News

Os fãs Brasileiros da Nintendo decidiram criar uma petição para demonstrar o interesse em ver a companhia representada oficialmente no Bras...

Os fãs Brasileiros da Nintendo decidiram criar uma petição para demonstrar o interesse em ver a companhia representada oficialmente no Brasil.

Através da petição "Queremos Nintendo no Brasil e seus jogos em Português", os jogadores Brasileiros procuram o apoio oficial da Nintendo e uma forma de comunicar com a casa do Super Mario.
Na página da petição podes ver que são três os desejos da comunidade que quer mostrar que são muitos, amam a Nintendo e deseja um maior apoio.
Jogos como The Legend of Zelda, Pokémon, Fire Emblem e os grandes exclusivos da Nintendo em Português é um desses grandes desejos dos fãs Brasileiros, que querem ainda um canal oficial da Nintendo no Youtube - algo que, relembram bem, existe em Portugal.
O terceiro desejo apela a apresentações em Português do Brasil e a presença da marca em eventos oficiais no Brasil, para que a comunidade possa ter contacto antecipado com os jogo da Nintendo.
São três pedidos aparentemente simples, mas incrivelmente importantes para uma comunidade apaixonada por uma marca com a qual não consegue expressar em pleno toda a sua paixão e dedicação.
Em Portugal, podemos acompanhar os vídeos da Nintendo Portugal, localizados para a nossa língua, e também podes frequentemente jogar antecipadamente os grandes títulos da Nintendo em vários eventos.
Os fãs Brasileiros procuram um apoio similar e uma forma de comunicar mais diretamente com a Nintendo.

A Square Enix afirmou que apenas tem planos para lançar Final Fantasy 7 Remake na PS4. Após a especulação gerada pela apresentação de...

A Square Enix afirmou que apenas tem planos para lançar Final Fantasy 7 Remake na PS4.

Após a especulação gerada pela apresentação de um vídeo da Xbox Alemanha, no qual promove a chegada do jogo à Xbox One já em Março de 2020, a Square Enix afirmou que o jogo permanecerá exclusivo PS4.
Final Fantasy 7 Remake teve direito a novos trailers na E3 2019 e a Square Enix comunicou que o "poderias jogar primeiro na PS4", o que sugere o lançamento noutras plataformas.
Após as palavras usadas pela própria editora, a mensagem da Xbox DACH parecia ser a confirmação de Final Fantasy 7 Remake na Xbox One que muitos jogadores querem ter.
No entanto, a Square Enix diz que o jogo apenas será lançado na consola da Sony.
Em resposta ao VGC, um representante da editora disse que o plano é lançar o jogo na PS4.
"Como anunciado anteriormente, Final Fantasy 7 Remake será lançado para a PlayStation 4 a 3 de Março de 2020. Não temos planos para outras plataformas."
A falta de termos concretos e o uso de mensagens como "joga primeiro na PS4" sugerem o contrário, mas por enquanto, a palavra oficial é esta - Final Fantasy 7 Remake chegará a 3 de Março de 2020 apenas para a PS4.

O produtor executivo de Street Fighter, Yoshinori Ono, está  confirmado  para a Brasil Game Show (BGS) 2019. No evento, ele participará...


O produtor executivo de Street Fighter, Yoshinori Ono, está confirmado para a Brasil Game Show (BGS) 2019. No evento, ele participará de diversas atividades, como concurso de cosplay, Meet & Greet e BGS Talks. Ono deixou um recado ao fãs por meio do Twitter da BGS, de uma maneira inusitada:
ELE ESTÁ DE VOLTA!

Yoshinori Ono (@Yoshi_OnoChin), produtor executivo da série Street Fighter, retorna à BGS.

Ele estará no Meet & Greet, participará do BGS Talks e será jurado nos concursos de cosplay.

Com seu bom humor, mandou um recado para todos os fãs!
36 people are talking about this

Ono já esteve na BGS nas edições de 2011, 2015, e em 2018, foi um dos grandes homenageados, recebendo o prêmio Lifetime Achievement Award, que condecora os principais nomes da indústria de jogos eletrônicos do mundo -- título que foi dado a Hideo Kojima, Ed Boon, Nolan Bushnell e Phil Spencer. Ele também teve as mãos gravadas no Wall of Fame da BGS. Na ocasião, conversamos com Ono sobre o sucesso da franquia; confira a entrevista completa aqui.

