The Order 1886

The Order 1886 o jogador controla um grupo de cavaleiros conhecidos como The Order - uma força de indivíduos dedicados, fundada à séculos pelo Rei Artur para confrontar criaturas. O jogo decorre em 1886, em que Sir Galahad é um dos mais respeitados cavaleiros da The Order. Sir Galahad e três dos seus mais leais parceiros, irão precisar de toda a ajuda para lutar contra os rebeldes e outras ameaças que espreitam Londres.

The Last Guardian

O jogo se foca no desenvolvimento da amizade entre um garoto e uma criatura gigante semelhante a um grifo chamada "águia do mar" ou "erne" no título em japonês. A criatura possui penas por grande parte do corpo, algumas penas novas bem pontiagudas, e pode-se perceber que possuia asas, as quais possivelmente foram cortadas (A criatura possui lanças e flechas presas às suas costas) e fica inicialmente presa a uma corrente..

Final Fantasy XV

Final Fantasy Versus XIII (Recem Batizado como Final Fantasy XV) é um jogo para Ps4 e Xbox One, o enredo do jogo revolve em torno de um personagem misterioso, que é o último herdeiro de uma dinastia capaz de controlar os cristais.Sendo o RPs mais aguardado da atualidade.

Uncharted 4

Muitos anos depois dos eventos ocorridos em Uncharted 3: Drake's Deception, Nathan Drake (interpretado por Nolan North) que se tinha retirado de ser um caçador de tesouros, é forçado a entrar de novo no mundo dos ladrões. De uma maneira muito mais pessoal, Drake irá embarcar numa aventura a nível mundial em busca de uma conspiração histórica por detrás da fábula de um tesouro pirata. A Naughty Dog refere que o enredo "será a sua maior aventura e que irá testar os seus limites físicos, a sua determinação, e, finalmente, o que ele está disposto a sacrificar para salvar aqueles que ama"

The Witcher 3: Wild Hunt

The Witcher 3: Wild Hunt é o terceiro capítulo da saga de Geralt of Rivia, baseado no livro do famoso escritor polonês Andrzej Sapkowski. O jogo despertou a curiosidade dos jogadores por anunciar 36 finais diferentes e um mapa, no mínimo, 3 vezes maior que o de GTA 5. O game de RPG já foi adiado diversas vezes e agora deve ser lançado no fim de 2014 para Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Lightning Returns

Lightning Returns: Final Fantasy XIII é a adição mais recente à saga Fabula Nova Crystallis da série Final Fantasy.O título funciona como uma sequencia de Final Fantasy XIII-2 e concluirá a história da Lightning, que começou com o Final Fantasy XIII.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Level-5 vai anunciar um exclusivo PS4 na E3 2015




 A Level-5 revelou que na E3 2015 irá anunciar um novo jogo exclusivo para a PlayStation 4.

A revelação foi feita pelo próprio presidente da companhia, Akihiro Hino, durante uma transmissão ao vivo sobre o jogo White Knight Chronicles II que será gratuito este mês para os subscritores japoneses do PlayStation Plus.
Infelizmente não se sabe muito mais sobre o projecto para a PS4, Hino disse apenas que gostaria de fazer um jogo épico que fosse ainda maior que White Knight Chronicles.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Square Enix tem um novo RPG para consoles




A Square Enix revelou à revista Famitsu (via Gematsu) que tem em mãos um novo RPG que está a ser desenvolvido para os consoles e fez questão de destacar que não se trata de um remake ou remasterização, algo que se tornou numa tendência em 2014.

"Por acaso, estamos agora a trabalhar num novo RPG especificamente para as consolas e que não é um remake," disse Yosuke Matsuda, presidente da Square Enix. "Vamos começar a falar sobre ele em dezembro".
Para dezembro estão agendados dois grandes eventos de videojogos. Em primeiro lugar o PlayStation Experience, onde teremos vários anúncios, e em segundo os The Game Awards 2014, evento que em outros anos também contou com várias revelações. Portanto, é provável que este novo RPG da Square Enix seja anunciado num destes eventos.
Ou então, caso o RPG tenha em mente o publico japonês, o Jump Festa 2014, que também ocorrerá em dezembro, é uma opção viável para revelar um novo jogo.
Yosuke Matsuda acrescenta que em adição a este novo RPG também estão ocupados "com muitos títulos não apenas para as consoles, mas também para smartphones e PCs, e isto inclui jogos nos quais os nossos estúdios ocidentais estão a trabalhar".
Será que Agni´s voltara pra o cenário da Square-Enix?

