The Order 1886

The Order 1886 o jogador controla um grupo de cavaleiros conhecidos como The Order - uma força de indivíduos dedicados, fundada à séculos pelo Rei Artur para confrontar criaturas. O jogo decorre em 1886, em que Sir Galahad é um dos mais respeitados cavaleiros da The Order. Sir Galahad e três dos seus mais leais parceiros, irão precisar de toda a ajuda para lutar contra os rebeldes e outras ameaças que espreitam Londres.

The Last Guardian

O jogo se foca no desenvolvimento da amizade entre um garoto e uma criatura gigante semelhante a um grifo chamada "águia do mar" ou "erne" no título em japonês. A criatura possui penas por grande parte do corpo, algumas penas novas bem pontiagudas, e pode-se perceber que possuia asas, as quais possivelmente foram cortadas (A criatura possui lanças e flechas presas às suas costas) e fica inicialmente presa a uma corrente..

Final Fantasy XV

Final Fantasy Versus XIII (Recem Batizado como Final Fantasy XV) é um jogo para Ps4 e Xbox One, o enredo do jogo revolve em torno de um personagem misterioso, que é o último herdeiro de uma dinastia capaz de controlar os cristais.Sendo o RPs mais aguardado da atualidade.

Uncharted 4

Muitos anos depois dos eventos ocorridos em Uncharted 3: Drake's Deception, Nathan Drake (interpretado por Nolan North) que se tinha retirado de ser um caçador de tesouros, é forçado a entrar de novo no mundo dos ladrões. De uma maneira muito mais pessoal, Drake irá embarcar numa aventura a nível mundial em busca de uma conspiração histórica por detrás da fábula de um tesouro pirata. A Naughty Dog refere que o enredo "será a sua maior aventura e que irá testar os seus limites físicos, a sua determinação, e, finalmente, o que ele está disposto a sacrificar para salvar aqueles que ama"

The Witcher 3: Wild Hunt

The Witcher 3: Wild Hunt é o terceiro capítulo da saga de Geralt of Rivia, baseado no livro do famoso escritor polonês Andrzej Sapkowski. O jogo despertou a curiosidade dos jogadores por anunciar 36 finais diferentes e um mapa, no mínimo, 3 vezes maior que o de GTA 5. O game de RPG já foi adiado diversas vezes e agora deve ser lançado no fim de 2014 para Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Rise Of The Tomb Raider

Tomb Raider da Square Enix lançado em 2013 foi um reboot de tirar o fôlego de uma franquia de peso, de alguma forma conseguindo fazer Lara Croft e suas aventuras algo realmente animador. Rise of the Tomb Raider é a sequência, e se passa após a viagem de descoberta e sobrevivência do último jogo de Lara. Por enquanto exclusivo Xbox 360 e Xbox One

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Bloodborne com nova atualização na segunda-feira


 Bloodborne terá em breve mais uma atualização disponível.



Ainda não sabemos os detalhes.

Masaaki Yamagiwa, um dos produtores, comunicou através do Twitter que esperam que a atualização 1.04 esteja disponível para download a 25 de maio, na próxima segunda-feira.
Mais detalhes não foram dados por enquanto.
Esta manhã também foi confirmado pelo presidente do Worlwide Studios da Sony que Bloodborne terá uma expansão. Mais informações serão reveladas mais adiante.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Sony promete que esta E3 será melhor que a anterior



 O gestor de marketing da Sony Computer Entertainment Ásia, Naito Arata, publicou um tweet escrito em japonês e Inglês.

Na parte escrita na língua japonesa, Arata disse que a E3 2015 será melhor que a anterior, enquanto que em inglês acrescentou que o evento será "super insanamente bom."

Há grandes expectativas em torno do maior evento sobre videojogos do ano que promete anúncios muito interessantes.

Para saberem a programação das conferências, podem dar uma vista de olhos aqui.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Nintendo confirma presença de Shigeru Miyamoto na E3 2015




A Nintendo confirmou ao IGN, que o CEO e Presidente da empresa Satoru Iwata, não estará presente na E3 2015. O evento acontece no próximo mês, dos dias 16 a 18 de Junho. 

