News

Final Fantasy 16 poderá não ser um RPG de ação

Shinji Hashimoto, produtor e gestor da marca Final Fantasy, falou durante o evento Lucca Comics and Games 2016 sobre o futuro da série, par...

Shinji Hashimoto, produtor e gestor da marca Final Fantasy, falou durante o evento Lucca Comics and Games 2016 sobre o futuro da série, para além do próximo Kingdom Hearts HD II.8 Prologue.

Hashimoto contou que a data de lançamento de Final Fantasy XII: The Zodiac Age ainda não está decidida no entanto esperam que o jogo seja lançado o mais rápido possível para coincidir com o décimo aniversário do original que foi lançado na PlayStation 2.

A data de lançamento de Final Fantasy XII: The Zodiac Age ainda não está decidida.
O produtor da Square Enix mencionou também que não haverá um Kingdom Hearts 2.9 e comentou que a longevidade do novo conteúdo Kingdom Hearts 0.2: Birth By Sleep - A Fragmentary Passage dependerá da forma como o joguemos.

Já em relação a Final Fantasy VII Remake, a Square Enix está a trabalhar no jogo mas os fãs ainda vão ter de aguardar um pouco até receberem novas informações. Rumores indicam que este remake será lançado já no próximo ano, mas ainda nada foi anunciado oficialmente.

Hashimoto referiu que ele e a sua equipe adoraram os personagens Tidus e Yuna, mas Final Fantasy X-3 não está na ordem do dia, os produtores principais estão envolvido noutros projetos, como é o caso de Kitase e Nomura que estão a trabalhar em Final Fantasy VII Remake e Kingdom Hearts III.


Ele mencionou também que apesar de Final Fantasy XIII ter sido composto por três jogos que obtiveram resultados diferentes, Lightning, a protagonista do jogo, ainda é muito popular por entre os fãs e que estão a pensar numa forma dela voltar a ser a protagonista de um novo jogo.

Lightning continua a ser muito popular.

Por fim, Hashimoto acrescentou que mesmo que Final Fantasy XV tenha sucesso isso não significa que os próximos jogos terão que ter necessariamente a mesma visão, estética e jogabilidade. Só o produtor de Final Fantasy XVI é que vai decidir o que fazer, por isso, poderá não ser um RPG voltado para a ação.

Final Fantasy XVI poderá não ter a mesma estética moderna.


"É certo que Final Fantasy XV tem uma estética moderna, mas dado que valorizamos cada jogo numerado desde raiz, não sabemos se esse será o caso do próximo jogo. Às vezes a direção muda conforme a opinião do diretor, como quando passamos de Final Fantasy VIII para o IX. Não tem que ser sempre um RPG de ação," concluiu Hasjimoto.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...