News

Final Fantasy estava morrendo e já tinha atingido o seu pico

Hajime Tabata aterrou no papel de diretor de Final Fantasy XV em 2012 e durante estes anos a marca voltou a despertar o interesse da pa...


Hajime Tabata aterrou no papel de diretor de Final Fantasy XV em 2012 e durante estes anos a marca voltou a despertar o interesse da parte de muitos fãs.

Quando Tabata foi nomeado para o cargo ele decidiu fazer uma análise sobre o estado da marca Final Fantasy no Japão. Os resultados dessa análise não foram muito animadores uma vez que a franquia era considerada como "uma IP a morrer que já tinha atingido o seu pico".

"A situação mais grave foi quando comecei a trabalhar em Final Fantasy XV não ver um aumento de novos fãs da franquia," disse Tabata em entrevista com a revista Game Informer.

"A imagem da marca Final Fantasy não estava clara. A realidade não estava a nosso favor. Era ainda mais grave e sério do que inicialmente pensávamos. Após a nossa análise, ficamos com a impressão de que Final Fantasy estava a morrer. Percebi que os fãs estavam decepcionados, mas ainda tenho esperança no futuro."

Tabata revelou então as três características que ele acredita serem fundamentais num Final Fantasy: Vontade de mudar o status quo; uma experiência incrível e fora do comum; e tecnologia de ponta capaz de explorar o hardware por completo.

Segundo ele, o último jogo a conseguir ter estas três características foi Final Fantasy VII, e espera conseguir isso com Final Fantasy XV.

"Qualquer Final Fantasy lançado após Final Fantasy VII carece de uma ou outra característica," explicou Tabata. "Mas o que os fãs de Final Fantasy mais desejam é um novo jogo que abranja todos esses elementos, e esse é o nosso objectivo com Final Fantasy XV".

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...