The Order 1886

The Order 1886 o jogador controla um grupo de cavaleiros conhecidos como The Order - uma força de indivíduos dedicados, fundada à séculos pelo Rei Artur para confrontar criaturas. O jogo decorre em 1886, em que Sir Galahad é um dos mais respeitados cavaleiros da The Order. Sir Galahad e três dos seus mais leais parceiros, irão precisar de toda a ajuda para lutar contra os rebeldes e outras ameaças que espreitam Londres.

The Last Guardian

O jogo se foca no desenvolvimento da amizade entre um garoto e uma criatura gigante semelhante a um grifo chamada "águia do mar" ou "erne" no título em japonês. A criatura possui penas por grande parte do corpo, algumas penas novas bem pontiagudas, e pode-se perceber que possuia asas, as quais possivelmente foram cortadas (A criatura possui lanças e flechas presas às suas costas) e fica inicialmente presa a uma corrente..

Final Fantasy XV

Final Fantasy Versus XIII (Recem Batizado como Final Fantasy XV) é um jogo para Ps4 e Xbox One, o enredo do jogo revolve em torno de um personagem misterioso, que é o último herdeiro de uma dinastia capaz de controlar os cristais.Sendo o RPs mais aguardado da atualidade.

Uncharted 4

Muitos anos depois dos eventos ocorridos em Uncharted 3: Drake's Deception, Nathan Drake (interpretado por Nolan North) que se tinha retirado de ser um caçador de tesouros, é forçado a entrar de novo no mundo dos ladrões. De uma maneira muito mais pessoal, Drake irá embarcar numa aventura a nível mundial em busca de uma conspiração histórica por detrás da fábula de um tesouro pirata. A Naughty Dog refere que o enredo "será a sua maior aventura e que irá testar os seus limites físicos, a sua determinação, e, finalmente, o que ele está disposto a sacrificar para salvar aqueles que ama"

The Witcher 3: Wild Hunt

The Witcher 3: Wild Hunt é o terceiro capítulo da saga de Geralt of Rivia, baseado no livro do famoso escritor polonês Andrzej Sapkowski. O jogo despertou a curiosidade dos jogadores por anunciar 36 finais diferentes e um mapa, no mínimo, 3 vezes maior que o de GTA 5. O game de RPG já foi adiado diversas vezes e agora deve ser lançado no fim de 2014 para Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Lightning Returns

Lightning Returns: Final Fantasy XIII é a adição mais recente à saga Fabula Nova Crystallis da série Final Fantasy.O título funciona como uma sequencia de Final Fantasy XIII-2 e concluirá a história da Lightning, que começou com o Final Fantasy XIII.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

PlayStation 4: saiba como resolver o bug bizarro que ejeta discos sozinho


 O PlayStation 4 começou a apresentar um estranho problema recentemente em algumas de suas unidades onde o console ejeta sozinho discos no meio de um jogo, interrompendo a sessão, ou faz o som de quando o botão de ejetar é pressionado mesmo sem um disco no leitor. Confira abaixo a solução oficial que a Sony ofereceu e alguns consertos caseiros descobertos por usuários.

Defeito no PlayStation 4 faz console ejetar discos sozinho (Foto: Divulgação)Defeito no PlayStation 4 faz console ejetar discos sozinho (Foto: Divulgação)
Método oficial
A Sony liberou este método oficial como uma forma de conserto simples, o famoso desligue e ligue novamente, para ter certeza de que o problema com seu console não pode ser consertado com uma mera reinicialização. Caso este método não funcione, a empresa recomenda que os usuários entrem em contato com a assistência técnica oficial.
Passo 1: Aperte e segure o botão Power do console até que você ouça dois bipes.
Passo 2: Espere 30 segundos até que todas as luzes do console se desliguem.
Passo 3: Com todas as luzes desligadas, remova o cabo do adaptador AC, o que vai na tomada, e espere por 3 minutos.
Passo 4: Reconecte o cabo do adaptador AC, religue o console e veja se o problema ainda está ocorrendo.