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Alienware lança PC compacto para concorrer com consoles de nova geração


 O Apha é o novo computador gamer compacto da Alienware criado para rodar o Steam OS e concorrer diretamente com PS4 e Xbox One. Como o novo sistema da Valve foi adiado, a subsidiária da Dell resolveu colocar o Alpha no mercado com o Windows 8.1, aproveitando as compras de fim de ano.

Cara de console no formato PC é a aposta do Alienware Alpha (Foto: Divulgação)Cara de console no formato PC é a aposta do Alienware Alpha (Foto: Divulgação)
Na versão básica, o Alienware Alpha custa US$ 550 (aproximadamente R$ 1390, em conversão direta), um preço um pouco salgado diante dos consoles de nova geração, nos Estados Unidos. A expectativa da Dell é que o formato compacto, mais amigável com a sala de estar, e o hardware atraiam consumidores.


O Alpha é vendido acompanhado de um controle de Xbox 360. No interior, o computador conta com um Core i7, da família Haswell. Pode ser adquirido com até 8 GB de memória RAM e até 2 TB de espaço para armazenamento de dados. A placa gráfica é uma Geforce GTX 860M, modelo de notebook, dado o formato compacto do aparelho. De resto, há portas USB e HDMI, além das interfaces Ethernet, Wi-Fi e Bluetooth.
Na versão básica, o Alpha vem com um Core i3, 4 GB de RAM e uma GTX 860M, o que o coloca num nível de desempenho equiparável aos consoles atuais, mas por um preço mais alto. Para realmente ter alguma margem de performance significativa sobre o PS4 e o Xbox One, o consumidor deve considerar a versão topo de linha, com o trio Core i7, 8 GB de RAM, além da 860M. Só que para isso, o valor sobe para US$ 899 (R$ 2.275 em conversão direta). Ainda não há previsão para o Alpha chegar ao Brasil.
Via Ubergizmo

Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Amiibo: entenda o que são e como funcionam os bonecos interativos da Nintendo


 Os Amiibos foram a grande novidade da Nintendo na última feira de jogos E3 em junho, com a promessa de bonecos baseados em suas principais franquias como Mario, The Legend of Zelda e outros, que poderiam ser utilizados entre vários títulos, como em Skylanders ou Disney Infinity. Confira todos os detalhes sobre eles. 

