News

A conta oficial Twitter de Detroit: Become Human, um exclusivo para o PlayStation 4 desenvolvido pela Quantic Dream, publicou um comentár...

A conta oficial Twitter de Detroit: Become Human, um exclusivo para o PlayStation 4 desenvolvido pela Quantic Dream, publicou um comentário a fazer zoação do Xbox.

No que parece ser um comentário escrito por um fanboy, a conta do Twitter publicou o seguinte: "Quando acordas e o Detroit Become Human continua a ser um exclusivo do PS4 e tu ainda és o dono de um Xbox. Pensamentos de Quinta-Feira".
Este comentário de mau gosto já foi, felizmente, removido e só esteve visível durante cerca de três horas, no entanto, foi tempo suficiente para ser partilhado 60 vezes.
Embora o PlayStation 4 esteja, sem dúvida, a competir no mesmo mercado do que a Xbox One, este tipo de marketing agressivo não é bem-visto e cria uma má imagem em redor da marca.
Não sabemos quem é que escreveu este comentário na conta oficial, mas foi uma má jogada.
a

Depois de muita antecipação, a Microsoft revelou o Xbox One X na E3 2017, a consola previamente conhecida como Project Scorpio. O novo co...

Depois de muita antecipação, a Microsoft revelou o Xbox One X na E3 2017, a consola previamente conhecida como Project Scorpio. O novo console custará 499 euros e estará disponível nas lojas a 7 de Novembro, sendo compatível com todos os jogos lançados anteriormente para a Xbox One normal.

Imediatamente após a revelação da consola, começaram a surgir as primeiras confirmações de jogos que receberão uma atualização para tirar partido das capacidades hardware extra, semelhante ao que aconteceu após o lançamento do PlayStation 4 Pro.
Por enquanto, o desempenho de muitos jogos na consola, incluindo muitos daqueles que receberão suporte, é uma incógnita. A lista será actualizada com mais jogos e mais informações à medida que surgirem novidades.
Títulos como Forza Motorsport 7 e Crackdown 3 vão correr nativamente a 4K na Xbox One X, enquanto outros como Anthem e Assassin's Creed vão recorrer a checkboard (uma técnica também usada na PS4 Pro) e a uma troca dinâmica na resolução para manter a estabilidade.

Novos Jogos que terão suporte para a Xbox One X

  • Anthem - 4K Checkboard / 30 FPS
  • Ashen
  • Assassin's Creed: Origins - 4K dinâmico / 30FPS
  • Black Desert
  • Chess Ultra
  • Conan Exiles - 4K
  • Crackdown 3 - 4K / 30 FPS
  • Deep Rock Galactic
  • Destiny 2
  • Dragon Ball Fighter Z
  • F1 2017 - 4K, 60 FPS, HDR e outras melhorias gráficas
  • Far Cry 5
  • Farming Simulator 18
  • Fortnite
  • Forza Motorsport 7- 4K nativo / 60 FPS e HDR
  • Hello Neighbor
  • Killing Floor 2
  • Madden NFL 18
  • Metro Exodus
  • Middle Earth: Shadow of War - 4K nativo / 30 FPS e HDR
  • Need for Speed Payback
  • Ori and the Will of the Wisps
  • Path of Exile - 4K, 60FPS
  • Playerunknown's Battlegrounds
  • Project Cars 2 - 4K / 60 fps na maioria do tempo
  • Raiders of the Broken Planet - 4K, HDR e melhorias visuais
  • Sea of Thieves
  • State of Decay 2
  • Super Lucky's Tale - 4K / 60FPS
  • The Artful Escape
  • The Last Night

