News

BGS 2016: THE LAST GUARDIAN É UMA JORNADA SOBRE CONFIANÇA E EMPATIA

The Last Guardian é um dos jogos mais esperados da última década. Os fãs de ICO e Shadow of the Colossus aguardam pelo novo título de Fumit...

The Last Guardian é um dos jogos mais esperados da última década. Os fãs de ICO e Shadow of the Colossus aguardam pelo novo título de Fumito Ueda desde sua primeira aparição na E3 2009 e, durante a Brasil Game Show 2016, será possível assistir em primeira mão aos momentos iniciais do game.



Logo de início, o visitante da feira que quiser encarar a fila para ver a exibição de The Last Guardian vai ser apresentado a uma sequência de imagens de animais comuns, como um catálogo da fauna local. Passando de mamíferos a aves, figuras mitológicas começam a aparecer, como grifos e unicórnios, até chegar em Trico, a adorável criatura híbrida que é o "garoto propaganda" de The Last Guardian.

O jogador então vê o garoto que protagoniza o game acordando, cheio de tatuagens e marcas desconhecidas em seu corpo. Ao lado, está a gigante criatura, acorrentada. Para o menino, a existência de Trico era apenas uma lenda, e vê-lo em carne e osso com tanta proximidade é um choque.

Independente disso, o garoto vê que Trico está ferido e decide ajudá-lo, tirando as lanças e flechas presas em seu enorme corpo coberto por pelos e penas. Pouco a pouco, o menino ganha a simpatia da criatura, de modo que fica claro que a confiança e empatia são as principais temáticas que movem The Last Guardian.

Presos em um misterioso castelo em ruínas, Trico e o garoto desenvolvem, pouco a pouco, uma relação de afeto que vai exigir muita paciência do jogador. Para que a criatura faça o que você quer, será necessário uma barganha como acontece com animais de estimação comuns, geralmente envolvendo comida ou algum outro tipo de incentivo. Em determinadas situações, pode parecer que o jogo está "enrolando" ou que há uma demora de resposta entre o chamado de Trico e ele, de fato, tomar ação, mas se trata apenas de sua relutância animal natural, demonstrada por sua movimentação hesitante e questionadora.

Inclusive, seus instintos selvagens são uma peça chave na resolução de quebra-cabeças. Ao induzir Trico a realizar ações que normalmente faria independente da presença do garoto ou não, o jogador progride e aprende a usar o comportamento natural do animal em seu favor. Da mesma maneira, a criatura necessita do menino para abrir passagens e para, no fim das contas, escapar do local. Ou seja, há uma grande camaradagem entre ambos.

Todas estas coisas você poderá ver na exibição a portas fechadas de The Last Guardian na BGS 2016, que acontece no estande do PlayStation.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...