Métodos dos usuários
Estes métodos foram descobertos e testados por usuários, então não possuem nenhuma garantia de sucesso e talvez até possam causar algum tipo de dano ao seu aparelho. Apenas faça opção por eles se não houver a possibilidade de entrar em contato com uma assistência técnica autorizada. Cada passo é capaz de resolver o problema por si só, então apenas deve-se seguir adiante se não solucionar o problema.
Passo 5: Mudar a posição do console de horizontal para vertical. Caso o problema seja o botão afundar, mudar o console para a vertical deverá diminuir a ocorrência.
Passo 6: Tente levantar um pouco a altura do console colocando algo embaixo dele como base, certificando-se de que esteja firme e seguro.
Passo 7: Limpe ao redor do botão de ejetar com um pano, palito e haste com algodão secos ou minimamente umedecidos. Assoprar também pode remover um pouco da poeira de dentro.
Caso o parafuso ejetor esteja frouxo pode causar problemas (Foto: Reprodução: Rafael Monteiro)Caso o parafuso ejetor esteja frouxo pode causar problemas (Foto: Reprodução/ Rafael Monteiro)
Passo 8: Desligue o videogame e remova a parte lisa da carcaça, revelando seu interior, como no tutorial sobre “como remover manualmente um disco travado no console”. Bem escondido, na parte de cima do console você encontrará um parafuso que cuida da ejeção do disco. Gire-o no sentido horário para ter certeza de que está firme.

Escrito por
Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

ICE Team da Sony admite que hardware do PS4 não é de topo


No entanto ISSO Localidade: Não E sinónimo de Jogos de fraca Qualidade.




 Cort Stratton, Programador da Naughty Dog e também Membro da Equipe ICE da Sony, partilhou algumas ideias SOBRE o Fato de se DiZer Que o PlayStation 4 e hum consola JÁ obsoleto. Stratton Localidade reconheceu Que o hardware: Não E de topo Mas Que ISSO Semper Aconteceu HÁ Ciclo de consoles.

Stratton elogiou OS Programadores de consoles que conseguem puxar ATE AO LIMITE O hardware consola DOS, Tarefa Que Localidade: Não E Fácil, e que conseguem lançar Jogos Como The Last of Us Que conseguem rivalizar Com Os Grandes Jogos de PC EM TERMOS Gráficos.
"Espremer com hardware 5-10 Anos Para tirar o Máximo Partido n'uma Plataforma Fechada E o Que OS Programadores de consolas fazem Melhor," Disse ELE Localidade: Não Seu Twitter.
Ele também reconheceu que apesar do PS4 Localidade: Não ter hum hardware de topo, ISSO Localidade: Não significa Que OS Jogos tenham UMA Qualidade inferior.
"O hardware do PS4 JÁ Localidade:. Localidade: Não E de topo, a Claro Mas ISSO E Algo Que Aconteceu Semper NAS consolas, e Que Localidade:. Localidade: Não afetou de forma negativa a Qualidade dos SEUS Jogos Por Exemplo, o hardware do PS3 era de 2005, mas comparem A Last of Us EM 2013 Jogos Com Os triplo A do PC de 2005 ", acrescentou ELE.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado Pelo Mundo dos videojogos e principalmente JRPGs e fà da Série Final Fantasy.

domingo, 14 de setembro de 2014

Um velho amigo vai regressar em Assassin's Creed: Rogue


 A Ubisoft revelou na sua conta do Twitter que Adewale vai regressar em Assasin's Creed: Rogue.

A história de Rogue vai-se passar cerca de vinte e cinco anos após os acontecimentos de Assassin's Creed IV: Black Flag, daí o aspecto mais envelhecido e barbudo do personagem.



Assassin's Creed: Rogue vai estar disponível no dia 11 novembro para a PS3 e Xbox 360.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

'Queremos reescrever a história em Mortal Kombat X', afirma Produtor


 Mortal Kombat X está entre os jogos mais esperados do ano aqui no Brasil – não foi difícil perceber isso, entre aplausos e assovios, quando o jogo teve sua presença confirmada para o Brasil Game Show deste ano. O anúncio ocorreu durante o Warner Bros. Games Summit, que ocorreu esta semana em São Paulo, por um dos desenvolvedores do jogo: o produtor sênior Hans Lo, da Netherrealm Studios.

