News

Analise: Horizon Zero Dawn

Horizon Zero Dawn é o novo game de aventura exclusivo para PS4. Com gráficos incríveis, um mapa aberto gigantesco e um enredo que prende...


Horizon Zero Dawn é o novo game de aventura exclusivo para PS4. Com gráficos incríveis, um mapa aberto gigantesco e um enredo que prende a atenção, o título se destaca como uma das melhores opções para o console da Sony. Confira o nosso review completo do jogo:

Horizon Zero Dawn mantém visual e boa jogabilidade na E3 2016


A jornada de Aloy

O jogo se passa num futuro muito distante onde o planeta Terra, agora, vive sob o domínio de uma espécie de "criaturas jurássicas robóticas". No game, você assume o controle de Aloy, uma jovem que, quando criança foi abandonada por seus pais e acabou sendo criada por exilados da tribo Nora. 


Confira o review de Horizon Zero Dawn:

Ao longo do jogo, você embarca em uma jornada que conta a história da personagem, desde os mistérios envolvendo seu nascimento, até a sua evolução como guerreira. Em meio a isso, há uma serie de reviravoltas que tornam o roteiro incrivelmente envolvente.

Também há a possibilidade de moldar a personalidade de Aloy de acordo com o rumo dos diálogos. Em outras palavras, suas respostas fazem com que a personagem seja uma figura mais amistosa ou até mesmo mais firme em suas atitudes. Pena que isso não leva a uma boa quantidade de finais diferentes. 


Visual de cair o queixo


Horizon Zero Dawn se destaca por ser um dos games com os gráficos mais encantadores dessa atual geração. O trabalho feito pela produtora Guerrilla Games consegue imergir o jogador de uma forma nunca antes vista, tanto nas suas diversas animações quanto no gameplay.

Os cenários impressionam pela riqueza de detalhes. Tanto a vegetação quanto o relevo do jogo possuem características de cada região do mapa. Em outras palavras, em ambientes mais frios há um determinado tipo de espécies, enquanto em partes mais quentes é tudo bem diferente. 

Com os personagens, o excelente trabalho foi mantido. Tanto nas animações, que conseguem expressar o sentimento das cenas, quanto no jogo rolando, com detalhes como tatuagens, cicatrizes, vestimentas etc. As criaturas também possuem um cuidado especial. É fácil diferenciar cada uma delas por suas características, tamanho e movimentação. 

Pena que a dublagem do game em português deixe um pouco a desejar. Nos personagens principais houve um cuidado especial com entonação e até mesmo o encaixe dos diálogos. Já nos coadjuvantes, é possível notar uma falta de cuidado, seja para expressar os sentimentos que a cena exige, ou na hora de encaixar uma fala no movimento da animação.


Combates com alguns problemas

O sistema de combate de Horizon Zero Dawn deixa a desejar. Quando armas como arco e flecha ou metralhadoras são utilizadas, o sistema de mira funciona muito bem. Além disso, algumas habilidades ajudam, como as que criam uma espécie de câmera lenta para que Aloy execute um disparo mais preciso. 

Já o sistema de combate direto, com a utilização de sua lança é falho. Isso porque a câmera do jogo atrapalha bastante as ações, seja na hora de desviar dos ataques dos oponentes ou para encontrá-los e efetuar um contra golpe. 

A sensação é de que faltam elementos nesse sistema, como uma opção de fixar a mira em um determinado alvo ou inimigo. Isso facilitaria bastante, principalmente na hora de realizar as acrobacias para fugir dos ataques de seus adversários sem perde-los de vista.


Evoluindo suas habilidades e construindo seus itens


Outro ponto que merece destaque no game é o sistema de evolução de habilidades. Eles são essenciais para obter sucesso no jogo, já que boa parte dessas habilidades são vitais para os confrontos, como, por exemplo, ampliar o armazenamento de itens.

Para conquistar novas habilidades é preciso acumular pontos de experiência, que são adquiridos com ações no jogo. Eliminando criaturas ou cumprindo objetivos, você acumula XP para passar de nível e desbloquear novas habilidades. Isso faz com que a vida útil do game seja ampliada, instigando o jogador a evoluir antes de prosseguir nos objetivos principais. 

Também há formas de melhorar seu equipamento ao longo do jogo ou até mesmo criar. Para isso, é preciso acumular itens, desde plantas específicas até sucatas de criaturas robóticas derrotadas.


Conclusão Nota 9.5

Horizon Zero Dawn é mais um título exclusivo do PS4 que justifica a compra do console. Com um visual incrivelmente detalhado e um enredo repleto de reviravoltas que prende o jogador em longos diálogos, os problemas de jogabilidade não comprometem o resultado final dessa obra prima que tem tudo para ser a nova galinha dos ovos de ouro da Sony. 