O foco da Nintendo para a E3 2015 será apresentar os novos jogos que estão vindo para Wii U e 3DS, e apesar de Iwata não comparecer no evento, Miyamoto e outros desenvolvedores da Nintendo estarão em Los Angeles para mostrar os jogos e as experiências únicas que esses jogos oferecerão. 

A empresa disse que Iwata estará no Japão porque ficará por lá resolvendo coisas relacionadas a outras áreas de negócios da Nintendo que exigem a presença do Presidente. Apesar disso, ele estará em constante contato com a equipe da Nintendo em Los Angeles e monitorará a reação dos fãs aos anúncios da empresa. 

No ano passado Iwata também não foi E3, mas isso devido a um grave problema de saúde pelo qual ele passou.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Sony libera trailer para mostrar como God of War 3 Remastered está em 1080P e 60FPS




 A Sony acaba de lançar um trailer que mostra como está a remasterização de God of War III em 1
080P e 60FPS. Pronto para voltar à batalhas incríveis na geração do PS4?

A Sony anunciou que God of War III Remastered já está disponível para pré-compra em todo mundo! O jogo será lançado oficialmente no dia 15 de julho (17 de julho no Reino Unido e na Irlanda). Quem fizer a pré-compra irá ganhar um tema com base no jogo chamado, God of War - Fall of Olympus Dynamic Theme.

E para conter o apetite dos jogadores, a Sony lançou um pequeno trailer que mostra como o jogo está em 1080P e 60FPS em um confronto de Kratos contra Hades, o Deus do Submundo. O combate já era fluído no PS3, mas com o PS4, Kratos terá batalhas ainda mais épicas contra os deuses da mitologia.

Você pode ver o trailer abaixo:


Escrito por



Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

E3 2015: DATAS E HORÁRIOS DAS CONFERENCIAS




Com este último anúncio, temos a agenda completa de coletivas de imprensa da E3 2015, que ocorre entre os dias 16 e 18 de junho em Los Angeles, nos Estados Unidos: (horário de Brasília)
Domingo, 14 de junho
Bethesda - 23h

Segunda-feira, 15 de junho
Microsoft - 13h30
EA - 17h
Ubisoft - 19h
Sony - 22h

Terça-feira, 16 de junho
Nintendo - 13h
Square Enix - 14h
PC Gaming Show - 21h
Como sempre vocês vão poder acompanhar aqui..
Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

