News

A PlatinumGames anunciou hoje o jogo Sol Cresta. Desenvolvido em conjunto com a Hamster Corporation, Sol Cresta é o próximo jogo numa...

A PlatinumGames anunciou hoje o jogo Sol Cresta.

Desenvolvido em conjunto com a Hamster Corporation, Sol Cresta é o próximo jogo numa das mais antigas séries da companhia japonesa, cujo primeiro título foi lançado em 1981.
A PlatinumGames diz que esta é uma surpreendente e chocante nova colaboração, o seu quarto novo projeto, prometendo que vai surpreender os seus fãs.
Por enquanto, temos apenas este pequeno teaser que relembra o percurso da série da Hamster e revela ao mundo esta inesperada colaboração. A PlatinumGames confirma assim que não estava a brincar quando afirmou ter em mãos um projeto singular.
Partilharemos mais detalhes assim que disponíveis.
Talvez não. Esta é uma brincadeira do dia das mentiras, preparada pela PlatinumGames em colaboração com a Hamster.

O último dos quatro anúncios preparados pela Platinum Games para 2020 será realizado a 1 de Abril, de acordo com o site oficial do estúdio....

O último dos quatro anúncios preparados pela Platinum Games para 2020 será realizado a 1 de Abril, de acordo com o site oficial do estúdio.
Até agora, o estúdio anunciou as versões PC, PS4 e Nintendo Switch de The Wonderful 101, uma nova propriedade intelectual que lhe pertence chamada Project GG, e a abertura de um novo estúdio em Tóquio.
Tendo em conta que a Platinum Games já anunciou dois jogos como parte destes anúncios, parece improvável que este quarto e último anuncio seja mais um jogo. Vamos esperar para ver.
1 de Abril cai na próxima Quarta-Feira. Convém não esquecer que este dia também é conhecido e celebrado pelo dia das mentiras.

Final Fantasy 7 Remake está quase a chegar às lojas e a Sony Interactive Entertainment Japan Asia decidiu  festejar o momento com diversas ...

Final Fantasy 7 Remake está quase a chegar às lojas e a Sony Interactive Entertainment Japan Asia decidiu  festejar o momento com diversas novas publicidades.

Através de 4 novos anúncios publicitários, a PlayStation Japan Asia celebra o iminente lançamento do remake de um dos maiores clássicos do currículo da marca e conta com a ajuda de diversas figuras conhecidas do público japonês.
Nos diferentes anúncios, a PlayStation conta com a ajuda de músicos e streamers, que se juntam para promover Final Fantasy 7 Remake de forma bem surreal.
A PlayStation Japan é conhecida pelos seus anúncios surreais e estes não escapam à regra.
Final Fantasy 7 Remake chegará a 10 de Abril à PS4.

Os jogos de Abril do PS Plus foram revelados mais cedo. Embora nada tenha sido publicado no PlayStation Blog, um vídeo do PlayStation Acc...

Os jogos de Abril do PS Plus foram revelados mais cedo.
Embora nada tenha sido publicado no PlayStation Blog, um vídeo do PlayStation Access (um canal oficial da PlayStation) revelou que os jogos de Abril do PS Plus são Uncharted 4 DiRT Rally 2.0.

O vídeo já foi entretanto colocado em privado. O que aconteceu foi, provavelmente, alguém se enganou e publicou o vídeo mais cedo do que devia. Como sempre, nada passa despercebido da Internet e o vídeo foi quase imediatamente partilhado no Reddit.
Uncharted 4 é um excelente jogo de aventura, considerado como um dos melhores da PS4. DiRT Rally 2.0 é um soberbo jogo de simulação de corridas de rally que deixará qualquer adepto da modalidade entusiasmado.
A não ser que já tenhas jogado estes títulos, Abril parece ser um mês excepcional para o PS Plus. Resta aguardar a confirmação oficial.


Por norma, todos os jogos que são exclusivos da plataforma têm a etiqueta "Only on PlayStation", todavia,  o título da Sony Santa...

Por norma, todos os jogos que são exclusivos da plataforma têm a etiqueta "Only on PlayStation", todavia, o título da Sony Santa Monica perdeu essa etiqueta no site oficial.