Amiibos adicionam uma nova camada de profundidade e personalização aos jogos (Foto: GameSpot)Amiibos adicionam uma nova camada de profundidade e personalização aos jogos (Foto: Divulgação)
O que são e como funcionam?
Os Amiibos não são bonecos de ação, eles não se mexem e não servem para brincar, são mais como miniaturas de enfeite. Sua base, no entanto, utiliza tecnologia de comunicação a curta distância, NFC (Near-Field Communication), a qual permite que ele se comunique com outros aparelhos eletrônicos através da proximidade.
Na prática basta aproximar o boneco de uma certa parte do controle Game Pad do Nintendo Wii U para que o jogo possa ler as informações nele. Aproxime um boneco do Mario no controle e Mario poderá surgir na tela. Não qualquer Mario, mas uma versão treinada por você. Para o Nintendo 3DS um acessório será vendido separadamente em 2015 para fazer a leitura dos bonecos.
A função dos bonecos varia dependendo de cada jogo. Em Super Smash Bros., por exemplo, eles permitem que você tenha um lutador próprio para treinar, guardando dados como atributos, golpes e até mesmo aprimorando sua inteligência artificial para se tornar um lutador melhor. Em outros títulos eles funcionam apenas como chaves que desbloqueiam algum tipo de conteúdo.
Tecnologia NFC permite que o Wii U leia dados dos Amiibos por proximidade (Foto: GameSpot)Tecnologia NFC permite que o Wii U leia dados dos Amiibos por proximidade (Foto: Divulgação)
Gerações de Amiibo
A Nintendo pretende lançar quase 30 bonecos Amiibo até o início de 2015 e eles serão divididos em 3 levas. A primeira coleção será lançada em 21 de novembro nos Estados Unidos, com os personagens Mario, Peach, Yoshi, Donkey Kong, Link, Pikachu, Kirby, Samus Aran, Fox, Wii Fit Trainer, Villager e Marth.
Em uma data ainda não determinada de dezembro, mais seis personagens chegarão às lojas: Luigi, Zelda, Diddy Kong, Pit, Captain Falcon e Little Mac. Por fim, em fevereiro de 2015 serão lançados também: Sonic, Mega Man, Bowser, Toon Link, Sheik, Lucario, King Dedede, Meta Knight, Ike e Shulk (exclusivo da loja GameStop nos EUA).
Jogos compatíveis
Atualmente os Amiibos são compatíveis com apenas dois jogos: Mario Kart 8 e Hyrule Warriors, porém é necessário que ambos os títulos sejam atualizados online para ganharem essa funcionalidade. Em breve Super Smash Bros. para o Wii U será lançado, em 21 de novembro, e também será compatível.
Por enquanto Super Smash Bros. é o único jogo que salva dados no seu Amiibo (Foto: GamerFitNation)Por enquanto Super Smash Bros. é o único jogo que salva dados no seu Amiibo (Foto: Divulgação)
Entre títulos futuros que a Nintendo já anunciou que serão compatíveis com as figuras Amiibo estão: Captain Toad: Treasure Tracker, Yoshi’s Woolly World, Kirby and the Rainbow Curse e Mario Party 10. Também há rumores de que a série Xenoblade Chronicles possa vir a ser compatível.
Os Amiibos só podem guardar dados de um jogo de cada vez, caso você tente salvar novamente, ele perderá os dados anteriores. Porém, Super Smash Bros. é o único que grava dados nas figuras por enquanto, em todos os outros jogos elas funcionam em modo apenas de leitura, como chaves. Confira o que eles fazem em cada título.
Super Smash Bros. para Wii U e 3DS

Compatíveis: Todos

Quando você coloca um Amiibo em Super Smash Bros. ele ganha vida no jogo como um lutador personalizado. Você poderá melhorar seus atributos, equipá-lo com itens e alterar seus golpes, deixando-o do seu jeito. Você poderá lutar contra ele para treiná-lo e depois colocá-lo para lutar contra Amiibos de outros amigos ou mesmo ser seu parceiro em multiplayer cooperativo.
Você pode deixar seu Mii com a roupa do Amiibo de Captain Falcon em Mario Kart 8 (Foto: Nintendo Life)Você pode deixar seu Mii com a roupa do Amiibo de Captain Falcon em Mario Kart 8 (Foto: Divulgação)
Mario Kart 8

Compatíveis: Mario, Luigi, Peach, Yoshi, Donkey Kong, Link, Captain Falcon, Kirby, Samus Aran e Fox.

Ao utilizar os Amiibos em Mario Kart 8, você poderá desbloquear roupas extras para o seu piloto Mii, vestindo-o como Mario, Luigi, Peach, entre outros. Por enquanto apenas a primeira geração de Amiibos é compatível com o jogo, mas é possível que uma atualização venha a mudar isso futuramente.
Hyrule Warriors

Compatíveis: Todos, extras para Link e Zelda

Os Amiibos em Hyrule Warriors são usados em maioria para ganhar armas. Coloque Link para desbloquear a arma The Spinner, uma das favoritas dos fãs em The Legend of Zelda: Twilight Princess. Os outros Amiibos podem ser usados uma vez por dia para ganhar uma arma especial. Zelda garante uma arma com pelo menos 3 estrelas ou mais, enquanto os outros personagens dão armas de 3 estrelas ou menos, além de Rupees e materiais.
Amiibos no Brasil
Por enquanto a Nintendo ainda não anunciou planos de lançamento dos Amiibos no mercado brasileiro, porém vários sites estrangeiros que já tiveram acesso aos bonecos confirmam que eles podem ser utilizados independente da região de origem. Nos Estados Unidos cada um deles custa US$ 12,99, algo em torno de R$ 33.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