Jogos que já foram lançados e receberão actualização para a Xbox One X

  • Ark: Survival Evolved - 1080p / 60FPS
  • Astroneer
  • Battlefield 1
  • Dead Rising 4
  • Dishonored 2
  • DOOM
  • Dovetail Games Euro Fishing
  • Elder Scrolls Online - 4K / 30FPS
  • Elite Dangerous - 4K
  • Everspace
  • Fallout 4
  • Farming Simulator 17
  • Final Fantasy 15
  • For Honor
  • Forza Horizon 3
  • Gears of War 4 - 4K / 30FPS na campanha e horde - 4K / 60FPS no Versus - Suporte para HDR (quem jogar a 1080p terá melhores texturas, sombras, etc)
  • Halo Wars 2
  • Hitman
  • Homefront: The Revolution
  • Injustice 2
  • Killer Instinct
  • Mantis Burn Racing
  • Minecraft
  • Outlast 2
  • Paladins: Champions of the Realm - 4K nativo / 60FPS
  • Portal Knights
  • Pure Chess
  • Resident Evil 7
  • RiME
  • Rocket League
  • Skyrim SE
  • Slime Rancher
  • SMITE - Native 4K/60FPS
  • SUPERHOT
  • Tekken 7
  • The Surge
  • Titanfall 2
  • Tom Clancy's Ghost Recon Wildlands
  • Warhammer: End Times - Vermintide
  • We Happy Few
  • Witcher 3
  • World of Tanks - 4K Nativo e outras melhorias

Entrevistado durante a E3 2017 logo após o anuncio e apresentação de A Way Out, o criador do jogo, Josef Fares, tem sido motivo de polêmi...

Entrevistado durante a E3 2017 logo após o anuncio e apresentação de A Way Out, o criador do jogo, Josef Fares, tem sido motivo de polêmica nestes últimos dias.

Isto porque o game designer não foi muito meigo com o PlayStation 4, comparando-o a um PC com 5 anos. Estas declarações surgiram em entrevista com o Engadget, onde ele explica que as pessoas têm tendência a super valorizar o desempenho técnico do console da Sony.
"Querem que vos diga a verdade? Esta máquina não é tão potente quanto vocês pensam. É como um PC velho de 5 anos. Se as consoles fossem tão poderosos quanto os PC atuais, vocês podia ver jogos muito diferentes. A grande maioria do trabalho dos produtores, é garantir que os jogos consigam ser executados nos consoles," disse Fares.










Apesar de Fare ter dado como exemplo o PS4, ele rapidamente acabou por falar das consolas de sala no geral, explicando que os preços continuam a ser interessantes e acessíveis a todas as bolsas.

Os organizadores da Gamescom anunciaram que Angela Merkel, a chanceler da Alemanha, vai abrir o evento deste ano, que terá início a 22 ...



Os organizadores da Gamescom anunciaram que Angela Merkel, a chanceler da Alemanha, vai abrir o evento deste ano, que terá início a 22 de Agosto em Colônia, a cidade que nos últimos anos tem acolhido a Gamescom.
a
"A visita da Dr. Merkel sublinha a importância da indústria dos videojogos para localização cultural, digital e de negócios da Alemanha. Seja na realidade virtual, na gamificação ou nas simulações 3D: as tecnologias dos jogos já têm um papel central na digitalização e na rede da economia e sociedade," disse Felix Falk, director da German Trade Association of Interactive Entertainment Software, que vai patrocinar a Gamescom.
"A Alemanha precisa de uma indústria de videojogos forte para também conseguir um lugar de liderança na economia da digitalização," acrescentou Felix Falk.
A Gamescom é o maior evento de videojogos do mundo. No ano passado foram registados 345 mil visitantes de 97 países. Para comparação, a E3 2017 registou 68 mil visitantes, e este ano teve a vantagem de contar com 15 mil pessoas adicionais graças à presença do público.

Há uma nova atualização de sistema para a PlayStation 4, embora não traga novas funcionalidades. De acordo com os detalhes oficiais, a ...

Há uma nova atualização de sistema para a PlayStation 4, embora não traga novas funcionalidades.
De acordo com os detalhes oficiais, a atualização 4.71 "melhora a qualidade do desempenho do sistema".



É a típica atualização de rotina, portanto, não fiques entusiasmando, se bem que na última atualização foram alterados alguns dos ícones do menu.

Resta esperar que futuras atualizações tragam novas funcionalidades e melhorias mais significativas.

