News

Google pode estar trabalhando em um videogame próprio

Um documento divulgado pelo The Information afirma que a Google está trabalhando em um serviço de transmissão de jogos por meio de assinatu...

Um documento divulgado pelo The Information afirma que a Google está trabalhando em um serviço de transmissão de jogos por meio de assinatura, a ser implementado nos dispositivos Chromecast, e em um console totalmente novo desenvolvido por ela própria.

Até então intitulado de Yeti, o serviço funcionaria de forma semelhante ao PlaySation Now, em que os usuários precisam assinar e pagar um plano mensal, trimestral ou anual para ter acesso a uma coleção de jogos que devem rodar em um dispositivo remoto e transmitido pela internet.
O relatório também informa que a versão inicial da plataforma foi projetada para funcionar em um Chromecast, o que levanta dúvidas sobre como o recurso trabalharia com um controle de videogame. No entanto, este dilema pode estar relacionado com o boato recente de que a Google esteve flertando com o desenvolvimento de um console próprio.
O suposto projeto estaria sendo liderado por dois executivos de hardware da Google: o vice-presidente de gerenciamento de produtos Mario Queiroz, e o vice-presidente de engenharia Majd Bakar.
Se a empresa realmente pretende lançar um videogame, o seu serviço de streaming de jogos, no entanto, eliminaria a necessidade de se adquirir um hardware só para jogar, já que todo o processamento do game é feito via nuvem. Por tabela, isso colocaria o usuário em uma posição onde seria necessário um maior investimento em serviços de conectividade e provedor, pois o ideal é que tudo fosse transmitido pela internet com uma janela de atraso mínima.
Ainda de acordo com o relatório, este novo serviço estaria sendo desenvolvido há dois anos e a Google estaria considerando lançá-lo no fim de 2018, mas, por algum motivo, o projeto foi adiado.
De toda forma, a gigante de buscas teria contratado Phil Harrison, que trabalhou com a Sony e posteriormente com a Microsoft nas divisões de seus respectivos consoles, o que só corrobora com as especulações de que um novo hardware pode, de fato, estar a caminho.
Fonte: Ars Technica

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...