  • Gráficos 10
  • Jogabilidade 8,5
  • Diversão 9
  • Som 9

Prós
  • Trama envolvente
  • Gráficos encantadores
  • Sistema de evolução
  • Personagem carismática

Contras
  • Jogabilidade problemática
  • Dublagem decepciona

18 comentários:

  1. O game está absolutamente lindo nas duas versões do PS4. Guerrilla fez um trabalho excelente em otimização.

    ResponderExcluir
  2. Posso te garantir que a versão do ps4 normal tá linda demais, é o jogo mais bonito já lançado para o ps4 até agora na minha opinião merece 10, a jogabilidade até agora está meio estranha para mim, deveriam de fator ter chamado a dublagem de The Last Of Us para ser fenomenal!

    ResponderExcluir
  3. O game é nota 10, quanto ao sistema de trava de mira, discordo deste ser um ponto fraco que afeta na jogabilidade. Na real é impossível qualquer pessoa travar alvos para atacar, a jogabilidade do game é excelente e é preciso saber utilizar o ambiente a seu favor para ter vantagem em ataques diretos ou eliminações em modo stealth.
    A Aloy possui habilidades poderosas como as que fazem a ação correr em camera lenta enquanto a mesma trava a mira com o arco, tb é possivel fazer slide, pular, disparar flechar equilibrando-se em cordas ou em montarias. Já dei spoilers demais lol

    No mais, to curtindo muito jogar como o Alex kkkkkk cara ainda vou te mandar a peruca da Aloy pra ver um cosplay seu da personagem kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nota: O game adotou alguns elementos do sistema de combate visto em Metal Gear Solid V: The Phanton Pain. Além da movimentação em modo Stealth, os que se lembram do combate contra o Sahelanthropus que era preciso destruir os tubos de energia para abater o Metal Gear.

      Em Horizon Zero Dawn é preciso destruir os tubos de energia das criaturas cibernéticas para abatê-los.

      Quanto ao uso do machado, só utilizo ele para ataques silenciosos no modo stealth, eliminações furtivas dão mais experiência. Limpar uma área em modo stealth tbm dá muita experiência. Agora para obter o mesmo tanto de exp em combates diretos é preciso destreza e velocidade para eliminar vários inimigos seguidos, o uso das habilidades extras e armadilhas tbm ajudam muito.

      Comecei no modo normal, mas vou iniciar um novo jogo no nivel hard. O modo normal esta muito fácil...

      Excluir
  4. Não estou jogando a versão pt-br, a minha esta em inglês e consigo entender perfeitamente as falas e os objetivos de cada missão.
    Em outro post comentei da carência de profissionalismo na tradução e dublagem pt-br e, como isso pode colaborar para arruinar a experiência de jogo assim como sua nota final. Esta inclusão das "gírias nacionais" são um dos pontos fraquíssimos do trabalho que as equipes de tradução e dublagem adicionam nos jogos outro são dubladores com vozes que não se encaixam nas personagens, alguém se lembra de um npc masculino com dublagem de uma mulher, em Rise of Tomb Raider em pt-br? lol

    ResponderExcluir
  5. É preciso ser Magaiver para bolar estratégias para derrotar uma horda de bots ou os chefões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim é preciso improvisar e dar preferência em infiltrações e eliminações furtivas. O game absorveu perfeitamente estilo de jogo de MGS V The Phantom Pain.
      Há time trials de deixar os cabelos em pé, que você precisa mostrar toda sua habilidade para completar os objetivos em tempo recorde e garantir alguns itens extras.
      Hoje completei a primeira dungeon e dominei 5 bases inimigas. Uma delas no lvl 12 é fácil mas requer o Perfect Stealth ao estilo MGS V e agilidade na pontaria para detonar a horda de inimigos.

      Volto a reafirmar, é o melhor game de mundo aberto no mercado, jogo do ano, o game tem todos os elementos que sempre sentimos falta nos demais games do gênero.

      Excluir
  6. Já estou ficando animada depois de todos os comentários de vocês.

    ResponderExcluir
  7. O Alex deu nota baixa pro Horizon porque o Luiz fica zuando ele pra que faça cosplay de Aloy.