The Witcher 3 traz gráficos incríveis e jogabilidade apurada


 O carniceiro de Blaviken em sua melhor forma

Montado em seu cavalo, carinhosamente apelidado de Carpeado, o Carniceiro de Blaviken, como é conhecido Geralt de Rívia, procurava atentamente por vestígios em uma floresta. O protagonista de cabelos brancos, cujo serviço é exterminar monstros, utilizava seus sentidos de bruxo para destacar os principais componentes do cenário, afim de detectar pegadas de uma possível aberração rotulada de “Berrante”.
Os rastros encontrados por Geralt o levaram até o topo de uma colina, resguardada pela criatura voadora. Era o tal “Berrante”. O bruxo saltou do cavalo e, por instinto, brandiu sua espada de prata (ideal para combater monstros) com a mão direita, sem que precisássemos tirá-la de forma manual usando um dos direcionais do controle.
The Witcher 3: primeiras impressões (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)The Witcher 3: primeiras impressões (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Travamos a mira na criatura com o botão R3, do DualShock 4 do PlayStation 4, e engatilhamos uma besta de mão para interceptarmos uma investida aérea, que certamente teria sido fatal. Atordoado pelo ataque à longa distância, o “Berrante” caiu de forma brusca, enquanto o bruxo executava o sinal mágico Igni para envolver o inimigo em chamas.
Entre uma esquiva aqui e ali, Geralt, com uma velocidade descomunal, projetou o sinal de Axii, que veio à tona dominando a mente do inimigo, deixando-o completamente vulnerável. A batalha por fim terminou e, para comprovar a vitória contra a ardilosa anomalia, o bruxo mutante, sem hesitar, tomou a cabeça do adversário como prova e prêmio.
Apenas cumprindo contrato (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)"Apenas cumprindo contrato" (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
 Um universo cheio de vida
O combate contra o “Berrante” foi apenas a “ponta do iceberg”. Apenas um dos inúmeros contratos disponíveis em pequenos vilarejos e cidades. Apenas uma das centenas de histórias que arquitetam os reinos nórdicos idealizados por Andrzej Sapkowski, brilhantemente traduzidos pela CD Projekt RED para o mundo dos games.
The Witcher 3: Wild Hunt é um título como há muito tempo não se via no mercado de videogame. O terceiro episódio da saga presenteia o jogador com um vasto mundo aberto cheio de vida. Pequenos vilarejos com crianças descalças brincando, trabalhadores semeando o campo e pessoas com problemas reais. Problemas que vão desde familiares desaparecidos até abortos forçados, conflitos amorosos, doenças e traições.
Suas escolhas interferem o mundo do bruxo (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Suas escolhas interferem o mundo do bruxo (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Geralt não é um herói e muito menos será capaz de conquistar reinos. O Bruxo de Rívia simplesmente cumpre o seu papel, e suas escolhas influenciam o mundo de maneira positiva ou negativa. Cada missão tem os dois lados da moeda, sendo praticamente impossível ficar em cima do muro. Em Wild Hunt, o jogador deve aprender a conviver com decisões difíceis de serem tomadas, que podem ter consequências que vão além dos esforços do protagonista.
The Witcher 3 não é um jogo verdadeiramente next-gen apenas pelo seu grau de complexidade. Os detalhes visuais que constituem os Reinos do Norte são capazes de fascinar até o mais comedido jogador. Geralt pode ver a noite cair, presenciar o céu ser tomado por nuvens carregadas, além de apreciar o belíssimo nascer do Sol.
Fazendo jus ao apelido de carniceiro
Em The Witcher 3 não há inimigos por todos os cantos como em um MMORPG, por exemplo. Aqui, Geralt precisa caçá-los em áreas específicas, já que monstros dificilmente habitam regiões povoadas.
É preciso caçar monstros para sobreviver (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)É preciso caçar monstros para sobreviver (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Ao concluir caçadas e matar monstros, Geralt acumula pontos de experiência para aprimorar habilidades de ataque, alquimia, sinais etc. Aliás, o bruxo pode criar as mais diversas poções, incluindo óleos para combater criaturas específicas e bombas para destruir ninhos de aberrações.
Em termos de jogabilidade, o combate de Witcher 3 é como uma dança com espadas. É durante as batalhas que o apelido de Geralt, o Carniceiro de Blaviken, vem à tona, já que com movimentos rítmicos, ele consegue fatiar monstros e bandidos com precisão absoluta.
Em comparação com The Witcher 2, Wild Hunt apresenta um sistema de combate bastante dinâmico, que funciona de forma exemplar ao aliar elementos de hack’n'slash com estratégia em tempo real. Especialmente nos dois níveis de dificuldade mais elevados – “Sangue e Glória” e “Marcha da Morte” -, os brutais encontros são bastante desafiadores, com sequências memoráveis e sanguinárias.
Membro da Caçada Selvagem (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Membro da Caçada Selvagem (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
“Não bebo com uma aberração”
É bom lembrar que The Witcher 3: Wild Hunt está totalmente em português. O trabalho de voz está incrível, incluindo a voz de Geralt de Rívia, que segue a grave rouquidão do protagonista da versão em inglês.
A localização foi tão bem feita que Wild Hunt é capaz de competir diretamente com dublagens de filmes blockbusters, tamanha sincronia labial e qualidade de diálogos. É nítido o cuidado da CD Projekt RED com a adaptação para o português brasileiro, visto que os dubladores não estão simplesmente lendo o material. Há, certamente, sentimento envolvido ali.
Nuuvem tem o The Witcher 3 Wild Hunt mais barato do mundo (Foto: Divulgação) (Foto: Nuuvem tem o The Witcher 3 Wild Hunt mais barato do mundo (Foto: Divulgação))The Witcher 3 Wild Hunt (Foto: Divulgação))
Nasce um sério candidato a jogo do ano?
The Witcher 3: Wild Hunt chega para nos lembrar de que a oitava geração de consoles está entre nós. Grandioso e complexo em todos os sentidos, o desfecho da jornada de Geralt de Rívia pode até ser denso demais para alguns, mas certamente ficará marcado na história dos videogames como um dos projetos mais ambiciosos e caprichados dos últimos tempos. 

Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Street Fighter 5 - Trailer de M. Bison



 Aprendeu uns truques novos.





Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Demo de Final Fantasy XV será atualizada no início de junho


 A atualização para a demo de Final Fantasy XV estará disponível no início de junho.



Entre as melhorias incluídas na atualização estarão ajustes à câmera e à inconstante framerate, e mais ações durante os combates. Aparentemente a Square Enix estão a considerar mais melhorias e adições para atualização, mas não sabemos ainda os detalhes.
A demo de Final Fantasy XV apenas está disponível para quem comprou a versão PS4 ou Xbox One de Final Fantasy Type-0 HD e permite que explorem a região de Duscae.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

domingo, 17 de maio de 2015

Guillermo del Toro também assinou petição para continuarem com Silent Hills


 Para além dos fãs, Guillermo Del Toro também se mostrou devastado com o cancelamento do promissor Silent Hills e em entrevista com o IGN revelou o que ele e Kojima esperavam almejar com o jogo.

"A minha colaboração com Kojima, os encontros que tivemos e a amizade que estávamos a construir era maravilhosa. Tínhamos um acordo sobre qual a direcção a tomar. Tínhamos um acordo de como iríamos utilizar ao máximo as novas plataformas. Estávamos-nos a divertir muito," contou Del Toro.
"O que queríamos fazer com o jogo - e estávamos todos de acordo - era empurrar a tecnologia o máximo possível para criar terror. A ideia era criar um jogo muito atmosférico."
"Mas o que fez Silent Hill ser tão bom era que tinhas uma atmosfera pesada para além das sequências de ação muito intensas. Nós queríamos algumas coisas inovadoras que não quero revelar caso Silent Hills regresse - aliás eu adoraria que alguém mudasse de ideias e que pudéssemos torná-lo realidade."
"Norman Reedus estava muito feliz, Hideo estava muito feliz e eu também. Sei que existe uma petição na internet que está a recolher algumas assinaturas. Vou assinar e esperar que alguém preste atenção."
Apesar do cancelamento o ter deixado muito triste, Del Toro contou que não está desanimado e que está pronto para seguir Kojima caso queira iniciar algum projeto.
"Tenho estado em contacto com Hideo. E ele sabe que será a única pessoa que eu seguiria até ao fim do mundo para qualquer coisa. Se alguma coisa puder ser resgatada, eu ficarei mais do que feliz."

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

The Witcher 3: edição de colecionador chega ao Brasil com preço salgado


 The Witcher 3: Wild Hunt, esperado capítulo de conclusão da franquia, terá uma edição de colecionador lançada no Brasil, disponível junto com o lançamento oficial em fevereiro de 2015. A edição especial tem preço estimado de R$ 899,90 para PlayStation 4 e Xbox One e de R$ 799,90 para PC.