Mortal Kombat X chega em 2015 (Foto: Divulgação) (Foto: Mortal Kombat X chega em 2015 (Foto: Divulgação))Mortal Kombat X chega em 2015 (Foto: Divulgação)
Na ocasião, Lo usou seu tempo para revelar algumas informações muito gratificantes ao brasileiros: não apenas o jogo estará no maior evento de games da América Latina, ele também estará acompanhado do próprio criador da série, o veterano Ed Boon. Será a única chance que os brasileiros terão para testar o game antes de seu lançamento em 16 de abril de 2015, 99% em português. Por que 99%? Felizmente, frases icônicas como “FINISH HIM!” ou “Flawless Victory” não serão traduzidas.
Depois do evento, o TechTudo bateu um papo com Lo. Nossa conversa, que você pode ler logo abaixo, girou em torno das inovações trazidas por esta nova geração – seja no realismo sem precedentes dos cenários e movimentos ou na proposta de avançar o enredo normalmente cíclico, é certo que Mortal Kombat está entrando em uma nova fase. Confira.
O produtor sênior Hans Lo, da Netherrealm Studios, estava no Warner Bros. Games Summit (Foto: Renato Bazan/TechTudo)O produtor sênior Hans Lo, da Netherrealm Studios, estava no Warner Bros. Games Summit (Foto: Renato Bazan/TechTudo)
TechTudo: Este Mortal Kombat adota um tom muito mais sério do que os outros. Por quê?
Hans Lo: Nós queríamos buscar algo mais realista, em especial em algumas coisas como o ambiente e as reações. Queríamos algo mais baseado na realidade, com que as pessoas pudessem se identificar, ao invés daquele mundo tão fantasioso e colorido. Foi uma escolha muito consciente nossa, ir nessa direção.
TT: Isso foi ideia da Warner ou da Netherrealm?
HL: Foi totalmente nossa! Eles nos dão a liberdade para fazermos o que quisermos – na verdade, houve alguma interferência sim, mas de Ed Boon, o criador de Mortal Kombat. Foi ele que apareceu com a ideia deste jogo, com a visão que nosso time adotou imediatamente para criar o jogo final.
TT: A mesma coisa pode ser dita sobre a nova geração de personagens. Continuar o enredo de Mortal Kombat, que normalmente se repete, é algo novo. Como foi tomar esta decisão?
HL: É verdade, no passado a gente usou a mesma história de novo e de novo, contando-a de diferentes modos, mas com o último Mortal Kombat que saiu, a gente resetou a coisa toda. É aí que entra o jogo novo: ele acontece 25 anos depois dos eventos, então agora nós temos novos personagens, alguns deles mais novos, como a Cassie Cage, a filha de Sonya e Johnny Cage, e alguns outros personagens que nunca tivemos antes. Nós queríamos explorar algo novo, reescrever a história de algum modo.
A nova abordagem põe o realismo no centro da experiência, com cores mais sério e movimentos mais pesados (Imagem: Divulgação)A nova abordagem põe o realismo no centro da experiência, com cores mais sério e movimentos mais pesados (Imagem: Divulgação)
TT: Não foi só a história que mudou. Para este novo jogo, vocês estão implementado o sistema de variações de personagem, com cada um deles apresentando três modalidades. Qual é a expectativa sobre este aspecto?
HL: É a mesma coisa, estamos buscando variedade em termos de jogabilidade. Se a gente deixasse tudo como estava, depois de um tempo as pessoas iam começar a falar: “Ah, ali está o Scorpion! E ali o Sub-Zero, ele é só uma variação azul do Scorpion. E ali está o Reptile, ele é só uma variação verde do Scorpion”.
Nós não queríamos isso, queríamos personagens que tivesse seus aspectos únicos, então o que fizemos foi variar também o tamanho, a altura, o peso, a largura, e em alguns casos com o do Ferra-Torr, um monstro gigantesco com uma mulher pequena sentada em suas costas. Estávamos simplesmente tentando expandir nossas possibilidades, e o novo hardware torna muito mais fácil para nós tentarmos essas coisas. Não seria tão fácil fazer isso na geração anterior.
TT: É muito diferente trabalhar com o PlayStation 4 e o Xbox One?
HL: É uma diferença grande, mas não em termos do que podemos tentar. Ainda poderíamos fazer essas mudanças sem o novo hardware, mas a mudança é a mesma que acontece sempre que uma nova geração é lançada. O importante é que foi muito fácil para nós, conseguimos nos aclimatar rapidamente e testar todo tipo de coisa. Não há lado ruim, a única diferença é que podemos fazer coisas que não funcionariam antes. Nós temos mais iluminação, mais fontes de luz no segundo plano…
O próprio jeito como nós fizemos os fatalities: no passado, nós só poderíamos 'pré-fatiar' nossos personagens, mas agora nós podemos misturar todo tipo de coisas nos fatalities. Podemos cortar onde quisermos, abrir buracos nos personagens! A nova tecnologia nos permitiu abrir nossas mentes e deixar a criatividade fluir! (risos)
Mortal Kombat X trará de volta finalização clássica violenta além do Fatality (Foto: vg247.com) (Foto: Mortal Kombat X trará de volta finalização clássica violenta além do Fatality (Foto: vg247.com))Mortal Kombat X trará de volta finalização clássica violenta além do Fatality (Foto: Divulgação)
TT: Qual seria a maior diferença do Mortal Kombat em relação aos outros?
HL: Como falamos, acho que é a questão das variações de personagem. Isso cria uma nova camada de jogabilidade, chama muito a atenção dos jogadores que se interessam por e-sports, pois permitem um afinamento das habilidade de cada lutador, que depois pode ser usado contra amigos. Seja para explorar um personagem de forma mais agressiva, ou defensiva, ou com ataques a distância – dependendo do personagem, essas variações permitirão ao jogador usá-lo daquela forma.
TT: Você trabalharam com a comunidade de jogadores para balancear essas variações?
HL: Nós de fato trabalhamos com as comunidades. Quanto mais chegamos perto do fim do desenvolvimento, mais estamos repensando o balanceamento e afinação. Nós chamamos jogadores profissionais para nos visitarem, jogadores com cada personagem e darem seu feedback. Nós ouvimos seus conselhos e tentamos consertar as reclamações da melhor forma possível para que haja equilíbrio nas partidas competitivas.
TT: Essa direção realista do jogo, é algo que veio para ficar ou algo mais experimental?
HL: Eu não sei, é o que queríamos fazer neste momento. Não sei se posso classificar como um experimento, mas era uma visão que o time tinha, que o Ed [Boon] tinha, de avançar com a série. É por aí que vamos. Se vamos continuar nesse caminho? Quem sabe? Tudo dependerá do que estamos tentando criar – podemos continuar a história, podemos voltar um pouco nela. Tudo dependerá do momento.

