News

 O mercado de games vai estar com os olhos todos voltados para Los Angeles no começo de junho para a E3 2019, o maior evento de games do mu...

 O mercado de games vai estar com os olhos todos voltados para Los Angeles no começo de junho para a E3 2019, o maior evento de games do mundo. E este ano, o evento está diferente. A Microsoft vai estar fora do centro de convenções, mas bem do ladinho no Microsoft Theater. Como você já bem sabe, a Sony não está na E3. Então, temos mudanças bem significativas no evento.


A organização da E3 revelou o mapa de empresas, chamado de showfloor, da edição deste ano (e você pode ver abaixo). A surpresa é que a Activision não terá estande este ano para mostrar seus games. A empresa geralmente tem um novo Call of Duty para mostrar e, na ausência de um estande, deve apresentar seu game (ou games) na Microsoft. Não há nada confirmado ainda, contudo.

 


 

Em entrevista ao site Gamesindustry.biz, a Activision confirmou que não terá estande, mas que terá uma série de atividades na E3. O que será que vem por aí? Você acompanha a cobertura completa da E3 2019 em tempo real no IGN Brasil a partir do dia 8 de junho.

Phil Spencer, líder da divisão de videojogos da Microsoft, falo com entusiasmo sobre a nova colaboração da sua companhia com a Sony. ...

Phil Spencer, líder da divisão de videojogos da Microsoft, falo com entusiasmo sobre a nova colaboração da sua companhia com a Sony.

Apesar das duas companhias serem vistas como rivais pela maioria dos jogadores, a verdade é que ambas se juntaram para trabalhar em conjunto no futuro das suas tecnologias para melhorar os seus serviços e experiências.
A colaboração, anunciada ontem, vai-se focar na tecnologia na nuvem e inteligência artificial para melhorar a forma como entregam diversos tipos de conteúdo de entretenimento.
Phil Spencer comentou esta notícia e fala sobre perseguir ambições comuns.
"Entusiasmado com as futuras oportunidades com a Sony, para perseguirmos as nossas mútuas ambições gaming e deliciar jogadores em todo o mundo."
Spencer é uma das figuras mais populares desta indústria e frequentemente partilha o seu entusiasmo pelos videojogos ou até o seu respeito pelo trabalho das rivais.
Esta é apenas mais uma demonstração de entusiasmo de Spencer, mas altamente importante quando falamos de esforços conjuntos entre a Microsoft e a Sony.

Depois de Resident Evil 7, Resident Evil 2 remake e Devil May Cry 5, a Capcom continuará a utilizar o RE Engine para deslumbrar os jogadore...

Depois de Resident Evil 7, Resident Evil 2 remake e Devil May Cry 5, a Capcom continuará a utilizar o RE Engine para deslumbrar os jogadores com os gráficos dos seus jogos.
Na mais recente apresentação com os seus investidores, a companhia afirmou que o RE Engine se tornou numa das suas maiores forças e será usado nos projetos de próxima geração.
A qualidade do motor recebeu grandes elogios pelos feitos em Resident Evil 2 remake e Devil May Cry 5, lançados no período do ano fiscal cujos resultados foram apresentados pela Capcom, e a companhia assegurou que continuará a usá-lo.
"Os jogos que desenvolvimentos usando o RE Engine durante esta atual geração de consolas receberam a aclamação da crítica, e desde o início do desenvolvimento deste motor, mantivemos a capacidade para o melhorar para a próxima geração de consolas em mente."
"Assim sendo, vemos o RE Engine como uma das nossas forças que vão contribuir para a criação de jogos na próxima geração."
A Capcom confirmou ainda que "existem numerosos jogos em desenvolvimento interno que usam o RE Engine."
Resident Evil 3 remake? Dragon's Dogman 2? Quais serão os jogos que a Capcom está a desenvolver com o RE Engine?
1

Uma colaboração entre duas gigantes. A Sony e a Microsoft anunciara uma nova parceria para explorar inovações nos serviços, inteligênci...