    Tb quero ver esse cosplay :p

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se vê isso é porque ele já fez o cosplay. Isso é certeza

      Excluir
    2. Alex, espero que vc não esteja irritado com esta brincadeira de cosplay da Aloy. Posso parar se isto é incomodo.
      Às vezes brinco contigo porque seu jeito é engraçado, além de sempre vc levar na esportiva então tanto faz cara, no mais não ligaria em fazer cosplay da Aloy pois isto não me faria menos homem, além do mais o traje da personagem é bem masculino.
      Independente disto respeito sua pessoa e aprecio muito seu trabalho.

      Excluir
  8. Respostas
    1. Blz pois pra fazer a Aloy é fácil, basta colar uma vassoura na careca e pronto agora se vc quiser fazer o cosplay do velho barbudo basta usar superbomder pra colar uma peteca na careca e um espanador no queixo ai irá ficar igualzinho. kkkkkk

      Excluir
  9. Após 6 dias de jogo, minha nota pro Horizon será reduzida para 9,5 por conta de um ponto fraco do game.

    No jogo a Aloy pode caçar animais silvestres e coletar a carne, pele, ossos, etc...ela faz uso destes itens para trocar por peças ou equipamentos com os comerciantes ou craftar atualizações para os equipamentos, bombas e munição. Só que a Aloy não é capaz de se alimentar com a carne coletada, nas vezes que ela perdia life tentir ir no inventário pra fazê-la comer a carne para ver se ela tbm recuperava o life por meio de comida, ledo engano pois nem nos acampamentos ela se alimenta e a carne acaba sendo utilizada apenas como moeda de troca. E este é um ponto fraco, porque sendo um game de sobrevivência, a fome tbm deveria ser outro quesito essencial para dar mais realismo ao jogo.
    Não sei se a comida é essencial no modo hard e very hard pois ainda não completei o game no modo normal. Mas caso não exista isto ja é mal pro game, pois a existência de uma barra de comida afetaria diretamente nas reações da Aloy, por exemplo, com fome as reações seriam mais lentas, e algumas habilidades ficariam inutilizadas, até a Aloy se alimentar. Isto deixaria o gamer mais atento ao estado de saúde da personagem, e isto tbm forçaria o gamer a formular estratégias para invadir uma base inimiga ou explorar uma dungeon. O game ficaria mais dificil porém mais emocionante.

    ResponderExcluir
  10. Em outros sites há fanboys fazendo uma série de comparações ridículas, pondo Horizon contra GTA V, MGS V, RDR 2(nem foi lançado), e o novo Zelda. Aceito comparações do tipo "o game adota mecânicas ou estilo de jogo de título 'x' e 'y'" mas não aquelas absurdas que vem o bando de fanboys menosprezando um game e elevando outro.

    O que este povo não sabe ou fazem vista grossa, é que o desenvolvimento de Horizon iniciou-se logo após a equipe da Guerrilla finalizar os trabalhos em Killzone Shadow Fall.

    O game trás o estilo de jogo em mundo aberto que mais aprecio, exploração, infiltração, sobrevivência, furtividade e ação intensa. É o game mais divertido para o PS4, atualmente, mesmo para um título em modo offline.

    No jogo é impossível utilizar a mesma estratégia para todos os inimigos, cada qual possui uma estratégia específica e é essencial explorar a fraqueza de cada inimigo escolhendo a arma e armadilha ideais para abater cada um.

    ResponderExcluir
  11. Platinei o game e estou satisfeito muito satisfeito com tudo que este jogo ofereceu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara a platina do game é bem simples, é possível desbloquear na primeira campanha. Pra começar não há riscos de perder a acquisição de certos troféus.
      Independente de sua escolha entre zerar o modo história e depois fazer tudo que resta ou fazer tudo que esta a disposição e depois encerrar o modo história, se consegue desbloquear todos os troféus. Fica a seu critério. Eu particularmente prefiro, explorar todo o mapa, todas as dungeons, obter todos os colecionáveis, concluir todas as challenges, concluir as time trials, obter os equipamentos finais(cor roxa) para a Aloy, até ai você estará entre os levels 25-35, depois basta fazer os troféus que faltam, sidequests, dominar todos os acampamentos dos bandidos, destuir cada inimigo do jogo, até completar a história. Se fazer tudo certo tendo completado todos os objetivos do jogo, você estará muito proximo da platina com mais de 90% dos troféus desbloqueados, so irá restar a ultima missão do modo história, termine ela e a platina é sua.
      Não há trofeus de modo de dificuldade, então o gamer mais casual pode conseguir a platina no modo easy ou normal, mas não recomendo estes modos, de preferência o modo hard mas recomendo o very hard, pois estes modos são a essência do jogo, tal qual foi o modo punitivo em The Last of Us.

      Excluir

Nos deixe saber sua opinião...