Fonte

Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

A Sony atualizou a lista de jogos que irá apresentar no Tokyo Game Show.


Desta Vez, de Além de CONTAR COM Mais Jogos fazer that OS that foram anunciados no Início da Semana, PODEMOS ver OS Jogos that contarão com hum novo trailer.

O Tokyo Game Show 2014 Vai-se Realizar Entre Os Dias 18 a 21 de setembro. Uma CONFERÊNCIA da Sony ESTA Marcada Para o dia 17 de setembro.
Em Baixo PODEM ver uma extensa Lista COM Superdownloads e Pará hardware de Todos os gostos.
PlayStation 4
  • Sanguínea (Trailer + Jogável)
  • Destiny (Trailer + Jogável)
  • Driveclub (Trailer + Jogável)
  • A Ordem: 1886 (Trailer + Jogável)
  • O Children Amanhã (Apenas Trailer)
  • Kaze No Tabibito (Apenas Trailer)
  • O Playroom (Apenas Jogável)
  • LittleBigPlanet 3 (Trailer + Jogável)
  • Kingdom Under Fire II (Apenas Trailer)
  • O No.9 Poderoso (Apenas Trailer)
  • Sportsfriends (Apenas Trailer)
  • The Last Pensador: City of Colors (Apenas Trailer)
  • N ++ (Apenas Trailer)
  • Minecraft (Trailer + Jogável)
  • Odyssee de Abe - New'n Tasty (Apenas Trailer): Oddworld
  • Fez (Apenas Trailer)
  • Rocketbirds 2: Evolution (Apenas Trailer)
  • OlliOlli (Apenas Trailer)
  • Um Ao Light (Trailer + Jogável)
  • Transistor (Apenas Trailer)
  • Element4l (Apenas Trailer)
  • Never Alone (Apenas Trailer)
  • Pavilion (Apenas Trailer)
  • Ender of Fire (Apenas Trailer)
  • Octodad: Dadliest Catch (Trailer + Jogável)
  • Croixleur Sigma (Apenas Trailer)
  • Prismatic Sólidos (Apenas Trailer)
  • Revolver360 Re: ator (Apenas Trailer)
  • TorqueL (Apenas Trailer)
  • Astebreed (Trailer + Jogável)
  • Miko Ken Shin'i Hikae (Apenas Trailer)
  • Guilty Gear DRX - do sinal (+ Trailer Jogável)
  • Persona 5 (Apenas Trailer)
  • Joysound.TV Plus (Apenas Trailer)
  • EA Sports UFC (Trailer + Jogável)
  • FIFA 15 (Trailer + Jogável)
  • Dragon Age: Inquisition (Apenas Trailer)
  • Battlefield 4 (Apenas Trailer)
  • Deep Down (Apenas Trailer)
  • Resident Evil HD Remaster (Apenas Trailer)
  • Resident Evil Revelations 2 (Trailer + Jogável)
  • Let it Die (Apenas Trailer)
  • Dead or Alive 5: Last Round (Trailer + Jogável)
  • Dynasty Warriors 8: Empires (Apenas Trailer)
  • Samurai Warriors 4 (Apenas Trailer)
  • Bladestorm: War & Pesadelo Cem Anos (Trailer + Jogável)
  • Metal Gear Solid V: The Phantom Pain (Apenas Trailer)
  • Pro Evolution Soccer 2015 (Trailer + Jogável)
  • Omega Quintet (Trailer + Jogável)
  • Compilar Coração PS4 Título Programação (Apenas Trailer)
  • Dragon Quest Heroes (Apenas Trailer)
  • The Witcher III: Wild Hunt (Apenas Trailer)
  • Yakuza Zero: O Juramento Place (Apenas Trailer)
  • Oneechanbara Z2: Chaos (Apenas Trailer)
  • Terra Força de Defesa 4.1: The Shadow of New Despair (Trailer + Jogável)
  • Leynoss (Apenas Trailer)