Fomos conferir outras páginas de exclusivos e verificamos que títulos como Marvel's Spider-Man e Uncharted 4 ainda mantêm a menção de que são jogos disponíveis "Only on PlayStation".
Da nossa perspectiva, existem duas hipóteses: a primeira é que se trata meramente de um erro e a etiqueta não foi incluída por acidente quando a página de God of War foi atualizada. A segunda hipótese é que God of War vai deixar mesmo de ser um exclusivo PlayStation.
É possível que, tal como Horizon Zero Dawn, God of War esteja a caminho do PC. Por enquanto, isto não passa de especulação com base na perda da etiqueta, mas agora já sabemos que a Sony está disposta a lançar os seus exclusivos no PC. Pode acontecer.
Na página portuguesa do PlayStation, God of War ainda é referido como um exclusivo PlayStation.

A confusa apresentação de Mark Cerny sobre o PlayStation 5 deu-te imensas informações sobre as especificações do console, retro-compatibili...

A confusa apresentação de Mark Cerny sobre o PlayStation 5 deu-te imensas informações sobre as especificações do console, retro-compatibilidade e capacidades áudio, mas deixou imensas perguntas por responder.

Ao revelar as especificações da PS5, Cerny falou de forma pouco esclarecedora sobre a retro-compatibilidade PS4 (o que forçou a Sony a apresentar uma actualização mais específica) e também elaborou sobre o novo SSD proprietário que eliminará loadings.
No entanto, Cerny não apresentou exemplos práticos e falhou em revelar funcionalidades que exemplifiquem de forma esclarecedora o que estas novidades significam para a sua interação com o PS5.
Comparado com a forma simples e eficaz com que a Microsoft tem partilhado a sua mensagem em torno do Xbox Series X, a apresentação de Cerny não foi a melhor decisão para consumo das massas e as questões são mais do que muitas.
O console não foi apresentado, não vimos o comando, não tivemos a revelação de novas funcionalidades e nem sequer foi mencionado de que formas o SSD tornará a interface do PS5 mais dinâmica para te permitir entrar mais rapidamente nos jogos.
PUBLICIDADE
Uma patente descoberta recentemente parece ajudar um pouco nisso e apesar de não estar confirmado oficialmente, sugere que a Sony está a preparar uma "interface dinâmica para iniciar diretamente gameplay".

Oficialmente, Cerny apenas partilhou que a interface do PS5 será mais dinâmica e terá informações diversas sobre o jogo, mas esta patente sugere que a Sony pretende ir mais além e tornar dinâmico o acesso ao jogo.
Esta patente indica a possibilidade da Sony implementar no PS5 a capacidade para entrar diretamente no gameplay, sem necessidade de assistir aos habituais de iniciação do jogo e ir para o menu principal, antes do loading para o gameplay.
Iniciar o jogo diretamente no menu da vertente online ou na procura por uma partida num modo específico, voltar ao um RPG de imediato no ponto em que ficaste, sem o habitual processo de iniciar o jogo, parece ser o que a Sony está a preparar para a PS5.

Poderá ser a abordagem da Sony à funcionalidade Quick Resume vista no Xbox Series X (que te deixa alternar entre diversos jogos que ficam em suspenso enquanto jogas outro, sem necessidade de iniciar cada um deles), mas de momento, ainda não foi confirmado oficialmente.

A Sony atualizou esta semana o  site oficial  do PS5 para incluir as informações reveladas na apresentação de Marky Cerny acerca das espec...

A Sony atualizou esta semana o site oficial do PS5 para incluir as informações reveladas na apresentação de Marky Cerny acerca das especificações do console.
O novo console é descrito pela marca como "potente e inovadora" graças a novidades como "o SSD ultra rápido, o sistema de E/S personalizado integrado, a GPU AMD personalizado e com ray tracing e áudio 3D altamente envolvente".
"Com estas capacidades, o PS5 permitirá aos programadores maximizarem a criatividade, construindo mundos expansivos e novas experiências de jogo nos jogos que desenvolverem", promete a Sony.
O site oficial continua a referir Natal de 2020 como a data de lançamento, o que sugere que o PS5 estará disponível algures entre Novembro / Dezembro. Os analistas de videojogos tinham apostado num adiamento da console para 2021 devido ao coronavírus, mas até agora isso não se verificou.
Embora já tenha revelado as especificações do PS5, o design final do console continua um mistério assim como o preço.
ps5_data_lancamento_2020
Uma imagem especulativa da PS5.

