrevista Moffitt foi questionado sobre que lições a companhia aprendeu com a Wii U e Nintendo 3DS e como vão aplicar isso na NX.

"Acima de tudo é muito importante ter o conteúdo adequado. Os jogos vendem consolas," disse Moffitt. "O jogo certo pode impulsionar verdadeiramente uma consola. Com The Legend of Zelda: Breath of the Wild entre os jogos que estamos a criar para a NX, acreditamos que esta será uma razão direta para que os fãs de videojogos queiram comprar a consola".

"Em segundo lugar, é importante posicionar claramente a tua proposta e poderes explicá-la aos consumidores de forma simples e fácil. Estas são algumas das coisas que estamos a trabalhar com a NX. Em terceiro lugar, temos que mostrar tudo aquilo que faz da Nintendo ser grande. Quando lançamos um jogo, este tem que ser de qualidade excepcional, tem que ser divertido, tem que ser uma experiência absorvente, deve colocar um sorriso na cara das famílias. Enquanto formos fiéis a estas coisas, continuaremos a oferecer o que queremos."

"Claro que há outros factores, como os jogos das companhias externas. A nossa missão é conseguir a maior quantidade possível de utilizadores para que as produtoras externas queiram oferecer os seus jogos nas nossas consolas".

Moffitt admitiu que embora tenham relações fortes com algumas companhias a verdade é que com outras as relações já não são tão sólidas, e destacou que a Nintendo deve fazer da NX uma opção forte para as companhias com o hardware e as vendas, bem como conseguir que seja uma consola com a qual se possa trabalhar facilmente.

"Há uma tendência para as pessoas se focarem em algumas editoras e alguns videojogos," explicou Moffitt em relação às ausências de jogos e produtoras na Wii U. "Mas se te distanciares um pouco e olhares bem, temos grandes relações com companhias como a Ubisoft, Capcom e Warner Bros. Têm sido grandes parceiros e continuarão a sê-lo no futuro".

"O que atrairá mais parceiros para a nossa plataforma, e que é algo que queremos, é ter um hardware que ofereça às companhias formas interessantes de fazerem as suas criações, quer seja fácil de programar e trabalhar com ela e que tenha utilizadores suficientes que estejam à procura de jogos de vários tipos."

"Portanto se fores um jogador ávido, um jogo como The Legend of Zelda: Breath of the Wild é um desses jogos que não poderás perder. A tua biblioteca de jogos não estará completa sem uma consola Nintendo e este jogo".

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...