  • Ys (Apenas Trailer)
  • Deus Eater 2: Explosões Rage (Apenas Trailer)
  • Dragonball Xenoverses (Trailer + Jogável)
  • Mágico Batalha Fiesta Shojo Hoshizaki Ion PS4 Edition (Apenas Trailer)
  • The Evil Within (Trailer + Jogável)
  • Senran Kagura Estival Versus (Apenas Trailer)
  • Tohou Projeto Fan Series (Apenas Trailer)
  • Casa de Maou (Apenas Trailer)
  • The Crew (Apenas Trailer)
  • Far Cry 4 (Apenas Trailer)
  • Lego Marvel Super Heroes The Game (Apenas Trailer)
  • Lego The Video Game Filme (Trailer + Jogável)
  • Shadow of Morder (Apenas Trailer)
  • Batman: Arkham Knight (Apenas Trailer)
PS4 Hardware
  • PlayStation 4 Glacier White
  • PlayStation 4 Dragon Quest metal Slime Edição
  • DualShock 4 Urban Camouflage
PS Vita
  • Murasaki Bebê (Trailer + Jogável)
  • O No.9 Poderoso (Apenas Trailer)
  • Dirigível Q (Trailer + Jogável)
  • Fate / oco Ataraxia (Apenas Trailer)
  • Minecraft (Trailer + Jogável)
  • Deemo (Trailer + Jogável)
  • OlliOlli (Trailer + Jogável)
  • Kongo não Otomate: Tenkai não Oshirase (Apenas Trailer)
  • TorqueL (Trailer + Jogável)
  • Robodora: Robo vs Dragon (Apenas Trailer)
  • Ar Nosurge Plus (Apenas Trailer)
  • Ciel Nosurge offline (Apenas Trailer)
  • Heroes of Infinity (Titulo Provisório) (Apenas Trailer)
  • Manga Kakeru (Apenas Trailer)
  • Samurai Warriors Chronicle 3 (Trailer + Jogável)
  • Jikkyu Powerful Pro Baseball 2014 (Trailer + Jogável)
  • Chaos Rings III (Trailer + Jogável)
  • Seiken Densetsu: Rise of Mana (Apenas Trailer)
  • Cruz de Deadmans (Trailer + Jogável)
  • Zettai Zetsubou Shoujo - Danganronpa Outro episódio (Apenas Trailer)
  • Dengeki Combate Climax (Trailer + Jogável)
  • Phantasy Star Nova (Trailer + Jogável)
  • Borderlands 2 (Apenas Trailer)
  • Dramático Murder Re: Código (Apenas Trailer)
  • Hidebroh: Sapateado Hero (Apenas Trailer)
  • Deus Eater 2: Raiva Explosão (Trailer + Jogável)
  • Gundam disjuntor 2 (Trailer + Jogável)
  • La-Mulana Ex (Apenas Trailer)
  • Flores (Apenas Trailer)
  • Bakumatsu Rocha Ultra Soul (Apenas Trailer)
  • Luminous Arc Infinity (Apenas Trailer)
  • Casa de Maou (Apenas Trailer)
  • The Legend of Heroes: Sen no Kiseki 2 (Trailer + Jogável)
PS Vita Hardware
  • PS Vita Light Pink / Branco
  • TV PlayStation Vita
PlayStation 3
  • Persona 5 (Apenas Trailer)
  • Kingdom Hearts 2.5 HD Remix (Trailer + Jogável)
  • Contos de Zestiria (Trailer + Jogável)

Analises: DESTINY


 Destiny, o esperado game desenvolvido pelos criadores de Halo, finalmente foi lançado. Com o custo estimado em uma "bagatela" de US$ 500 milhões, Destiny traz uma história satisfatória, jogabilidade viciante e um mundo que ganha vida graças aos jogadores nele presentes. Definitivamente a desenvolvedora Bungie criou um game que ficará marcado na história. Confira o review completo abaixo!