O debate entre qual dos novos consoles é mais poderoso - o Xbox Series X ou a PlayStation 5 - continua. Desta vez, Chris Grannel...



O debate entre qual dos novos consoles é mais poderoso - o Xbox Series X ou a PlayStation 5 - continua.

Desta vez, Chris Grannell, um ex-designer da Sony que trabalhou na companhia desde 1996 até 2010 e participou na produção de jogos como WipEout HD: Fury e Killzone 2, deu o seu parecer no Twitter.
Apesar do seu longo envolvimento na indústria dos videojogos, Chris Grannell abandonou a indústria dos videojogos em meados de 2013 para fundar a Urban Zoo Studios, uma companhia de tecnologia com foco no desporto e que tem como clientes alguns clubes ingleses.
No Twitter, Chris Grannell constatou que conversou com alguns produtores de videojogos e que estes confirmaram que a Xbox Series X é mais poderoso do que o PS5.
"Conversei com alguns produtores e confirmaram que a diferença de poder é colossal. Contudo, disseram que isso não significa que não podes fazer bons jogos no PS5. Estes fanboys claramente não querem saber disso e estão muito agitados."
Mesmo entre produtores, as apreciações da PS5 variam bastante. Na semana passada, Andrea Pessino da Ready At Down disse que a PS5 ia tornar-se numa das consolas mais revolucionárias de sempre.
Até agora a Sony ainda não mostrou nenhum jogo a correr na PS5 e, mesmo na apresentação das especificações, preferiu focar-se em coisas como a retrocompatibilidade, a velocidade do SSD e um motor de som que terá suporte para centenas de fontes sonoras diferentes.

As especificações do PlayStation 5 foram apresentadas ontem, mas a apresentação altamente focada nos detalhes mais técnicos das filosofias ...

As especificações do PlayStation 5 foram apresentadas ontem, mas a apresentação altamente focada nos detalhes mais técnicos das filosofias de design deixou muito a desejar.

Durante 50 minutos, Mark Cerny revelou as especificações da PS5, falou sobre o SSD personalizado e a tecnologia envolvente, destacou os incríveis esforços dedicados à experiência áudio com o novo motor Tempest e ainda confirmou que a retro-compatibilidade com a PS4 será faseada.
Esta apresentação não foi propriamente o que os fãs desejavam e não contou com a revelação de jogos, preço ou sequer o design da consola. Dedicada aos programadores que certamente compreenderam o que Mark Cerny disse de uma forma que poucos de nós conseguimos compreender, a mensagem foi pouco clara e para a história ficaram as especificações e o número de 10.30 Teraflops que está a correr o mundo.
PUBLICIDADE
Na ressaca desta apresentação, foram tecidos grandes elogios ao design do PS5 e surgiram comentários que a Sony não expressou bem todo o potencial do console, apesar de uma apresentação tão intensamente detalha em pormenores técnicos.
Agora, temos mais uma vez que se junta aos programadores e criadores que estão a elogiar a PlayStation 5 e como as suas especificações podem estar a passar a mensagem errada.
Andrea Pessino, um dos fundadores da Ready At Dawn, partilhou no Twitter que a PS5 é uma das consolas mais revolucionárias que já foram lançadas.
"Aposta com dinheiro: um ano após o seu lançamento, os jogadores vão compreender que o PlayStation 5 é uma das mais revolucionárias e inspiradas consoles caseiros jamais desenhados e vão-se sentir parvos por ter gasto energia a discutir sobre 'teraflops' e outras especificações similarmente mal compreendidas."
Dollar bet: within a year from its launch gamers will fully appreciate that the PlayStation 5 is one of the most revolutionary, inspired home consoles ever designed, and will feel silly for having spent energy arguing about "teraflops" and other similarly misunderstood specs. 😘

Para compreender o quão revolucionária o PS5 é, teremos de esperar por jogos e que a Sony tenha uma mensagem mais direta e entusiasmante, capaz de demonstrar as suas capacidades.
O PS5 está agendado para o final de 2020, altura em que chegará às lojas para concorrer com o Xbox Series X, um console de poder monstruoso e que permitirá correr toda uma família de jogos ao longo de várias gerações.