Edição de colecionador de The Witcher 3: Wild Hunt traz uma série de extras (Foto: Divulgação)
Edição de colecionador de The Witcher 3: Wild Hunt traz uma série de extras (Foto: Divulgação)

O conteúdo da edição de colecionador inclui o jogo em uma caixa de metal padrão Steelbook, trilha sonora oficial da aventura, dois mapas detalhados do mundo, um em papel e o outro em pano, uma medalha de feiticeiro semelhante à do protagonista Geralt, um livro com mais de 200 páginas de artes e mais.
O pacote trará também uma bela estatueta de Geralt lutando contra um grifo, contando com 33 cm de altura, esculpida exatamente como a versão criada pelo artista original e pintada cuidadosamente à mão.
Jogadores que encomendarem a edição de colecionador do Xbox One ainda receberão ainda mais um extra, uma versão física do jogo de cartas Gwent, o qual aparece no universo da franquia The Witcher.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Square Enix muda a hora da sua conferência E3 2015


 A Square Enix confirmou que haverá um ligeiro atraso na sua conferência para a E3 2015.
O evento começará então no dia 16 de junho às 14:00 de Brasilia.
A companhia japonesa não especificou o motivo para este atraso, mas pensa-se que seja para não interferir com o Nintendo Direct especial que estava marcado para o mesmo dia e hora. Desta forma, os interessados não terão quaisquer problemas para ver em Direct as duas apresentações.
a

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Microsoft vai apresentar novas PIs na E3 2015




 Phil Spencer, o máximo responsável pela divisão Xbox, garantiu no Twitter que na E3 deste ano apresentarão pelo menos uma nova propriedade intelectual (PI).

Spencer não deu mais detalhes sobre o número de novas PIs que apresentarão durante o evento ou sobre que tipo de jogos serão, por isso vamos ter de aguardar pelo próximo mês para ficarmos a saber tudo.

De relembrar que a conferência da Microsoft para o evento vai realizar-se no dia 15 de junho pelas 13h Brasil.

Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

PS4 sem jogos para o Natal?


Sony diz que Tearaway e No Man's Sky são apenas o início.



 O alinhamento da PlayStation 4 para o Natal de 2015 não por enquanto muito apelativo, mas com a E3 a decorrer no próximo mês, o vice-presidente e diretor de marketing da PlayStation UK disse que os jogos já anunciados é apenas o início.

Em relação aos jogos para o Natal, Fergal Gara comentou com o MCV que "não vou entrar em detalhes, mas títulos como Tearaway e No Man's Sky "são apenas o início do que está em cima da mesa".
"Portanto, não tenho qualquer preocupação quanto à falta de software forte para a PS4," concluiu Gara a sua resposta.
A consola rival, a Xbox One, já conta com nomes fortes como Halo 5: Guardians, Forza Motorsport 6 e Rise of the Tomb Raider na sua lista de lançamentos para o final do ano.
Resta aguardar pela E3 para ver o que a Sony tem nos planos.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Nintendo revela planos para a E3 2015




 Tal como prometido, a Nintendo revelou hoje os seus planos para a E3 2015.

Igual ao ano passado, os fãs de todo o mundo poderão assistir em direto a uma conferência digital marcada para 16 de junho (terça-feira) às 13h00 pelo horário de Brasilia, mas não foi só isto que a Nintendo anunciou.

Pela primeira vez desde 1990, a Nintendo voltará a organizar o Nintendo World Championships, uma competição dedicada exclusivamente aos seus jogos. O campeonato terá lugar a 14 de junho, no domingo antes do evento.

As apresentações Nintendo Tree-House também vão voltar nesta edição da E3.

Já agora, vejam o vídeo do anúncio, que mostra o presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aimé, a treinar para o campeonato.


 Alex


Escrito por


andre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Datas e horário para as conferências E3 2015


 A E3 é sempre um evento com tantas novidades que é difícil acompanhar todos os anúncios. Uma boa formar de apanhar as notícias mais importantes é acompanhar as conferências das várias editoras, e para vos ajudar, preparamos uma lista com todas as conferências anunciadas acompanhadas da data e hora Brasileira.

A lista não está completa pois falta a Sony, Microsoft e Nintendo anunciarem os seus planos, mas vamos atualizar a lista assim que essas informações sejam reveladas.
Não se esqueçam que poderão acompanhar todas estas conferências em direto aqui na CentraldosG@mers. 
Lista de Conferências E3 2015
  • Bethesda - 15 de junho / 03h00
  • Electronic Arts - 15 de junho / 21h00
  • Ubisoft - 15 de junho / 23h00
  • Nintendo - 16 de junho / 17h00
  • Square Enix - 16 de junho / 17h00
  • PC Gaming Show - 16 de junho / 23h59
  • Sony - ???
  • Microsoft - ???