Um dos jogos mais esperados de 2014 chegou! Destiny traz mecânicas viciantes e um mundo que ganha vida e faz um dos melhores jogos do ano! Confira o review!

destinyDestiny (Foto: Divulgação)

A Era de Ouro da Humanidade

No universo do game, a humanidade vem de uma era de ouro em termos de avanços tecnológicos. Em questão de séculos, ela foi capaz de deixar a Terra e povoar planetas do sistema solar e além. Tudo isto graças a Traveler, uma esfera gigantesca que deu aos humanos a sabedoria necessária para se expandirem além do seu planeta de origem.
Porém, depois de certo tempo, uma força maléfica conhecida como Darkness começou a atacar a raça humana e tomar todas as suas colônias. Após muito conflito, a humanidade está agora à beira da extinção, restando somente uma cidade na Terra, que fica sob a vigilância de Traveler.
O jogador assume o papel de um Guardian. Estes são guerreiros que usam o poder de Traveler para defender a humanidade, reconquistando os territórios tomados por Darkness.
destiny-travelerTraveler de Destiny (Foto: Divulgação)
A narrativa de Destiny é estabelecida de forma bem vaga, propositalmente. Ao final de cada missão, mais detalhes sobre o rico universo do game vão sendo revelados, servindo como incentivo para que o jogador se sinta motivado a seguir em frente.

Modos de Jogo Para Todo Gosto

Destiny possui uma enorme riqueza de conteúdo, seja para o jogador solitário, para aquele que quer trabalhar em equipe ou até mesmo para o que deseja enfrentar outros companheiros. Todos os modos de jogo são bem desenvolvidos, equilibrados e, acima de tudo, divertidos.
destiny-crucibleDestiny (Foto: Divulgação)
A narrativa principal de Destiny se dá através de uma série de missões que exploram vários locais como a Terra, a Lua e Marte. Ao iniciar cada uma, o jogador é colocado em um mapa aberto onde é possível explorar pelo tempo desejado. O objetivo principal ainda estará lá ao retornar para finalizá-la. Todas as missões principais podem ser jogadas individualmente ou com até mais dois Guardians.
Adicionalmente, o jogo oferece algumas opções secundárias. Strikes são missões onde grupos de três jogadores devem completar uma série de objetivos juntos. Patrols é a opção onde o jogador pode simplesmente explorar cada mundo, matando inimigos lá presentes e encontrando outros Guardians para completar eventos públicos (grandes acontecimentos no mundo, onde jogadores devem juntar forças contra inimigos fortes que surgem).
Para os que chegarem ao nível máximo do jogo, não há motivo de preocupação. Raids funcionam como os desafios máximos em Destiny, onde os jogadores devem trabalhar em equipe para desvendar qual objetivo a ser cumprido, além de derrotar poderosos inimigos que estarão em seu caminho. Os que se saírem vitoriosos serão recompensados com equipamentos da melhor qualidade.
destiny-hiveDestiny (Foto: Divulgação)
Finalmente, para os que desejam o combate com outros jogadores humanos, Destiny oferece o Crucible. Este modo coloca dois times em confronto, com vários mapas e objetivos diferentes, dando bastante variedade ao modo PvP.

Guardians armados até os dentes

Ao iniciar o game, o jogador pode escolher entre três classes para criar seu Guardian: Titan, Hunter e Warlock. Embora inicialmente sejam muito semelhantes, cada classe possui um estilo de jogo que vai se diferenciando ao longo do tempo. Além disto, cada uma apresenta sua própria habilidade especial, que ajuda na especificação das funções na equipe. Titans são soldados feitos para combate a curta distância, graças à habilidade de causar explosões que matam os inimigos ao redor. Hunters, por outro lado, são mais furtivos e rápidos, tendo a habilidade de carregar uma pistola com balas de alto calibre que causam dano extremo. Finalmente, os Warlocks são os magos de Destiny, tendo o combate a média distância como preferência, por conta do poder de criar enormes esferas de energia que consomem todos em sua área de efeito.
destiny-classesAs classes de Destiny (Foto: Divulgação)
Destiny tem grande foco em seu sistema de recompensa. Para toda ação do jogador, seja matar inimigos, descobrir caixas escondidas no mapa ou completar missões, existe a chance de premiação com uma nova peça de equipamento para ser utilizada um ou dois níveis à frente do atual. Como consequência, o jogador sempre tem algo a almejar, o que o incentiva a continuar. Neste aspecto, o game remete muito à franquia Borderlands ou até mesmo à Diablo, viciando o jogador sempre na expectativa de ganhar uma arma melhor que ainda pode ser aprimorada com o uso.
Quanto à parte de tiro, o game não foge tanto dos padrões. Armas seguem arquétipos conhecidos como metralhadora, rifle de precisão, pistola, lança míssil e afins. No decorrer do jogo, porém, ganham efeitos adicionais, que as tornam cada vez mais interessantes. Adicionalmente, o fato de cada classe ter uma granada especial e um golpe corpo a corpo único ajuda na variedade do combate.