World of Warcraft faz 10 anos: confira a história da franquia de sucesso


 World of Warcraft completa 10 anos de lançamento em 23 de novembro. Anunciado ainda durante o lançamento de Warcraft 3, o MMORPG da Blizzard para PC foi recebido com certo receio por parte dos fãs, mas bastou chegar ao mercado para fixar o seu sucesso e se tornar um fenômeno pop. Hoje, o jogo é tão influente que já apareceu em outras mídias, inspirou outros títulos, livros e possui até mesmo jogadores famosos. Confira algumas curiosidades e relembre sua história.

World of Warcraft completa 10 anos em 2014 (Foto: Divulgação)
World of Warcraft completa 10 anos em 2014 (Foto: Divulgação)
Os números do sucesso
World of Warcraft foi lançado em 2004. Ele já conta com cinco expansões, incluindo a recente, Warlords of Draenor, e milhões de jogadores no mundo todo. Ele é jogado em 244 países ao redor do globo, com mais de 100 milhões de usuários, somando todos que já passaram pelo game, ao longo de sua história.
World of Warcraft está em 244 países no mundo todo (Foto: Divulgação)World of Warcraft está em 244 países no mundo todo (Foto: Divulgação)
Apesar de ter sido lançado de forma tímida pela Blizzard, WoW, como também é chamado, foi um sucesso instantâneo. Em sua primeira semana ele já contava com 700 mil usuários registrados, algo que nem os próprios funcionários da empresa esperavam. O sucesso é tanto que, hoje, os fãs geram tanto conteúdo que a própria “Wiki World of Warcraft” é a segunda maior enciclopédia online do mundo, com mais de 100 mil páginas de conteúdo, perdendo apenas para a Wikipédia.
As celebridades de WoW
World of Warcraft é tão famoso e tão viciante, que até celebridades da música e cinema jogam, e jogam bem, com personagens de nível alto e poderosos. Entre eles estão a atriz Mila Kunis (Cisne Negro), Henry Cavill (O Homem de Aço), Jaden Smith (Karatê Kid) e até Vin Diesel (Velozes & Furiosos).
Em propaganda de WoW, Ozzy Osbourne quer ser o príncipe das trevas (Foto: Reprodução/YouTube)Em propaganda de WoW, Ozzy Osbourne quer ser o príncipe das trevas (Foto: Reprodução/YouTube)
Na verdade, as celebridades em WoW são uma característica tão marcante que algumas delas foram utilizadas pela Blizzard em comerciais oficiais para o game, caso do roqueiro Ozzy Osbourne, onde ele brinca ser “o príncipe das trevas”, e arruma briga com o Rei Lich, o “verdadeiro príncipe das trevas” dentro do jogo.
No Brasil
O game chegou oficialmente ao Brasil apenas em 2011, sete anos depois de seu lançamento original. Mas, ainda assim, a Blizzard fez de tudo para proporcionar a melhor experiência ao jogador brasileiro, oferecendo pagamento em moeda local mais barato do que em dólar e também uma localização completa em nosso idioma. E, caso você não saiba, a ligação de WoW com o Brasil é ainda maior, já que ele faz uso da “LUA”, uma linguagem de programação criada por aqui, pela PUC-Rio.
WoW abriu as portas para o Brasil em 2011 (Foto: Divulgação)WoW abriu as portas para o Brasil em 2011 (Foto: Divulgação)
No total, mais de 4 milhões de palavras foram traduzidas, total que ultrapassa a tradução em português de livros como O Senhor dos Anéis e Harry Potter, somados. A dublagem levou mais de 200 horas de trabalho em estúdio e contou com diversos dubladores, em centenas de personagens. Vale lembrar que os servidores do game também são por aqui, o que facilita a jogatina.
Homenagens diversas
Além de contar com a participação de artistas, World of Warcraft já rendeu homenagens espontâneas em outras mídias. A mais famosa delas está no episódio “Make Love, Not Warcraft”, de South Park, onde os personagens do desenho entram em uma aventura épica para buscar uma espada mística – com muito humor negro e piadinhas para cima dos jogadores de WoW, claro.