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

terça-feira, 12 de maio de 2015

The Division previsto para o início de 2016


 The Division será lançado algures no início de 2016.

Graças a um slide na apresentação dos resultados da Ubisoft para o ano fiscal de 2015, ficamos a saber que a Ubisoft pretende lançar o shooter em mundo aberto com elementos RPG no quarto trimestre do ano fiscal a decorrer, o que significa uma data entre janeiro e março de 2016.
O jogo foi apresentado pela primeira vez na E3 2013 e será lançado para PC, PS4 e Xbox One.
a

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Koji Igarashi fala sobre o litígio entre a Konami e Kojima


 O antigo produtor de Castlevania e que recentemente anunciou o seu projeto no Kickstarter, Koji Igarashi, falou sobre o litígio entre a Konami e Hideo Kojima, uma relação que deverá terminar após o lançamento de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain.

Em entrevista com o IGN, Igarashi, que já trabalhou na Konami, falou sobre Kojima. "Ele ouviu o que se está a passar, mas foi pelas notícias e não directamente pelas pessoas da Konami, porque essa companhia tem uma forma de fazer bullying com os seus funcionários fornecendo-lhes poucas informações, isto para não falar de outras coisas," disse ele.
"Mas como criador de alto nível, que já passou por situações complicadas, onde teve de fazer escolhas difíceis, é sempre triste quando franquias verdadeiramente interessantes ou criadores realmente talentosos acabam por não conseguir fazer aquilo que fizeram no passado, que agradou aos fãs, e falando muito honestamente, que gerou receita para a companhia. Para ele, é muito triste ver isto a acontecer," acrescentou.
Igarashi explicou que Kojima entende o negócio da Konami e falou sobre as outras opções que existem para concretizar projetos como o Kickstarter.
"Apesar de ser triste, ele percebe que a Konami é uma corporação e que naturalmente e organicamente persegue o dinheiro. Afinal de contas trata-se de um negócio. Ele percebe o negócio do casino e do clube desportivo deles, que é o que organicamente lhes dá dinheiro. Se és um criador com uma grande base de fãs, que quer um certo jogo que não atinge a barreira do lucro estipulado, ou que não é necessariamente tão rentável como um casino ou um clube desportivo, ele tem sorte por ter outras opções, como o Kickstarter, que permite que os fãs apoiem diretamente as suas ideias para que elas se tornem realidade."
Como antigo funcionário da Konami, Koji Igarashi parece entender como as coisas funcionam dentro da companhia, e é evidente que produtores como ele preferem manter-se longe das grandes companhias; não foi por acaso que Igarashi lançou uma campanha no Kickstarter para conseguir dar vida ao seu novo projeto Bloodstained: Ritual of the Night.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

segunda-feira, 11 de maio de 2015

The Witcher 3 à venda nas lojas antes do tempo


 Segundo alguns relatos dos fóruns oficiais da CD Projekt RED, algumas lojas dos Emirados Árabes Unidos, começaram a vender The Witcher 3: Wild Hunt antes da data oficial de lançamento.
O que começou por ser um rumor, acabou por se tornar uma realidade quando vários canais do Twitch começaram a ter vídeos do jogo, onde mostravam parte do gameplay e história, o que irritou vários fãs da série.
Perante esta situação, o Twitch tomou medidas e retirou todo o conteúdo que foi colocado pelos utilizadores. Além disso, emitiu um comunicado para quem insistir, "Não é permitido transmitir The Witcher 3: Wild Hunt até ao dia 19 de maio de 2015. Todas as transmissões antes desta data, estão sujeitas às orientações do DMCA (Lei dos Direitos Autorais do Milênio Digital, em português)".
a

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

The Witcher 3 com mais de 1 milhão de reservas


A CD Projekt já começou a trabalhar nas expansões.