Uma colaboração entre duas gigantes.

A Sony e a Microsoft anunciara uma nova parceria para explorar inovações nos serviços, inteligência artificial e na tecnologia na nuvem.
Segundo revelado pela Microsoft, esta parceria permitirá um esforço conjunto no desenvolvimento de soluções na nuvem, via tecnologia Azure da Microsoft, para inovar na forma como as companhias entregam os seus jogos e streaming de conteúdos.
A Sony usará a Azure para os seus serviços de streaming e o objectivo é melhorar a a forma como os consumidores desfrutam dos seus conteúdos - algo que inclui a construção de melhores plataformas de desenvolvimento para os criadores de conteúdos.

A inteligência artificial também será uma das áreas de foco nesta colaboração e a Microsoft pretende usar os mais avançados sensores de imagem da Sony em sintonia com a tecnologia de IA da Azure para melhorar as experiências na nuvem.
"A Sony é uma criativa companhia de entretenimento com uma fundação tecnológica sólida," diz Kenichiro Yoshida, CEO da Sony.
"Colaboramos de perto com uma variedade de criadores de conteúdo que capturam a imaginação das pessoas em todo o mundo e através da nossa tecnologia de topo, providenciamos as ferramentas para tornar realidade os seus sonhos e visões."
Yoshida diz ainda que há vários anos colaboram com a Microsoft e apesar das duas competirem em algumas áreas, "acredito que o nosso desenvolvimento conjunto de futuras soluções na nuvem vai contribuir imenso para o avanço do nosso conteúdo interactivo."
Satya Nadella, CEO da Microsoft, acrescentou que, "A Sony sempre foi uma líder no entretenimento e tecnologia, a colaboração anunciada hoje ergue-se sobre essa história de inovação. A nossa parceria leva o poder da Azure e Azure AI até à Sony para entregar novas experiências gaming e de entretenimento aos consumidores."
Teremos mais informações sobre esta colaboração no futuro.

A Ubisoft anunciou que está a preparar o anúncio de chegada de três jogos AAA até 31 de Março de 2020. Depois de Ghost Recon: Breakpo...

A Ubisoft anunciou que está a preparar o anúncio de chegada de três jogos AAA até 31 de Março de 2020.

Depois de Ghost Recon: Breakpoint, a Ubisoft tem nas mãos três outros projetos de grande escala, que serão lançados nos últimos três meses do atual ano fiscal - entre Janeiro e Março de 2020.
A revelação foi feita aos seus investidores, durante a mais recente apresentação financeira, onde a Ubisoft partilhou os planos para o futuro e a presença de 4 jogos AAA neste ano fiscal.
A possível revelação de um novo Splinter Cell ainda em Maio foi sugerida pela própria Ubisoft e a Watch Dogs 3 já foi referido em algumas ocasiões, mesmo que ainda não tenha sido confirmado oficialmente.
Sem Skull and Bones, adiado novamente, ficamos a pensar nos jogos que a Ubisoft poderá apresentar.
Em 2019 não teremos um novo Assassin's Creed, mas a Ubisoft fala nos primeiros três meses de 2020, será possível lançar um novo jogo nesta série no início do próximo ano?

Tem mais uma empresa que vai anunciar suas novidades na E3 2019 e, dependendo do que você entende por "futuro dos games", pode se...