Yoshinori Ono trabalha na Capcom desde a década de 1990 e foi responsável, entre outros jogos, pela produção de Street Fighter IV (2008), que ajudou a resgatar a popularidade da série.

A BGS 2019 também já confirmou a presença de Hidetaki Miyazaki, criador de Dark Souls, John Romero, game designer de DOOM, Charles Martinet, dublador de Mario, e Shota Nakama, criador da Video Game Orchestra. O evento acontece entre os dias 9 e 13 de outubro deste ano, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Serviço - BGS 2019


  • Quando: 09 a 13 de outubro (1º dia exclusivo para imprensa e negócios);
  • Onde: Expo Center Norte | Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP;
  • Horário: 13h às 21h.
  • Mais informações em www.brasilgameshow.com.br.

Apesar do sucesso de sequelas como Devil May Cry 5 e Resident Evil 7 ou de novas entradas em populares séries, como Resident Evil 2 remake ...

Apesar do sucesso de sequelas como Devil May Cry 5 e Resident Evil 7 ou de novas entradas em populares séries, como Resident Evil 2 remake e Monster Hunter: World, a Capcom quer desenvolver novas séries.

Ryozo Tsujimoto, responsável pela segunda divisão de desenvolvimento da Capcom e produtor da série Monster Hunter, acredita que a Capcom terá de manter o seu interesse em novas propriedades e não se focar somente nas suas séries já conhecidas.
Recentemente, a Capcom focou-se nas suas mais populares séries para voltar às boas graças dos seus fãs, mas nos anos 2000, focou-se em inúmeras novas propriedades originais.
Viewtiful Joe, Onimusha, Monster Hunter, Okami, Devil May Cry, Dead Rising e Lost Planet foram algumas das novas séries que nasceram ao longo dos anos 2000, quando a companhia apostava em força nas novas propriedades.
Tsujimoto diz que a Capcom jamais deixará de apostar em novas personagens ou ideias, apesar do foco recente em séries como Street Fighter e Resident Evil.
"Não vamos desistir da ideia de criar novas personagens e séries, apenas está a correr bem de momento ao apresentar novas e frescas abordagens às nossas séries existentes."
"Está a correr bem para nós, mas não vamos tirar os olhos da criação de jogos originais no futuro."
Fujioka Kaname, director de Monster Hunter: Iceborne, acrescentou que a Capcom é reconhecida mundialmente pelas suas experiências caracteristicamente Japonesas, capazes de apelar a audiências globais, algo que lhes dá confiança para apostar em novidades.
"Actualmente, estou confiante que podemos continuar a criar estas novas experiências, títulos e personagens que vão cativar as pessoas, não apenas no Japão, mas em todo o mundo."
Gostarias de ver novas sequelas ou novas propriedades intelectuais da Capcom?

The Last of Us: Parte 2 é um dos jogos mais aguardados e a Naughty Dog ainda não anunciou uma janela de lançamento. Os rumores aponta...

The Last of Us: Parte 2 é um dos jogos mais aguardados e a Naughty Dog ainda não anunciou uma janela de lançamento.

Os rumores apontavam para um lançamento em Outubro de 2019, mas a Sony Interactive Entertainment não se comprometeu com qualquer previsão e ainda continuamos sem saber quando Ellie voltará.
No final de Maio, surgiram rumores que indicavam um lançamento em Fevereiro, para dar mais tempo à Naughty Dog trabalhar no jogo e para Death Stranding figurar como o, inesperadamente, grande lançamento do final de 2019.
Agora, o analista Daniel Ahmad partilhou uma fonte Chinesa, que revelou antecipadamente o lançamento de Death Stranding para 8 de Novembro de 2019, que The Last of Us: Parte 2 chegará mesmo em Fevereiro de 2020, tal como indicado por Jason Schreier.
Esta nova fonte reforça o lançamento em Fevereiro do próximo ano e avança ainda que a Sony está a preparar 4 versões de The Last of Us: Parte 2: Padrão, Especial, Coleccionador e Ellie.
Como referido, a SIE e a Naughty Dog ainda não anunciaram uma data oficial de lançamento, mas diversas fontes indicam que Fevereiro de 2020 será o mês de The Last of Us: Parte 2 e começamos a ficar irrequietos.