WoW já foi tema de piada e homenagem em South Park (Foto: Divulgação)WoW já foi tema de piada e homenagem em South Park (Foto: Divulgação)
World of Warcraft também fez outras aparições em forma de homenagem em seriados e até gibis, caso de The Big Bang Theory, onde o game vive sendo tema de piadas nerds, ou a revista da Turma da Mônica Jovem, onde temos o “World of Animecraft”, com uma clara referência ao MMO da Blizzard.
Em outras mídias
Após fazer sucesso nos computadores e ganhar expansões, era a hora de World of Warcraft chegar em outras mídias. Há muito tempo a Blizzard investe em adaptações para livros e quadrinhos com sua aventura mais famosa, e alguns deles já foram lançados no Brasil, com mais de 50 mil exemplares vendidos por aqui.
Livros e gibis de WoW já foram lançados no Brasil (Foto: Divulgação)Livros e gibis de WoW já foram lançados no Brasil (Foto: Divulgação)
Miniséries em quadrinhos, sagas especiais, encadernados e outros produtos também já saíram por aqui. No total, cinco livros já foram lançados em português e mais de 10 gibis também foram disponibilizados, em, pelo menos, duas editoras diferentes. E não esqueça que WoW também vai invadir os cinemas, com um filme programado para estrear em 2016, com o diretor Duncan Jones (Contra o Tempo) no comando.
Entre expansões, personagens épicos
World of Warcraft possui um panteão com inúmeros personagens marcantes, alguns originários da saga original – Warcraft, do 1 ao 3 e expansões -, outros totalmente originais em relação a WoW. Arthas, Illidan, Jaina, Thrall, Deathwing, são tantos heróis, vilões, reis, tiranos e outras figuras que fica difícil listá-los por completo. Todos são figuras importantes no enredo e desenvolvimento do game.
Cataclysm foi uma das expansões de WoW (Foto: Divulgação)Cataclysm foi uma das expansões de WoW (Foto: Divulgação)
O que importa é que, a cada expansão, a Blizzard continua seguindo com a história do mundo de Azeroth. Por exemplo, a primeira delas, The Burning Crusade, trouxe o retorno da Burning Legion, um exército de demônios que foram derrotados em Warcraft 3. Já em Cataclysm vimos o ataque do gigantesco aspecto dragão Deathwing, que mudou diversos locais em Azeroth. Mists of Pandaria, por sua vez, introduziu os Pandaren, raça de pandas, como personagens jogáveis. Já Warlords of Draenor retorna às raízes, e mostra uma grande guerra que ocorre contra a Horda de Ferro, unindo as forças de diversos povos.
BlizzCon
A BlizzCon é um evento geral da Blizzard, nos EUA, onde ela mostra novidades sobre todos os seus jogos. Talvez seja seguro dizer que ela nasceu com o sucesso de World of Warcraft e com seu desenvolvimento. A primeira edição ocorreu em 2005, um ano após o lançamento do game, e foi também palco de testes e detalhes da primeira expansão, The Burning Crusade.
BlizzCon, o evento oficial da Blizzard (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)BlizzCon, o evento oficial da Blizzard (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)
Hoje, em sua oitava edição, a BlizzCon já é um evento fixo e clássico da Blizzard, ainda que não seja necessariamente anual. Em sua última edição, a empresa comemorou os 10 anos de World of Warcraft e também os 20 anos de Warcraft como série, com diversas homenagens e referências, incluindo um documentário, “World of Warcraft: Looking for Group”, disponível gratuitamente no site oficial do jogo.
O futuro
World of Warcraft ainda tem um longo caminho pela frente. Apesar de sempre apresentar alguma dificuldade, como a perda de assinantes após tantos anos, o jogo recebe novidades constantemente, como forma de manter seu público aquecido e animado com o que surge a cada atualização. Além das expansões, a Blizzard sempre promove mudanças em WoW, para que seu game mais popular, e o MMO mais famoso do mundo, continue crescendo cada vez mais.

Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

domingo, 23 de novembro de 2014

Em MGS 5: The Phantom Pain vai ser crucial recrutar soldados que falem idiomas diferentes


 No mais recente Kojima Station, Kojima falou sobre as novidades que estarão presentes na nova Mother Base de Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain.


Segundo ele, o recrutamento dos soldados que falarem diferentes idiomas será crucial para os jogadores. Kojima comentou que, "Não irás perceber os soldados a falarem uma língua estrangeira se não tiveres um interprete na Mother Base que fale a sua língua, tal como também não serás capaz de interrogá-los."
Ao que tudo indica o Big Boss sabia falar russo, isso podia ser um ponto a favor quando precisássemos de interrogar os soldados soviéticos, no entanto após um acidente em Ground Zeroes o protagonista parece ter esquecido os idiomas que sabia falar.
Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain vai chegar nos primeiros meses de 2015.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Phil Spencer comemora o primeiro ano de vida do Xbox One e do PS4


 O novo console da Microsoft fez um ano que foi lançada em algumas partes do mundo, e Phil Spencer, o máximo responsável pela divisão Xbox, fez questão de celebrar esta efeméride na sua conta do Twitter.

"Este primeiro ano foi incrível. Um grande lançamento para os dois consoles, foi uma competição entusiasmante com grandes jogos. Obrigado a todos pelo apoio e feedback," disse Spencer, acrescentando que a sua rival PS4 teve um excelente primeiro ano.
Mais uma vez Spencer mostrou ser modesto ao referir que o recente sucesso do Xbox One deveu-se ao esforço da sua equipa e comunidade, e não apenas à sua liderança, mencionando que está ansioso para ver como irá correr o segundo ano de vida desta geração de consoles.
Veremos como irá correr o ano de 2015 para o Xbox One e PS4, mas pelos lançamentos que estão previstos, o ano parece ser bastante promissor para as dois consoles.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Level-5 poderá revelar em breve uma notícia para o PS4


Presidente do estúdio vai estar presente num "livestream" da Sony.


A Sony Japan irá fazer uma transmissão no Nico Nico no dia 26 de novembro dedicado ao lançamento de White Knight Chronicles II, como parte da oferta PlayStation Plus no Japão.
Nessa transmissão, que será apresentada pelo produtor Kentaro Motomura e o promotor Yasuhiro Kitao, vai estar presente nada mais do que o presidente da própria Level-5, Akihiro Hino.
Uma participação que abre portas para várias possibilidades, como a possibilidade de haver um grande anúncio, talvez um novo jogo para a PS4, ou quem sabe mais detalhes da nova PI, Wonder Flick.
Melhor do que as especulações e rumores, é esperarmos pela próxima quarta-feira onde ficaremos a saber de tudo.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

sábado, 22 de novembro de 2014

Wander é novo tipo de MMO de exploração sem violência para o PlayStation 4


 Wander é o mais novo MMO anunciado para PlayStation 4 e PC com um grande diferencial, ele pretende não trazer violência em sua história, incentivando jogadores apenas a explorarem e desvendarem mistérios ao invés de enfrentarem. O lançamento está planejado para março de 2015 em ambas as plataformas.

Wander é o novo game de MMO para o PlayStation 4 (Foto: Divulgação)Wander é o novo game de MMO para o PlayStation 4 (Foto: Divulgação)
Segundo os desenvolvedores, o título acata a um nicho que prefere a colaboração à competição. Jogadores começarão sua aventura em uma floresta isolada, sem memórias de como chegaram lá e presos na forma de um Oren, uma criatura árvore. Começando a buscar por respostas eles poderão interagir com outros como eles e eventualmente dominar o poder da transformação.
Além da forma inicial de Oren, será possível se transformar em Griffin, um grifo com o poder de voo, Zertash, uma criatura marinha que pode nadar e respirar na água, e Hira, uma criatura que não teve muitos detalhes divulgados, mas que deverá fornecer uma forma de mobilidade ágil para o jogador.
Wander promete ser um novo tipo de MMO, focado na colaboração e exploração ao invés de combate (Foto: PlayStation Blog)Wander promete ser um novo tipo de MMO, focado na colaboração e exploração ao invés de combate (Foto: PlayStation Blog)
Alterando entre essas diferentes formas jogadores poderão explorar um grande mundo, repleto de outras criaturas e tribos, encontrando informações espalhadas que falam mais sobre os acontecimentos desse planeta e dos seus habitantes. Aparentemente seu objetivo seria descobrir todos os grandes segredos a respeito desse mundo.

Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Shannon Studstill chefia a nova franquia da Santa Monica Std


 O presidente da SCEA Shawn Layden falou recentemente sobre a nova franquia da Santa Monica Studio.

Apesar da produtora estar a colaborar no desenvolvimento dos jogos Everybody’s Gone To The Rapture e  The Order: 1886, Layden deu a entender de que esta está a criar em simultâneo uma nova franquia e que é Shannon Studstill quem está no comando desse projecto: “Ela irá trazer a nova grande franquia de lá [Santa Monica Std]“.
Shannon Studstill produziu God of War e dirigiu God of War 2, Warhawk e Twisted Metal: Head On.

Escrito por

Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.

Os indicados para The Game Awards 2014




Foram listados os jogos candidatos às diferentes categorias da indústria para o evento que decorre no dia 5 de Dezembro.
A lista é a seguinte:
Melhor FPS
  • Call of Duty: Advanced Warfare – Sledgehammer/Activision
  • Destiny – Bungie/Activision
  • Far Cry 4 – Ubisoft Montreal/Ubisoft
  • Titanfall – Respawn/EA
  • Wolfenstein: The New Order – MachineGames/Bethesda
Melhor Jogo de Aventura
  • Alien: Isolation – Creative Assembly/Sega
  • Assassin’s Creed Unity – Ubisoft
  • Bayonetta 2 – Platinum Games/Nintendo
  • Middle-earth: Shadow of Mordor – Monolith/Warner Bros.
  • Sunset Overdrive – Insomniac/Microsoft
Melhor RPG
  • Bravely Default – Square Enix
  • Dark Souls II – From Software/Bandai Namco
  • Divinity: Original Sin – Larian Studios
  • Dragon Age: Inquisition – Bioware/EA
  • South Park: The Stick of Truth – Obsidian/Ubisoft
Melhor Jogo de Luta
  • Killer Instinct: Season Two – Iron Galaxy Studios/Microsoft
  • Persona 4 Arena Ultimax – Arc System Works/Atlus
  • Super Smash Bros. 3DS – Nintendo
  • Super Smash Bros. Wii U – Nintendo
  • Ultimate Street Fighter IV – Capcom
Melhor Jogo Familiar
  • Disney Infinity 2.0 – Avalanche Software/Disney Interactive Studios
  • Fantasia: Music Evolved – Harmonix/Disney Interactive Studios
  • Mario Kart 8 – Nintendo
  • Skylanders: Trap Team – Toys for Bob/Activision
  • Tomodachi Life – Nintendo
Melhor Jogo de Desporto/Condução
  • FIFA 15 – EA Canada/EA Sports
  • Forza Horizon 2 – Playground Games/Turn 10 Studios/Microsoft
  • Mario Kart 8 – Nintendo
  • NBA 2K15 – Visual Concepts/2K Sports
  • Trials Fusion – RedLynx/Ubisoft
Melhor Experiência Online
  • Call of Duty: Advanced Warfare – Sledgehammer Games/Activision
  • Dark Souls II – From Software/Bandai Namco
  • Destiny – Bungie/Activision
  • Hearthstone: Heroes of Warcraft – Blizzard
  • Titanfall – Respawn/EA
Melhor Jogo Portátil
  • Bravely Default – Square Enix
  • Monument Valley – Ustwo
  • Hearthstone: Heroes of Warcraft – Blizzard
  • Super Smash Bros. for 3DS – Nintendo
  • Threes - Asher Vollmer, illustrator Greg Wohlwend, and composer Jimmy Hinson
Melhor Remaster
  • Grand Theft Auto V – Rockstar Games
  • Halo: The Master Chief Collection – 343 Industries/Microsoft
  • Pokemon Omega Ruby and Alpha Sapphire – Game Freak/Nintendo
  • The Last of Us – Naughty Dog/Sony