Tem mais uma empresa que vai anunciar suas novidades na E3 2019 e, dependendo do que você entende por "futuro dos games", pode ser que a AMD vai vir com tudo. A fabricante de processadores, memórias e placas de vídeo vai realizar uma conferência ao vivo na segunda-feira, 10 de junho, às 19h (horário de Brasília), chamada "Next Horizon Gaming". A empresa promete falar sobre "novas experiências de jogos de PC, consoles e na nuvem ao longo dos próximos anos, levando os desenvolvedores a mostrar conteúdo de jogos nunca vistos".
A apresentação do evento será de Geoff Keighley, criador do The Game Awards.
Em "Next Horizon Gaming", a presidente e CEO da AMD, Dra. Lisa Su, apresentará informações sobre os próximos produtos e tecnologias que irão conduzir jogos de PC, consoles e na nuvem ao longo dos próximos anos. O evento também contará com participações de grandes desenvolvedores de jogos que fornecerão informações exclusivas sobre alguns dos novos títulos mais esperados do ano.
Até o momento, não há informações sobre o que pode ser apresentado. Na área de PCs, a expectativa esteja nos novos processadores Ryzen e placas de vídeo.
Curiosamente, Mike Ybarra, vice-presidente de games da Microsoft, retuitou a publicação da AMD. Embora não tenha nada confirmado de parceria entre as duas, é possível que os novos Xbox, com codinome de Anaconda e Scarlett, possam ter alguma tecnologia que a AMD possa apresentar nesse evento.

A E3 2019 acontece entre 11 e 13 de junho com cobertura completa e ao vivo aqui na Centr@l! 

A Square Enix confirmou o cancelamento de Project Prelude Rune e o encerramento do Studio Istolia. Após a incerteza gerada pela saída de ...

A Square Enix confirmou o cancelamento de Project Prelude Rune e o encerramento do Studio Istolia.
Após a incerteza gerada pela saída de Hideo Baba, líder do Studio Istolia e director executivo em Project Prelude Rune, a Square Enix sugeriu o cancelamento do jogo ao apagar o seu site oficial e conta do estúdio no Twitter.
Em resposta ao USGamer sobre o significado disto, a Square Enix confirmou o cancelamento.
"Após a avaliação de vários aspectos de Project Prelude Rune, o desenvolvimento do título foi cancelado," disse um representante da companhia.
"O Studio Istolia já não está ativo e tomamos as medidas apropriadas para colocar os funcionários noutros projetos dentro da Square Enix Group."
O teaser de Project Prelude Rune sugeria um JRPG promissor, mas não verá a luz do dia.

The Last of Us: Parte 2 é um dos jogos mais desejados entre os adeptos da PlayStation, que desesperam pela chegada do exclusivo PlayStation...

The Last of Us: Parte 2 é um dos jogos mais desejados entre os adeptos da PlayStation, que desesperam pela chegada do exclusivo PlayStation 4 que está a ser preparado pela Naughty Dog.

Revelado no início de Dezembro de 2016, The Last of Us: Parte 2 ainda continua envolto em muito mistério e já passaram longos meses de a última vez que o vimos, na E3 2018.
Entre os mistérios e especulação sobre a narrativa ou gameplay, a atenção também recai sobre a possível data de lançamento, que continua por revelar - a Sony nem sequer uma previsão de lançamento avançou.
Apesar do seu director ter avançado que a última cena do jogo já foi gravada e da Sony ter listado o jogo entre os seus próximos lançamentos, não temos qualquer indicação de uma data.
Vários rumores apontaram o jogo para 2019, mas por enquanto apenas sabemos uma coisa: a Naughty Dog está cada vez mais perto de terminar o jogo.
É precisamente isso que confirma Anthony Newman, codirector de The Last of Us: Parte 2, que através do seu Twitter partilhou uma mensagem de recrutamento para ajudar a terminar o jogo.
Newman refere que "disponíveis muitas posições espetaculares para terminar este jogo."
O codiretor de The Last of Us: Parte 2 não fala em ajudar no desenvolvimento, fala especificamente em ajuda para encerrar o desenvolvimento, sugerindo que o desenvolvimento do jogo está mesmo perto da sua conclusão.
Lot of awesome positions open to help us close out this game... I especially want to highlight the Melee Animator position, I guarantee you will be working on some *dope* animations working with my good friend @Leethul 🗡️💀
188 pessoas estão falando sobre isso
Isto não confirma The Last of Us: Parte 2 para 2019, mas pelo menos torna essa possibilidade mais firme.
Gostarias de ter The Last of Us: Parte 2 ainda este ano?