Se ainda havia dúvidas que The Witcher 3 é um dos jogos mais aguardados do ano, aqui está a prova conclusiva: mais de 1 milhão de pessoas já reservaram a sua cópia do jogo.

A CD Projekt anunciou hoje o número de reservas, aproveitando para comunicar que nas duas últimas semanas melhorou o desempenho do RPG e começou a trabalhar nas duas expansões: Hearts of Stone e Blood and Wine.
The Witcher 3 tem lançamento marcado para 19 de maio no PC, PS4 e Xbox One. A partir de 20 de maio começarão a ser lançados dois DLCs gratuitos por semana (são 16 os DLCs gratuitos no total).

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Relembre os maiores mitos e verdades dos consoles de videogame


 Desde os anos 80 os consoles de videogame são alvo de boatos e histórias absurdas que nem sempre são desvendadas. Quem nunca assoprou um cartucho ou ouviu que o videogame estragaria a televisão?
Assoprar o cartucho poderia danificar o jogo (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)
Assoprar o cartucho poderia danificar o jogo (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)
- Assoprar o cartucho ajuda 
Mito: Quem jogava consoles que usavam cartuchos com certeza assoprou alguma fita para que voltasse a funcionar. Muitos gamers afirmam que a “assopradinha” realmente ajudava.
Verdade: Técnicos em games e, principalmente, donos de locadoras de jogos, odiavam esse mito. Afinal, as pequenas gotículas de saliva que saiam após o sopro colocavam a vida do cartucho em risco, corroendo e queimando a fita em pouco tempo. O recomendado sempre foi limpá-los com álcool isopropílico.
- Vire o PS1 de cabeça para baixo que ele volta a funcionar 
Mito: Alguns games no PlayStation 1 que simplesmente paravam de rodar voltavam a funcionar quando virados de cabeça para baixo. 
Verdade: Com o tempo, os canhões de leitura de mídia tanto em consoles quanto em CDs players começam a perder o alinhamento, deixando também o laser do aparelho prejudicado. Se o console fosse para uma assistência, a leitura voltaria ao normal rapidamente. Porém, as manobras com o PS1 funcionavam milagrosamente e alinhavam os canhões.
PlayStation One (Foto: Divulgação)PlayStation One (Foto: Divulgação)

- Videogame estraga a televisão 
Mito: Pais, mães e até mesmo gamers acreditavam que jogar videogame poderia estragar a televisão, deixando a imagem ruim. 
Verdade: Televisões de plasma possuem um problema que deixa imagens estáticas exibidas de forma contínua quando a TV está ligada. O burn-in, como é chamado o defeito, faz com que as imagens fiquem como sombras na tela. Porém, isso não acontece apenas com o uso de videogames e o mito é bem mais antigo do que as TVs de plasma. Talvez, a história possa ter surgido com a ideia de que tudo que é muito usado, um dia estraga. 
Jogar videogame não estragava a televisão (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)Jogar videogame não estragava a televisão (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)
- Xbox One espiona pessoas através do Kinect 
Mito: As câmeras e microfones do Kinect podem gravar tudo que está por perto e enviar para um servidor da Microsoft. 
Verdade: De acordo com a Microsoft, os comandos de voz recebidos pelo Kinect quando o Xbox One está ligado são realmente gravados e enviados para servidores, mas o áudio é transformado em documentos de texto. Já as imagens dos usuário são transformadas apenas em informações numéricas.
Kinect (Foto: gengame.net)As imagens e áudios gravadas pelo Kinect não são usadas para espionar jogadores (Foto: gengame.net)