A Guerrilla Games atualizou o seu site oficial com novas vagas para reforçar as suas equipas de desenvolvimento. Depois de Horizon Zer...

A Guerrilla Games atualizou o seu site oficial com novas vagas para reforçar as suas equipas de desenvolvimento.



Depois de Horizon Zero Dawn, o estúdio Holandês procura por mais de 25 novos funcionários para trabalhar em novos projetos, que ainda não foram anunciados.

Em 2018, a Guerrilla revelou que lançar sequelas e novas propriedades intelectuais a cada 3 anos e aumentar para quatrocentos, o número de funcionários a trabalhar na companhia.

Horizon Zero Dawn foi lançado em Fevereiro de 2017 e se o plano da Guerrilla estiver pronto para ser concretizado, o estúdio poderá revelar já para 2020 um novo lançamento.

Será uma sequela em Horizon Zero Dawn ou Killzone? Um jogo totalmente novo?

A Sony Interactive Entertainment anunciou que os preços do serviço PlayStation Plus vão baixar, em alguns territórios. Em sentido oposto ...

A Sony Interactive Entertainment anunciou que os preços do serviço PlayStation Plus vão baixar, em alguns territórios.
Em sentido oposto ao que acontecerá na Europa e em alguns países, a partir de 1 de Agosto, uma seleção de países poderá desfrutar do serviço da Sony a um preço inferior.
Para a Europa (Portugal incluído), Ásia e Brasil, foram anunciados aumentos nos preços das modalidades - em Portugal aumentará 1€ na subscrição mensal, que passará a custar 8.99€, mas noutros países serão apresentadas reduções.
Jogadores na Arábia Saudita, Omã e México confirmaram alterações nos preços PS Plus para o Médio Oriente e América Latina, resultantes de ajustes de acordo com as condições dos mercados.
1
No México, a subscrição anual do PS Plus passará a custar $39.99 e no Médio Oriente o preço passará para $49.99, valores inferiores ao que é actualmente praticado na grande maioria da Europa.

De acordo com Kenichiro Yoshida, diretor executivo da Sony, o próximo console da empresa, informalmente chamado de PS5, será um "produ...

De acordo com Kenichiro Yoshida, diretor executivo da Sony, o próximo console da empresa, informalmente chamado de PS5, será um "produto de nicho para jogadores hardcore". A afirmação foi feita durante uma reunião entre investidores (via Wall Street Journal).

Pelo discurso, a empresa acredita que a qualidade gráfica e resolução em 8K serão características decisivas para atrair a atenção do consumidor. O que tem sido mencionado com maior destaque em relação a próxima geração de consoles, tanto pela Sony quanto pela Microsoft, é a diminuição nas telas de carregamento e performance aprimorada graças ao uso de um Drive SSD.

De acordo com relatos de fontes do Wall Street Journal, a Sony estaria concentrando esforços em fortalecer parcerias com grandes publishers e no desenvolvimento de games triple-A exclusivos da plataforma. Como parte dessa estratégia, o suporte a estúdios independentes não estaria no planejamento da empresa, que não pretende dar espaço aos indies na Tokyo Game Show 2019. Ainda, o jornal afirma que a Sony continua vendo a Microsoft como principal concorrente, enquanto o Google Stadia é tido como "uma potencial ameaça a longo prazo".
Resta saber quando todos os detalhes sobre o PS5 serão revelados -- só não espere um lançamento antes de março de 2020.

PS5 e Project Scarlett são dois novos consoles da Sony e Microsoft, respectivamente, com a possibilidade de serem os mais poderosos já prod...