Um Mundo Vivo

Parte do atrativo de Destiny também está no fato do jogo estar sempre conectado. Como em um MMO, não é incomum ver outro Guardian andando pelo mundo, tentando cumprir seus próprios objetivos. Além disto, a Tower, que funciona como um quartel general para os jogadores, está sempre povoada por Guardians dos mais diversos níveis. Assim, o universo do game ganha vida, fazendo com que o jogador realmente se sinta fazendo parte da resistência, tentando salvar a humanidade.
destiny-GuardiansDestiny (Foto: Divulgação)
Destiny é especialmente indicado para ser jogado com amigos. Ao jogar sozinho, encontros com outros Guardians são passageiros e dificilmente oferecem uma aliança duradoura. Por outro lado, com amigos, coordenar o combate é muito mais fácil e divertido.

Gráficos e Som

O som em Destiny é simplesmente espetacular. A trilha sonora feita pelo compositor Marty O’Donnel, com colaboração de Paul McCartney, ajuda a criar perfeitamente o clima do game, com músicas que encorajam nas batalhas, assombram em momentos mais intimidadores e acalmam no descanso entre missões.
No geral a atuação também é boa, com atenção especial para o ator Peter Dinklage que dubla o Ghost do jogador, sendo ele o principal companheiro nas aventuras. Embora o nível de atuação de Dinklage não seja tão bom como o visto em Game of Thrones, este ainda interpreta bem o personagem. O resto do elenco também entrega suas falas de forma convincente, ajudando na imersão.
destiny-marsPlaneta Marte em Destiny (Foto: Divulgação)
Graficamente, Destiny é um dos jogos com o melhor visual na geração atual de consoles (Xbox One e PlayStation 4). Os cenários são amplos, sendo possível enxergar longas distâncias - fato raro para um jogo multiplayer. O nível de detalhes nos gráficos e a direção de arte fantástica tornam a experiência um espetáculo visual. Infelizmente, as versões de Xbox 360 e PlayStation 3 não apresentam o mesmo impacto, em função das limitações de hardware.

Conclusão

Destiny arriscou com sua mistura de gêneros de jogos diferentes, mas o resultado é fantástico e viciante. Apesar da narrativa um tanto vaga, isto é mais do que compensado pelas mecânicas cativantes. Se você é fã de jogos de tiros ou jogos como Borderlands e Diablo, não pode perder esta experiência marcante!

Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

PS4 foi a console mais vendida nos E.U.A. pelo oitavo mês consecutivo


 O PlayStation 4 continuou no passado mês de agosto a onda de sucesso que tem registado desde o início do ano nos Estados Unidos ao tornar-se a consola mais vendida pelo oitavo mês consecutivo.

Guy Longworth, vice-presidente de marketing da Sony, disse ainda (via VentureBeat) que a PlayStation 4 "permanece o líder cumulativo na nova geração de consoles", estando à frente da Xbox One e Wii U.
Não entanto, não interpretem que o mês de agosto foi negativo para o Xbox One. A Microsoft disse que as vendas estão "numa trajetória positiva" e que as vendas do console em agosto "quase que duplicaram comparativamente a julho em parte devido à forte procura pelo bundle Xbox One com Madden NFL 15".
De facto, basta olhar para a lista de jogos mais vendidos do mês para verificar que Madden NFL 15 foi o título que dominou as vendas em agosto. Apesar do jogo de futebol americano ter sido acompanhado pela chegada de Diablo III: Reaper of Souls os consolas, no mês em questão as vendas de software decresceram em relação ao ano passado.
Nesta fase, os consumidores estão mais interessados em adquirir as novas consoles do que propriamente comprar novos jogos em grandes quantidades, o que explica a queda de 21 porcento em vendas software para $231.6 milhões, e a subida de vendas hardware em 116 porcento para $196.2 milhões.
Top 10 de Agosto (vendas digitais não incluídas)
  1. Madden NFL 15 (PS4, Xbox One, 360, PS3)
  2. Diablo III: Reaper of Souls (PS4, Xbox One, 360, PS3, PC)
  3. Minecraft (360, PS3)
  4. The Last of Us (PS4, PS3)
  5. Call of Duty: Ghosts (360, Xbox One, PS4, PS3, PC, Wii U)
  6. Lego Marvel Super Heroes (360, PS3, Wii U, PS4, 3DS, DS, Xbox One, Vita, PC)
  7. Plants vs. Zombies: Garden Warfare (360, PS3, PS4, Xbox One)
  8. Watch Dogs (PS4, 360, PS3, Xbox One, PC)
  9. Battlefield 4 (360, PS3, PS4, Xbox One, PC)
  10. The Lego Movie Videogame (360, 3DS, PS3, Wii U, PS4, Xbox One, Vita)

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Novo trailer de MGS V: The Phantom Pain mostra as habilidades de Quiet


 Um cheirinho do que poderão ver no novo trailer que será apresentado no Tokyo Game Show.



