News

CD Projekt justifica a perspectiva na primeira pessoa em Cyberpunk 2077

Um dos debates mais acessos que surgiu depois da revelação de Cyberpunk 2077 na E3 2018 foi se a CD Projekt tomou a decisão acertada em esc...

Um dos debates mais acessos que surgiu depois da revelação de Cyberpunk 2077 na E3 2018 foi se a CD Projekt tomou a decisão acertada em escolher a perspectiva na primeira pessoa.

Habituados a The Witcher 3, que tinha uma perspectiva na terceira pessoa, muitos fãs do estúdio polaco mostraram-se desiludidos com a decisão para Cyberpunk 2077. Alguns chegaram mesmo a dizer que tinham perdido o interesse no jogo por causa desta decisão.
Para ajudar a perceber a decisão da CD Projekt, a conta do Twitter Cyberpunk 2077 ES compilou todas as declarações dos membros da equipa relacionadas com a escolha da perspectiva na primeira pessoa. A conta não é oficial, mas fez um trabalho notável em reunir as informações.
Mike Pondsmith, o criador de Cyberpunk, explica que na primeira pessoa tens uma visão a 360 graus e que estás completamente imerso na acção, no entanto, Stanisiaw Swiecicki, guionista, acrescenta que o jogo é um RPG na primeira pessoa, e não um FPS.
Kyle Rowler, diretor adjunto de design, realça o mesmo, dizendo que vão ter armas de fogo no jogo, mas que Cyberpunk 2077 é primeiramente um RPG. Todo o jogo foi desenhado para o jogador entrar na pele da personagem, desde a jogabilidade aos níveis.
Mile Tost, designer de cenários, diz que a decisão não foi fácil, mas que o estúdio percebeu que o jogo funciona melhor nesta perspectiva, desde os diálogos a cenas como duplo salto e correr pelas parede. O mesmo também refere que na demo mostrada é feito um implante ocular na personagem e que tem impacto no HUD, algo que não seria possível na terceira pessoa.
Confere todas as respostas da equipa de Cyberpunk 2077 em relação à perspectiva na primeira pessoa.

6 comentários:

  1. Acho que chamar as pessoas que não querem mais um jogo em primeira pessoa de mesquinhas, é meio que exagerado.

    Tudo bem, eles tem o direito de fazerem o jogo conforme a visão deles. Porém, por mais que eu realmente adore o tema Cyberpunk, vou ignorar o jogo, apenas por ser em primeira pessoa. São poucos os jogos no gênero, que consigo jogar.

    Seria legal dar a possibilidade do jogador escolher como jogar

    ResponderExcluir
  2. Também não consigo jogar. Não é uma questão de gosto e sim um problema pessoal, fico tonto com jogos em primeira pessoa.

    ResponderExcluir
  3. Quem prefere 3a pessoa vai continuar preferindo. Quem ver um vídeo em 1a, vai pensar o quanto o jogo seria melhor em 3a. Simplesmente, a produtora poderia fazer o jogo com os 2 modos, assim como fallout, ou gta. Ou ainda, poderia alternar para um modo 3anos momentos de ação e 1a nos momentos de interação/exploração de ambientes. É plausível que todos esperassem apenas um the witcher futurista, por isso a frustração de muitos.

    ResponderExcluir
  4. Perdi o interesse pelo jogo, no momento que descobri que ele seria em primeira pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O uso do VR poderia ser uma variante e o game contar com modo em 3ª para os que jogarem sem o acessório e 1ª para os que utilizarem o acessório.
      A Cyberpunk irá sentir no bolso o peso do deboche sobre os gamers que demonstraram insatisfação pelo game ser em 1ª pessoa.

      Excluir
  5. infelizmente não tenho interesse em jogos em primeira pessoa passo mal. vai ser um jogo muito bom pra quem curte o estilo e nao pra geral tipo the wicher!

    ResponderExcluir

Nos deixe saber sua opinião...