PS5 e Project Scarlett são dois novos consoles da Sony e Microsoft, respectivamente, com a possibilidade de serem os mais poderosos já produzidos. As duas empresas prometem várias novidades aos jogadores, mas com um mesmo foco: velocidade. A próxima geração será sobre a velocidade de carregamento e de início dos games, então é possível que este ponto surpreenda. Saiba o que esperar em um comparativo com o que já foi divulgado até agora. Por enquanto, qual é o melhor? Siga:



Rapidez

Como dito, os dois consoles prometem ser rápidos. A Microsoft e a Sony devem passar a usar SSD como mídia para armazenar jogos digitais e sistema. Contra o HDD, atual tecnologia usada no PS4 e Xbox One, é possível que a velocidade realmente aumente consideravelmente. O no PS5, por exemplo, chega 10 vezes mais rápido. A Microsoft não deu um exemplo prático desta velocidade, mas o PS5 já teve uma demonstração interna realizada, com o jogo Spider-Man, onde o carregamento era 10 vezes mais rápido do que no PS4 Pro.


Novas tecnologias

A Microsoft promete que o Project Scarlett usará uma tecnologia chamada de Ray Tracing, que é um algoritmo gráfico para gerar imagens 3D. O método promete um realismo maior, simulando como a luz se comporta no mundo real de maneira extremamente realista – o que deve fornecer um incremento gráfico exponencial no novo console.

A Sony não detalhou que novas tecnologias devem ser usadas no PS5, por enquanto. Como a empresa não participou da E3 2019, é possível que estas novidades surjam apenas ao longo deste ano.

Poder gráfico

Os dois consoles prometem ser equiparáveis em poder gráfico, da mesma maneira que PS4 e Xbox One já foram bem próximos. Os dois querem garantir rodar games com, no mínimo, resolução 4K, a atual maior resolução para jogos, mas o Scarlett deve alcançar 8K em alguns casos.

A empresa também confirmou que o Scarlett usará memória GDDR6, que permite um poder de processamento muito grande em comparação ao Xbox One, mas caminho similar seguirá a Sony. Logo, neste quesito, os dois devem ser mesmo equiparáveis.

Lançamento

Aqui a Microsoft está com uma ligeira vantagem, já que concedeu a janela de lançamento para o Project Scarlett: final de 2020, durante o período de festas. Ainda não há data mais específica, mas os fãs já sabem quando esperar o aparelho.

Já a Sony, apesar de já ter mencionado o PS5, não deu uma data muito clara, nem aproximada, de quando ele chegará ao mercado. Mas, como a concorrência é sempre uma constante entre as duas empresas, é provável que os lançamentos sejam próximos.


Jogos

Não há jogos confirmados para o PS5. Acredita-se que alguns games de “fim de geração” do PS4, como Ghost of Tsushima, Death Stranding, The Last of Us 2 e Final Fantasy 7 Remake, sejam lançados também no PS5, como multiplataforma. Mas nada disso é confirmado.

á o Project Scarlett já tem, pelo menos, um jogo oficialmente anunciado: Halo Infinite, que continuará a série da Microsoft mas que também funcionará como “reboot”, um tipo de reinício, para abraçar novos fãs. Os dois consoles também devem ser retrocompatíveis em termos de jogos da geração passada.



Acessórios

A Sony já confirmou que o PS VR, os óculos de realidade virtual do PS4, funcionará no PS5. O mais provável é que o PS Move, controle com sensor de movimentos do aparelho, também siga o mesmo padrão, já que ele funciona com o visor.

O Xbox One, porém, não tem nenhum acessório tão famoso, a não ser por controles, que devem continuar compatíveis com o Scarlett. Vale lembrar que o aparelho foi lançado com o Kinect 2, sensor de movimentos, mas que já foi cancelado pela Microsoft.

Preço

Nenhum dos dois aparelhos possuem qualquer preço definido ou qualquer ideia de quanto custarão, por isso não há como comparar este ponto. Mas, para se ter uma base, hoje, o PS4 Pro custa US$ 400, enquanto o Xbox One X sai por US$ 500 – sem contar eventuais descontos.

Os preços dos atuais consoles podem dar uma boa margem do que esperar para novos aparelhos. E, claro, vale lembrar que a previsão fica ainda mais distante quando falamos em “Brasil”, pois nenhum dos dois estão confirmados para território nacional, por enquanto.