Se és como nós, certamente que estás muito satisfeito com a notícia de estarem a trabalhar num Resident Evil 2 Remake. Tal como aconteceu n...

Se és como nós, certamente que estás muito satisfeito com a notícia de estarem a trabalhar num Resident Evil 2 Remake. Tal como aconteceu noutros remakes, este irá manter a essência do original mas apresentará várias mudanças, e uma delas será que os atores de voz que interpretaram Claire Redfield e Leon Keneddy desta vez não estarão presente.
A notícia foi revelada por Alyson Court, actriz encarregue de dar voz a Claire Redfield, num vídeo que publicou na sua conta do YouTube. Ela contou que o produtor de Resident Evil 2 Remake contactou com ela há aproximadamente um ano e meio para que regressasse ao seu papel. Pouco depois, duas empresas que se encarregam da localização e captura de movimentos contactaram-na para o mesmo.
 Publicidade 










Infelizmente em Março de 2016 a companhia que ganhou o contrato notificou a atriz que já não estavam interessados nos seus serviços, isto porque suspeitou-se que preferiram utilizar atores que não estavam sindicalizados.
"Gostaria imenso de ter feito porque sei que as pessoas me pedem e agradeço muito todo o vosso apoio. Agradeço-vos a todos pelos vossos comentários que fizeram à Capcom, mas infelizmente, até onde sei, eles decidiram utilizar actores que não estão sindicalizados," comentou a actriz.
Mais tarde Court esclareceu que a decisão da companhia que ganhou o contrato nada teve a ver com a greve dos actores de voz da SAG AFTRA, uma vez que a decisão foi tomada antes da greve.
Num outro vídeo Court referiu que se a Capcom tomou a decisão de não contratá-la porque decidiram tomar um novo caminho criativa, ela respeita a sua decisão, no entanto, se a razão foi só por utilizar actores não sindicalizados, acredita que se trata de uma falta de respeito, sobretudo para com os fãs.
TALVEZ POSSAS GOSTAR...
Matthew Mercer, ator que deu voz a Leon Kennedy, confirmou na sua conta do Twitter que também não irá estar presente neste projeto e que passou pela mesma situação de Court.
@matthewmercer did Capcom not recast you for the same reason they didn't cast Allyson Court, Because they are going non-union?
@caladbolx2002 Me thinks. Same experience as Allyson regarding this project.

O remake de Resident Evil 2 foi revelado em Agosto de 2015 e por enquanto não há muitas informações sobre o projeto.

A Sega voltou! (Na verdade, ela nunca foi embora, sempre lançando excelentes jogos). Os games lançados durante 30 anos pela amada criador...

A Sega voltou! (Na verdade, ela nunca foi embora, sempre lançando excelentes jogos). Os games lançados durante 30 anos pela amada criadora de Sonic, Alex Kidd e muitos outros para consoles como Master System, Mega Drive, Saturn e Dreamcast retornam de graça para celulares a partir desta quinta-feira (22) pelo selo Sega Forever. Recentemente, a Tectoy relançou o Mega Drive no Brasil -- e nós gostamos muito.

De acordo com a empresa, o Sega Forever vai trazer jogos novos e gratuitos para smartphones e tablets dos sistenas iOS e Android a cada 15 dias. Os títulos estão adaptados para as telas de alta definição dos aparelhos.
Uma grande curadoria foi feita ao lado da comunidade de fãs para saber quais games chegam ao serviço e a coleção de títulos será crescente. Inclusive, jogos do console SG-1000, que não chegaram ao Ocidente, serão lançados pelo Sega Forever.


Os seis jogos que chegam nessa quinta, todos com interface português, são:

  • Sonic The Hedgehog
  • Vectorman
  • Phantasy Star II
  • Altered Beast
  • Kid Chameleon
  • Sonic CD.


Todos de graça e com anúncios. Caso o jogador queira não ter mais propagandas, é necessário pagar US$ 2. Os games terão save na nuvem e local (na versão paga).