  • Tomb Raider: Definitive Edition Crystal Dynamics/Square Enix
Melhor Narrativa
  • South Park: The Stick of Truth – Obsidian/Ubisoft
  • The Walking Dead Season 2 – Telltale Games
  • The Wolf Among Us – Telltale Games
  • Valiant Hearts – Ubisoft
  • Wolfenstein: The New Order – Machine Games/Bethesda
Melhor tema/banda sonora
  • Alien: Isolation – Joe Henson and Alexis Smith, The Creative Assembly/Sega
  • Child of Light – Coeur de pirate, Ubisoft Montreal
  • Destiny – Marty O’Donnell, Bungie/Activision
  • Sunset Overdrive – Boris Salchow, Insomniac Games/Microsoft
  • Transistor – Darren Korb, Supergiant Games
Melhor Jogo Independente
  • Broken Age Part 1 – Double Fine
  • Monument Valley – Ustwo
  • Shovel Knight – Cellar Door
  • Transistor – Supergiant Games
  • The Vanishing of Ethan Carter – The Astronauts
Jogos Inovadores
  • Mountain – David O’Reilly/Double Fine Presents
  • Never Alone – Upper One Games
  • The Last of Us: Left Behind – Naughty Dog/Sony
  • This War of Mine – 11bit Studios
  • Valiant Hearts: The Great War – Ubisoft
eSports Jogador do Ano (votação feita pelos fãs)
  • Martin ‘Rekkles’ Larsson – League of Legends
  • Xu “Fy” Linsen – Dota 2
  • James “Firebat” Kostesich – Hearthstone
  • Christopher “GeT_RiGhT” Alesund – Counter-Strike: GO
  • Matt “NaDeSHoT” Haag – Call of Duty
eSports Equipa do Ano (votação feita pelos fãs)
  • Samsung White – League of Legends
  • Evil Geniuses – Dota 2
  • Edward Gaming – League of Legends
  • Newbee – Dota 2
  • Ninjas in Pajamas – Counter-Strike: GO
Jogador Relevante (votação feita pelos fãs)
  • Evan “Vanoss” Fong
  • Jeff Gerstmann
  • PewDiePie
  • StampyLongHead
  • TotalBiscuit
Melhor Criação pelos Fãs (votação feita pelos fãs)
  • BEST Zelda Rap EVER!! By Egoraptor
  • Luigi Death Stare by CZBwoi and Rizupicorr
  • Mine the Diamond (Minecraft Song) by Tobuscus
  • Minecraft – TITAN City by Colonial Puppet
  • Twitch Plays Pokemon by Anonymous
Produtora do Ano
  • Blizzard
  • Monolith
  • Nintendo
  • Telltale Games
  • Ubisoft Montreal
Melhor Performance
  • Adam Harrington as Bigby Wolf, The Wolf Among Us – Telltale Games
  • Kevin Spacey as Jonathan Irons, Call of Duty: Advanced Warfare – Sledgehammer Games/Activision
  • Melissa Hutchison as Clementine, The Walking Dead: Season Two – Telltale Games
  • Trey Parker as Various Voices, South Park: The Stick of Truth – Obsidian/Ubisoft
  • Troy Baker as Talion, Middle-earth: Shadow of Mordor – Monolith/Warner Bros.
Jogo Mais Aguardado (votação feita pelos fãs)
  • Batman: Arkham Knight – Rocksteady/Warner Bros.
  • Bloodborne – FROM Software/Sony
  • Evolve – Turtle Rock/2K Games
  • The Witcher 3: Wild Hunt – CD Projekt
  • Uncharted 4: A Thief’s End – Naughty Dog/Sony
Jogo do Ano
  • Bayonetta 2 – Platinum Games/Nintendo
  • Dark Souls 2 – FROM Software/Bandai Namco
  • Dragon Age: Inquisition – BioWare/EA
  • Hearthstone: Heroes of Warcraft – Blizzard
  • Middle-earth: Shadow of Mordor – Monolith/Warner Bros.

Escrito por


Alexandre Vieira
Apaixonado pelo mundo dos videojogos e principalmente Jrpgs e fã da serie Final Fantasy.