- Há milhões de cartuchos de Atari enterrados no deserto do Novo México 
Mito: Em 1983, caminhões carregando 10 milhões de cartuchos de Atari foram enterrados em um deserto do Novo México, nos EUA. 
Verdade: Dessa vez, a história realmente aconteceu e apenas o número de cartuchos não foi confirmado. O lucro com o Atari em 1982 não foi nem um pouco bom e a empresa teve grandes prejuízos, principalmente com um game baseado no filme E.T., de Steven Spielberg, e com o famoso Pac-Man. Assim, com milhares de cartuchos encostados, sem ter quem queira, a empresa enterrou todos em um depósito de lixo e mandou os donos do local esmagarem e cobrirem tudo com concreto. Infelizmente, a destruição foi mais rápida que a notícia e os fãs de videogames conseguiram resgatar apenas alguns cartuchos, que foram leiloados anos depois.
Cartucho Atari no deserto (Foto: Kotaku)Milhões de cartuchos de Atari foram enterrados no deserto (Foto: Kotaku)


- O míssil do PlayStation 2 
Mito: Um relatório publicado em 2000 pela World Net Daily, portal de notícias norte-americano, afirmou que uma fonte militar teria revelado que o PlayStation 2 poderia ser usado para “calcular dados de balística para mísseis de longo alcance e ajudar em armas nucleares”. As reportagens na época afirmavam também que o presidente do Iraque, Saddam Hussein, estava estocando mais de 4.000 consoles para criar um poderoso computador que colocaria a população mundial em alerta. 
Verdade: O PlayStation 2 tinha um hardware poderoso para a época de lançamento e a Emotion Engine chamou atenção por receber promessas avançadas. No final, tudo ficou parecendo uma jogada de marketing da Sony. No relatório divulgado, a fonte de inteligência militar não identificada dizia que “os recursos gráficos do Playstation são surpreendentes e cada unidade contém uma CPU de 32 bits, tão poderosa quanto processadores encontrados em desktops”. Alguns jornais afirmaram que o presidente iraquiano comprou centenas de consoles em apenas dois meses, mas que se a intenção era usar o PS2 como arma, isso levaria muitos anos para ser desenvolvido.
PlayStation 2 (Foto: Divulgação/PlayStation)A única verdade no mito do PS2 é que o console tinha um hardware poderoso (Foto: Divulgação/PlayStation)

- Entrada misteriosa nos consoles Nintendo 
Mito: O Nintendo Entertainment System, conhecido como Nintendinho, tinha uma entrada na parte de baixo do console muito parecida com entradas do Super Nintendo e Nintendo 64. Alguns diziam que elas serviriam para rodar cartuchos do Mega Drive, da Sega.
Verdade: A entrada inferior foi projetada para fazer um link de vários videogames. A conexão dos consoles serviria para jogar incríveis partidas multiplayer. Porém, a ideia nunca foi concretizada e a entrada apenas ficou na memória. 
A entrada misteriosa nos consoles Nintendo serviria para partidas multiplayer (Foto: Divulgação)A entrada misteriosa nos consoles Nintendo serviria para partidas multiplayer (Foto: Divulgação)


- CDs do PS1 com músicas 
Mito: Os CDs do PlayStation 1 tinham músicas gravadas que poderiam ser escutadas em simples CDs players.
Verdade: A mídia utilizada no PSOne era o famoso CD-R. Com isso, alguns sons do jogo gravado poderiam ser escutados se colocasse o game em um CD player. Porém, não eram sons que substituíam as trilhas sonoras dos jogos.  
Em alguns jogos do PS1 você conseguia ouvir sons com a mídia em um CD player (Foto: Divulgação)Em alguns jogos do PS1 você conseguia ouvir sons com a mídia em um CD player (Foto: Divulgação)

- Aquecimento do Xbox 360 
Mito: Após jogar muitas horas, o Xbox aquece e uma luz começa a piscar. Tempo depois, o console queima. 
Verdade: Os primeiros Xbox 360, como Opus e Falcon, tiveram uma engenharia mal feita e, após jogar muitas horas, ocorria um aquecimento e o acúmulo de calor derretia a pasta protetora dos chips, prejudicando-os em pouco tempo. Porém, o problema foi resolvido por volta de 2008, com a versão Jasper.
Após muitas horas de jogo o Xbox aquecia e podia até queimar (Foto: Divulgação)Após muitas horas de jogo o Xbox aquecia e podia até queimar (Foto: Divulgação)

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.