A Sega retrabalhou todos os jogos, que vem por meio tanto de emulação ou por port. Haverá ranking online de jogos para você ver quais dos seus amigos tem a melhor pontuação. Por enquanto, contudo, ele não será entre iOS e Android. Além disso, a empresa trabalhou na compatibilidade de controles para celular. Ainda, há melhorias nos controles virtuais, que aparecem na tela sensível ao toque.
IGN Brasil testou alguns dos jogos que funcionam muito bem, como os originais, tanto na tela quando no controle. O desempenho dos games também é muito bom, trazendo quase a mesma experiência do passado.
Por fim, todos os jogos dão acesso ao Sega Zine, um local que tem uma interface própria e que leva a conteúdos do jogo da época e atual. Assim, você vai ficar muito mais próximo dos seus jogos favoritos do passado.
“Acima de tudo, a coleção Sega Forever é uma celebração da nostalgia. É a maneira de dar aos fãs a oportunidade de se reconectar à experiências passadas e de compartilhá-las com familiares e amigos de forma acessível e conveniente,” explica Mike Evans, diretor de marketing da divisão de mobile da Sega no Ocidente.

Próximos passos

A cada 15 dias novos jogos serão lançados para o Sega Forever e a empresa afirma que há títulos já aprovados para serem lançados até 2021 e que tudo é possível de chegar aos smartphones. A comunidade e o sucesso dos lançamentos que vão mostrar os próximos passos.
Multiplayer online no caso de jogos para dois jogadores está sendo estudado, bem como rankings que unam usuários dos sistemas iOS e Android. Jogar os games em Apple TV e Android TV também está sendo trabalhado.
Os próximos jogos que serão lançados são: Revenge of the Shinobi, Phantasy Zone, Girls Garden (inédito no Ocidente), Vectorman e Jet Set Radio.

Na lista abaixo, faça o download grátis dos games:

Tal como tinham prometido, a Sony e a Naughty Dog apresentaram um novo vídeo de Uncharted: The Lost Legacy. Desta vez trata-se de gameplay ...

Tal como tinham prometido, a Sony e a Naughty Dog apresentaram um novo vídeo de Uncharted: The Lost Legacy. Desta vez trata-se de gameplay que o público da E3 2017 pôde ver no stand da PlayStation.
Numa entrada do PlayStation Blog, Scott Loew, encarregado de comunicações na Naughty Dog, explicou que este gameplay começa depois de Chloe e Nadine encontrarem uma pista importante para encontrar o Tush of Ganesh. Nele começam a explorar uma ruínas repletas de perigos e mistérios.
Infelizmente para as protagonistas, as coisas não são tão fáceis, já que no seu caminho encontram Asav, um dos vilões de The Lost Legacy. Nele não só verás alguns dos ambientes mais espetaculares que explorarás nesta expansão como também verás alguns dos desafios que Nadine e Chloe terão que enfrentar.










Uncharted: The Lost Legacy tem lançamento marcado para o dia 22 de Agosto no PlayStation 4.

A Sony retornou ao topo das listas do NPD Group, com o PlayStation 4 liderando as vendas de console durante o mês de maio nos Estados Unido...

A Sony retornou ao topo das listas do NPD Group, com o PlayStation 4 liderando as vendas de console durante o mês de maio nos Estados Unidos.

O Nintendo Switch, que foi a plataforma mais vendida em abril, foi creditado como o "catalisador primário para gastos em hardware" em relação à quantidade vendida de aparelhos como um todo no mesmo período do ano anterior.
No comunicado à imprensa, o NPD diz que "a base instalada combinada do PS4 e Xbox One" está maior do que a geração anterior de consoles "em 29%".
O jogo mais vendido de maio foi Injustice 2, seguido pelo vencedor do mês anterior, Mario Kart 8 Deluxe. Como de se esperar, o terceiro game mais vendido foi Grand Theft Auto V, lançado originalmente em 2013.
Veja abaixo os games mais vendidos de maio:
  1. Injustice 2
  2. Mario Kart 8
  3. Grand Theft Auto V
  4. The Legend of Zelda: Breath of the Wild
  5. Prey 2017
  6. Tom Clancy's Ghost Recon: Wildlands
  7. Fire Emblem Echoes: Shadow of Valentia
  8. NBA 2K17
  9. MLB 17: The Show
  10. Overwatch
Dos games do top 10, Mario Kart 8, Breath of the Wild, Prey, Fire Emblem e Overwatch não incluem dados de vendas digitais. De maneira geral, "rendimento em dólar de vendas de software caiu 20%" em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com o NPD, devido ao lançamento de Uncharted 4 e Doom.
Até o momento, os games mais vendidos de 2017 continuam sendo Ghost Recon: Wildlands e For Honor, sendo que Breath of the Wild ocupa a terceira posição da lista.