Com a E3 2019 terminada, Phil Spencer da divisão Xbox fez um balanço do evento no Twitter, destacando o desempenho que bateu recordes na ma...

Com a E3 2019 terminada, Phil Spencer da divisão Xbox fez um balanço do evento no Twitter, destacando o desempenho que bateu recordes na marca.

"Recorde no tráfico social durante a semana, visualizações recorde durante a conferência, o dobro dos fãs a assistirem ao Inside Xbox, 1000 pessoas no MS Theater para assistir à conferência e desfrutar dos jogos," disse Phil Spencer.
Durante a sua apresentação na E3 2019 a Microsot apresentou os primeiros detalhes da Xbox Scarlett e contou com um convidado especial: o ator Keanu Reeves, que será uma das personagens de Cyberpunk 2077.
Para a E3 2020 a Microsoft já prometeu mais detalhes de Halo Infinite.

The Last of Us: Parte 2 é um dos jogos mais esperados desta geração e apesar do anúncio no final de 2016, ainda existe muito sobre ele que ...

The Last of Us: Parte 2 é um dos jogos mais esperados desta geração e apesar do anúncio no final de 2016, ainda existe muito sobre ele que ainda não sabemos.
Enquanto a Naughty Dog desenvolve a sua aguardada sequencia, vai mantendo em segredo a data de lançamento, detalhes sobre a campanha e sobre uma possível vertente multi-jogador.

No entanto, segundo informado pela Sony, ao contrário do que fez com o primeiro jogo, a Naughty Dog não apresentará modos multi-jogador em The Last of Us: Parte 2.
Na caixa da edição limitada Days of Play da PlayStation 4, via ResetEra, a Sony informa os jogadores que é necessária uma subscrição PlayStation Plus para aceder aos modos online dos jogos.
Mas no caso de "Marvel's Spider-Man, Days Gone, God of War e The Last of Us: Parte 2 não suportam multi-jogador online".
Esta informação sugere que The Last of Us: Parte 2 não terá multi-jogador competitivo como o primeiro, algo que a Naughty Dog ainda não tinha anunciado oficialmente.
The Last of Us: Parte 2 ainda não tem uma data de lançamento, mas os rumores dizem que chegará em Fevereiro de 2020.

Em entrevista ao Telegraph, Alain Corre disse que está animado com a perspectiva de avanços tecnológicos que impulsionam experiências de jo...

Em entrevista ao Telegraph, Alain Corre disse que está animado com a perspectiva de avanços tecnológicos que impulsionam experiências de jogabilidade melhoradas em novos equipamentos.




"Os desenvolvedores querem surpreender o tempo todo, inovar - e a tecnologia nos permite entrar em territórios desconhecidos e trazer algo novo", disse ele. "Como em Watch Dogs por exemplo. Graças à IA que eles estão dominando agora somos capazes de trazer uma nova jogabilidade.

"E se os fabricantes deste mundo irão continuar inovando e ultrapassando as fronteiras das tecnologias, poderemos criar jogos melhores e convencer mais fãs, e a indústria continuará crescendo. Acho que o aspecto social do jogo é algo cada vez mais importante", continuou Corre. "As novas tecnologias fornecerão novas maneiras para os fãs trocarem dados.

"E há muitos outros novos elementos para melhorar a qualidade dos jogos. A Microsoft falou sobre o SSD [discos rígidos super rápidos] e o fato de que eles querem reduzir o tempo de carregamento ... É um tópico muito importante e é uma revolução, essa coisa.

"No lado gráfico, ainda está melhorando, porque você verá uma diferença entre 4k e 8k. Há coisas que eles estão propondo que tornarão essas máquinas super legal para os fãs. "


Não inesperadamente, a Microsoft está otimista sobre o potencial de novos consoles, com o chefe do Xbox Game Studios, Matt Booty, alegando que sua chegada poderia ser "uma transição tão grande quanto quando passamos de 2D para 3D".

No entanto, o diretor de estúdio da Platinum Games, Atsushi Inaba, não está convencido pelo que viu até agora dos planos da Microsoft e da Sony para a próxima geração, dizendo ao telegraph que está "difícil ficar animado" com o hardware que parece ser "mais do mesmo.
Fonte: Videogameschronicle