Ontem a Sony revelou, depois de um longo período de silêncio, as especificações do PS5. Era um momento altamente aguardado pelos fãs e por ...

Ontem a Sony revelou, depois de um longo período de silêncio, as especificações do PS5. Era um momento altamente aguardado pelos fãs e por toda a indústria dos videojogos, mas para a maioria, transformou-se numa apresentação anti-climática e em grande parte incompreensível. A Sony optou por revelar as especificações do PS5 numa apresentação de 50 minutos de Mark Cerny, o arquiteto do PS4 e agora do PS5.
O propósito original desta apresentação era aparecer na Games Developer Conference, um evento para pessoal da indústria - programadores, artistas, engenheiros, designers, etc - com a capacidade de compreender o discurso altamente técnico de Mark Cerny. Com o evento adiado devido ao coronavírus, a Sony alterou os planos e lançou a apresentação das especificações num vídeo em direto de 50 minutos.
Embora a Sony tenha cumprido o prometido, revelando as especificações do PS5, os fãs sentiram-se desiludidos com a apresentação. A razão é simples: a Sony falhou em estar em sintonia com o público geral. Permanecer meses em silêncio e depois promover e divulgar um vídeo com 50 minutos de discurso ininteligível para o público geral, não mostrando nem a consola nem como esse discurso técnico se converte em melhorias na experiência do utilizador, é uma má jogada de marketing e de comunicação.
"A Sony falhou em estar em sintonia com o público geral"

O problema não está na apresentação do PS5, mas na falta de complementos

A apresentação de Mark Cerny da PS5 foi importante e tem relevância. Por exemplo, ficamos a saber que o PS5 terá um disco SSD que consegue carregar dados tão rápido que pode mudar a forma como os jogos são desenhados. Também sabemos agora será retro compatível no lançamento com os 100 jogos mais populares do PS4 e que terá um motor de áudio altamente imersivo, com suporte para centenas de fontes de som. Tudo isto é entusiasmante, mas faltaram exemplos concretos, elementos audiovisuais que mostrassem como estas coisas que acabamos de referir se aplicam em exemplos reais.
PUBLICIDADE
ps5_logo
Até agora a Sony limitou-se a mostrar o logo da PS5. Ainda não conhecemos o aspecto final da consola.
O sentimento de desilusão torna-se maior quando a concorrência - a Microsoft com a sua Xbox Series X - já revelou até agora mais informações e com uma comunicação mais clara e acessível para o público geral. Para além de já conhecermos as especificações do Xbox Series X, a Microsoft divulgou o aspecto final do console há meses e tem exemplos em vídeo de como funcionam novidades como o Quick Resume. Certamente que a Sony tem um plano de comunicação do PS5 traçado para os próximos meses, mas esta primeira investida deveria ter sido adaptada e transformada mediante o que a concorrência mostrou até agora e perante o público que ia assistir à apresentação em direto.
"O sentimento de desilusão torna-se maior quando a concorrência já revelou até agora mais informações e com uma comunicação mais clara e acessível para o público geral"
ps5_devkit
O devkit da PS5 é a única imagem que existe da consola, mas o design final deverá ser completamente diferente.
Como atual líder da geração - o PS4 é o console mais vendido com quase 109 milhões de unidades - e como uma marca que usa o lema "This is for the players", a Sony devia ter feito melhor figura nesta apresentação. Resta-nos agora esperar por mais novidades do PS5, como o design do console, o novo comando e, claro, qual será o custo para os consumidores, algo que a Microsoft também não revelou até agora.