Quatro anos depois do lançamento no ocidente de Ni No Kuni: Wrath of the White Witch, a Level-5 tem um novo jogo da série em produção, co...

Quatro anos depois do lançamento no ocidente de Ni No Kuni: Wrath of the White Witch, a Level-5 tem um novo jogo da série em produção, com lançamento previsto para 10 de Novembro do corrente ano, para o PlayStation 4 e PC. Ni No Kuni II: Revenant Kingdom é uma aventura de role play dirigida por Akihiro Hino (o mesmo do original), com design das personagens entregue a Yoshiyuki Momose e música de Joe Hisaishi, autor de inúmeras e intemporais bandas sonoras criadas para o famoso Studio Ghibli.

Trata-se de uma espécie de "dream team" da Level-5 que volta a conjugar esforços, ainda que desta vez sem a colaboração do estúdio de animação japonesa na produção das cenas cinematográficas. Foi essa, aliás, uma das razões do sucesso da obra original. A intervenção do Studio Ghibli fez-se sentir nas cinematográficas e ainda na atmosfera do jogo, algo visível desde o primeiro instante. Apesar de ausente em Revenant Kingdom, os produtores mantiveram os traços e o design do jogo anterior, tornando quase imperceptível a alteração. Mais, com a presença de Joe Hisashi, a componente sonora mantém-se como primordial e volta a conquistar a atenção de quem mergulhe neste mundo.
Na E3 pudemos experimentar uma demonstração composta por duas partes autônomas: a primeira, uma batalha com Longfang, Lord of Flame. Trata-se de uma criatura de proporções colossais, capaz de golpes devastadores e um poder muito forte. Proporciona uma das batalhas mais intensas e exigentes. A segunda parte é composta por uma pequena "quest" ou "trial" designada por King's Cradle - Trial of Courage, na qual a personagem principal, Evan, deixando a base dos piratas parte para o King's Cradle, onde terá que demonstrar as sua vocação como monarca, enfrentando no final Thogg, uma espécie de gorila gigante, do género King Kong.
 Publicidade 
1
Evan, protagonista e o rei de Ding Dong Dell, despojado do seu trono.
Para lá de Evan, o verdadeiro rei de Ding Dong Dell que acaba despojado do trono e embarca numa aventura a fim de o recuperar, existem outras personagens importantes, como acontece com Otto Mausinger, a personagem que ocupa o trono de Evan. Aranella é uma personagem feminina que actuará como protectora de Evan, e Roland, um visitante de outro mundo. Outras personagens são Tani, membro dos piratas do ar e Batu, "the Cloud Snake", o líder dos "Sky Pirates". A estes juntam-se Ms. Martha and the Higleddies, pequenas criaturas algo similares aos Pikmin, na ajuda que prestam no combate, exploração, conferindo ainda habilidades especiais ao herói.
Entre os maus da fita está Pugnacius, a personagem que desenvolve os negócios dos casinos, no reino Goldpaw. A sorte é importante e todas as decisões relevantes são ditadas pelos dados. Depressa se torna numa personagem corrupta, servindo-se dos dados para que os habitantes paguem mais impostos. Evan acabará por enfrentar esta personagem e é nesse seguimento que tem lugar a primeira batalha, contra Longfang, uma criatura bastante hábil e um oponente difícil.
O sistema de combate compreende ataques à curta distância, vulgo golpes melee, através do triângulo e do quadrado. Lofty dará apoio e o que fazer. Os botões R1 e L1 servem, respectivamente para esquivar e defender. As habilidades especiais podem ser usadas depois de premirem o botão L2, abrindo um conjunto de soluções. Se entrarmos no raio de ação dos Higleddies o botão X possibilita mais um golpe. No fundo o herói comanda estas personagens e serve-se do seu posicionamento para obter mais habilidades.
2
Uma imagem do combate numa arena contra Thogg. Toda a acção decorre em tempo real.
Ambas as batalhas decorrem a bom ritmo e raramente nos sentimos em dificuldade por força de um equilíbrio na dificuldade. Eventualmente na versão final será um processo mais exigente, mas por enquanto o objectivo passa por dominar o essencial quando se entra no combate. Em termos visuais, Revenant Kingdom dá um passo em frente e melhora o aspecto das personagens, assim como das sequências cinematográficas, ainda que desta vez sem a assinatura da Ghibli. O design é particularmente estimulante e voltamos a encontrar traços únicos nas personagens. Ni No Kuni II Revenant Kingdom perfila-se como uma grande aventura a seguir com atenção no final do ano. Há muitos aspectos sobre a narrativa que ainda desconhecemos, mas parece estar a caminhar na direção certa, incrementando muito de bom que fazia o original, sempre com a assinatura da Level-5.