Tal como tinha sido prometido ontem, Hideo Kojima, apresentou um novo trailer de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain como uma espécie de antevisão ao trailer que será apresentado no Tokyo Game Show.

O trailer com pouco mais de 30 segundos de duração é focado na personagem Quiet, que na cena aterra sobre a Mother Base de Snake fazendo uso de algumas das suas habilidades especiais como a capacidade de ficar invisível.
Na próxima semana devemos conhecer novos detalhes sobre o jogo, enquanto isso podem ver em baixo o dito trailer.





Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

The Order 1886 com DLC de pré-venda exclusivo GameStop




The Order: 1886 tem um DLC de pré-venda exclusivo para as lojas GameStop.
Reservar o jogo nesta cadeia de lojas (que não está presente em Portugal), é por enquanto a única forma de receber o Knight's Endurance Pack, que inclui os seguintes conteúdos:
  • Desert Khaki Infiltration Field Uniform
  • Endless Blackwater
  • Blacksight Regeneration
Em adição a este bônus, existe o bônus de pré-venda para as restantes lojas, o The Knight's Arsenal Pack, que é segundo a descrição, permite depois de terminarem o jogo equiparem Galahad (o protagonista) com fatos alternativos e "poderosas variações das armas, incluindo as explosivas Arsonist Rifle e Arc Rifle Prototype que disparam raios devastadores de eletricidade vermelha".
O The Knight's Arsenal também vem incluído nas edições Premium e de Colecionador.
a

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Square Enix retira temporariamente Dragon Quest X para a 3DS das lojas japonesas




A Square Enix decidiu suspender temporariamente as vendas de Dragon Quest X para a 3DS apenas uma semana após o lançamento do jogo no Japão, isto porque os servidores que permitem que o jogo funcione via stream na consolas portátil estão saturados dificultando o acesso aos jogadores.

Este problema afeta apenas a versão 3DS, uma vez que o jogo no Wii, Wii U e PC corre diretamente na plataforma e conecta-se aos servidores da forma habitual. Enquanto que na portátil o jogo corre de uma forma semelhante aos serviços de stream como o OnLive ou o futuro PS Now.

A companhia decidiu cessar a distribuição do jogo para dar prioridade aos primeiros jogadores que compraram o jogo. Todos eles irão receber tempo adicional de jogo gratuitamente (para se jogar a este jogo tem de se pagar uma subscrição).

Quando a situação entre os servidores estiver normalizada, a Square Enix colocará o jogo novamente à venda mas de uma forma faseada para evitar novos problemas.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

E se pudessem jogar Final Fantasy XIII no vosso telemóvel com gráficos PS3?


 A Square Enix surpreendeu meio mundo ao anunciar um novo serviço cloud, ao estilo do PlayStation Now, para os dispositivos móveis que tem como nome Dive In.


Através deste serviço aqueles que tiverem um dispositivo móvel com os sistemas Android ou iOS poderão jogar a jogos como Final Fantasy XIII.
O Dive In vai começar a funcionar a 100% no Japão no dia 9 de outubro, com vários modelos de subscrição, ou aluguer, que nos oferecerão um tempo limitado com os jogos disponíveis no serviço.
Os utilizadores poderão experimentar gratuitamente os jogos publicados no Dive In por um tempo de 30 minutos, a partir desse tempo será necessário pagar algo que varia entre 1 euro, para poder jogar a um determinado título durante um período de três dias, e os 13 euros, para poder jogar a um jogo durante um ano inteiro.
Os primeiros jogos disponíveis serão Final Fantasy XIII, Final Fantasy VII International e Season of Mistery: The Cherry Blossom Murders.
Em novembro serão lançados no serviço Final Fantasy VIII e The Last Remnant, enquanto que em dezembro chegam Final Fantasy XIII-2 e Murdered: Soul Suspect. Em 2015 será lançado Lightning Returns: Final Fantasy XIII.
É provável que com o Tokyo Game Show a chegar sejam revelados mais detalhes sobre o Dive In.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.