News

A Scorpio simplificada: explicamos a tecnologia no novo Xbox

Rich Leadbetter do Digital Foundry viajou até à sede da Microsoft em Redmond para um olhar exclusivo à tecnologia no novo console Xb...



Rich Leadbetter do Digital Foundry viajou até à sede da Microsoft em Redmond para um olhar exclusivo à tecnologia no novo console Xbox, chamada Project Scorpio por enquanto. Podes ler tudo no seu artigo e ainda uma perspectiva sobre como a Scorpio vai gerir a retro-compatibilidade.

Mas se não tiveres tanto conhecimento de tecnologia quanto o habitual leitora da Digital Foundry, poderás ficar a pensar no que tudo isto significa. Continua a ler - estamos aqui para ti.
Como se chama? Quando sai? Qual o seu aspecto? Quanto custa?
Não nos disseram ou não podemos dizer. Desculpa. Foi uma revelação da tecnologia. Provavelmente esses detalhes serão apresentados na E3. Mas prometemos que existem coisas boas aqui.
Vá lá, dá-me uma pista!
O formato da console vai-te surpreender pelo lado positivo. Quanto ao custo, a Microsoft não disse nada - mas olhando para o que está dentro dela, não será barata. Acreditamos, e isto é o nosso pensamento, que custará U$ 449, o mesmo preço de lançamento da Xbox One original.
Então, o que descobriram?
A Microsoft deu-nos todas as especificações da máquina. O processador central (CPU) tem 8 núcleos x86 que correm a 2.3GHz. O processador gráfico (GPU) tem 40 unidades computacionais personalizadas que correm a 1172MHz - uma velocidade muito alta para uma consola - e consegue os 6-teraflops prometidos pela Microsoft. Existe 12GB de RAM GDDR5, com uma largura de banda de 326GB/s para a memória. Contém um disco rígido 2.5 de 1TB mais rápido e uma drive Blu-ray UHD. Tal como a Xbox One S, tem uma fonte de alimentação integrada, logo não existe o tijolo externo. Em termos de entradas/saídas, é idêntica à Xbox One S (não tem entrada Kinect, mas mantém a HDMI).
Não entendi nada disso.
Ok, a CPU é 30% mais rápida que a da Xbox One S. A GPU é 4.6x mais poderosa que a da Xbox One S. O que interessa quase tanto quanto isso é a enorme quantidade de memória muito rápida que está disponível. Mesmo com 4GB reservados para o sistema, os jogos acedem a 8GB, um aumento sobre os 5GB da memória mais lenta da Xbox One. Isso significa streaming rápido de arte com qualidade muito alta, que ajudará muito nas resoluções 4K que a Microsoft quer alcançar.
É tão poderosa quanto disseram que seria? Tão poderosa quanto todos esperavam?
Basicamente, sim. Alguns esperavam ver tecnologia CPU de nova geração, mas isso sempre foi muito improvável, tendo em conta que a Microsoft obrigou a compatibilidade com todos os jogos existentes da Xbox One. Pelo lado da CPU, o que temos é uma evolução mais modesta da unidade Xbox One. Mas a GPU é uma besta. Muito, muito rápida.
 Publicidade 










Mais poderosa do que a PlayStation 4 Pro?
Sim. A máquina da Sony é muito inteligente e produz grandes resultados nas mãos certas - e como sempre, a qualidade dos resultados finais depende do quão bem o software corre, e não no apresentar de números. Mas no que diz respeito aos números, a Scorpio bate a PS4 Pro. Será mais cara também. É uma máquina com especificações superiores, até na drive óptica que lê o novo formato UHD Blu-ray (que ninguém compra). A Microsoft usa a palavra "premium" e sabes o que isso significa: $$$.
Viste algum jogo a correr nela?
Sim. Bem, uma demo ForzaTech, um teste baseado no motor de Forza MotorSport 6, a correr com o máximo de carros numa pista com clima dinâmico e todos os mimos activados.
Como se portou?
Espantosamente. Com as mesmas definições gráficas da Xbox One, a demo corria a 4K e a perfeitos 60 fotogramas por segundo. Para a Xbox One fazer isto numa resolução HD padrão de 1080p é usado cerca de 90% do poder dessa consola. A Scorpio penas usava 60/70% dos seus recursos para correr esta demo. As definições gráficas foram depois aumentadas para o equivalente da definição ultra de Forza MotorSport Apex para PC, e a Scorpio correu a demo na boa.
Isso significa...
Em perspectiva, a Scorpio tem poder suficiente para correr jogos Xbox One a 4K com o mesmo rácio de fotogramas - tem poder de sobra para melhorar ainda mais, com bens gráficos de maior qualidade, rácios de fotogramas mais suaves, e mais.
Qual o senão?
A Microsoft não escolheu o motor Forza para a demo por acidente. É um dos motores mais bem optimizados e com melhor performance na atualidade. Resultados noutros motores de jogo podem variar.










Não tenho uma TV 4K e duvido que vá comprar uma tão cedo. Porque é que me devo importar?
A Microsoft assegurou que (ao contrário da PS4 Pro) todos os modos Scorpio para os jogos devem estar disponíveis independente do ecrã que usas. Mesmo que tenhas uma TV 1080p, serás capaz de escolher entre modos de performance para o jogo correr melhor ou modos de resolução que aplicam "supersample" à imagem 4K convertendo-a para o teu ecrã 1080p, o que deve dar-te uma qualidade de imagem soberba - basicamente, fantasticamente suave e linda. É como ter a melhor solução anti-aliasing.
Hmm, talvez...
Ok, e que tal isto: A Scorpio vai correr melhor todos os jogos Xbox One, quer recebam uma atualização com modos 4K/Scorpio melhorados ou não. Ao invés de correr numa Xbox One emulada, correrão com todo o podes da Scorpio desbloqueado, o que na maioria dos casos deve significa: rácios de fotogramas mais estáveis que alcançam o alvo com mais frequência; sem screen-tearing; resolução máxima possível a todo o tempo; texturas com melhor aspecto; tempos de carregamento mais curtos, graças ao disco rígido melhorado e os 3GB de RAM adicionais.
Parece-me bem. E a retro-compatibilidade com os jogos Xbox 360? Algumas vantagens?
Sim, tudo o que foi referido em cima. E vale a pena dizer que nada disto foi fácil para a Microsoft. Existe um compromisso impressionante para que o máximo de jogos Xbox One corram o melhor do que nunca na Scorpio.
Então, o que achas?
Apenas vimos uma demo a correr na máquina - e voltamos a repetir, o software é tudo - ficamos impressionados. A máquina é uma bela peça de engenharia, como o sistema de arrefecimento por vapor que manterá fresco aquele monstruoso processador gráfico. É uma grande partida em relação à Xbox One, Kinect e TVTVTV. Relembra-nos a Xbox original e a Xbox 360 - isto é a Microsoft a apostar os seus consideráveis recursos de engenharia para criar a melhor máquina possível para jogar videojogos. A Xbox está de volta.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...