O sucesso do PlayStation 4 não passa despercebido para ninguém. O console da Sony mantém-se na liderança no que diz respeito às vendas e ...

O sucesso do PlayStation 4 não passa despercebido para ninguém. O console da Sony mantém-se na liderança no que diz respeito às vendas e há dias foi revelado que já foram vendidas mais de 60 milhões de unidades.
Numa entrevista com a Famitsu (via DualShockers), Atsushi Morita, presidente da Sony Interactive Entertainment Japan, contou que a estratégia em torno do console da Sony foi bem sucedido, representando um passo em frente na sua tentativa de atingir os níveis de vendas do lendário PlayStation 2.

Segundo aquilo que foi dito na entrevista, Atsushi Morita considera que o ano fiscal de 2016 (que terminou no mês de Março) no Japão foi um sucesso, uma vez que a companhia soube lidar adequadamente com o feedback recebido cuja a base se concentrava na falta de novos jogos para a PS4, algo que levou a companhia a trabalhar arduamente para lançar mais jogos no ano. Junto com isso, a estratégia de apoio ao PS4 incluiu o lançamento do PS4 Pro e uma redução de preço no modelo básico naquele país, o que permitiu que a console ficasse mais acessível.

Atsushi Morita revelou que durante o ano fiscal de 2016 o PlayStation 4 contou com 50 jogos que excederam a marca das 100 mil unidades vendidas no Japão, o dobro do que foi registado no ano fiscal anterior. O presidente da SIEJ considerou que conseguiram grandes vendas de hardware e agora de jogos, cumprindo com a segunda etapa do plano que pretende chegar ao nível de sucesso da PlayStation 2.

Detroit: Become Human foi uma das estrelas da Sony na E3 2017. O novo jogo de David Cage foi apresentado com um novo vídeo de gamepla...



Detroit: Become Human foi uma das estrelas da Sony na E3 2017. O novo jogo de David Cage foi apresentado com um novo vídeo de gameplay, mas não foi revelada uma data para o seu lançamento. Agora Cage revelou ao Gamespot que o seu projeto chegará no próximo ano à PlayStation 4.










A Quantic Dream anunciou Detroit: Become Human durante a Paris Games Week que se realizou em Outubro de 2015. Usando a demonstração técnica de Kara, o estúdio criador de Heavy Rain, conta-nos uma história com robôs que acreditam ser humanos e as implicações morais destes. O estúdio afirmou que este é o jogo mais complexo em que já trabalharam.
Detroit: Become Human leva-nos até à cidade norte-americana de Detroit num futuro próximo onde os androides fazem parte da vida quotidiana. São serviçais dos humanos até que rebenta uma rebelião que os leva a serem independentes. Iremos viver essa rebelião controlando os seus protagonistas.