News

Death Stranding poderá receber trailer em breve

Death Stranding é o próximo jogo do genial Hideo Kojima e poderá receber um trailer em breve. Ver imagem no Twitter 小...


Death Stranding é o próximo jogo do genial Hideo Kojima e poderá receber um trailer em breve.



Tal como é habitual enquanto desenvolve os seus jogos, Kojima está constantemente a brincar com as expectativas dos seus fãs e a partilhar possíveis pistas para o que está a preparar.
No que diz respeito ao iminente lançamento de trailers, isso é ainda mais perceptível e Kojima adora mostrar imagens que o sugerem, mas sem o confirmar totalmente.
Como seria de esperar, é algo que continua a fazer com o misterioso Death Stranding.
Através do Twitter, Kojima partilhou uma imagem onde podes ver o logo do jogo num vídeo que está a ser editado, o que desde logo deixou a comunidade ansioso pela chegada de um novo trailer.
Kojima não confirmou quando apresentará o novo trailer de Death Stranding e se teremos de esperar pela E3 2019 para o ver, mas agora ficamos altamente entusiasmados com a possibilidade.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Days Gone entra para o primeiro lugar de vendas do top britânico

Days Gone é o mais recente exclusivo da PS4 a chegar às lojas e parece que o jogo está a ser bem recebido pelo público britânico - pelo men...

Days Gone é o mais recente exclusivo da PS4 a chegar às lojas e parece que o jogo está a ser bem recebido pelo público britânico - pelo menos, isso é o que as vendas do título indicam.

O título de zombies é agora a maior estreia em formato físico do ano no Reino Unido, batendo outros títulos como Resident Evil 2, Far Cry: New Dawn e The Division 2.
Apesar de tudo, as vendas iniciais deste novo exclusivo ficaram atrás de outros jogos da Playstation 4 como God of War e Spider-Man - no entanto, tendo em conta que esta é uma nova propriedade intelectual da Sony, trata-se de um bom começo para Days Gone.
Podes ver a lista dos jogos mais vendidos no Reino Unido logo abaixo - para além de Days Gone, é importante ressalvar que Mortal Kombat 11 entrou para o segundo lugar da tabela.
  1. Days Gone
  2. Mortal Kombat 11
  3. FIFA 19
  4. Red Dead Redemption 2
  5. The Division 2
  6. Mario Kart 8 Deluxe
  7. Sekiro
  8. Forza Horizon 4
  9. New Super Mario Bros. U Deluxe
  10. World War Z

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

PLAYSTATION 4 ULTRAPASSA MARCA DE 96 MILHÕES DE UNIDADES VENDIDAS

Um  novo relatório da Sony  aponta que o PlayStation 4 já teve 96,8 milhões de unidades enviadas às lojas -- o que não necessariamente sign...

Um novo relatório da Sony aponta que o PlayStation 4 já teve 96,8 milhões de unidades enviadas às lojas -- o que não necessariamente significa que esse número total foi vendido ao público.

No último trimestre, 2,6 milhões de PS4 foram vendidos, totalizando 17,8 milhões de consoles distribuídos pelo mundo durante o ano fiscal de 2018. Esse número possui 1,2 milhões de unidades a menos, se comparado a 2017. Apesar da queda, o número está levemente acima da previsão da Sony, que era de 17,5 milhões.
 
Leia mais: PS5 não será lançado antes de abril de 2020
Outro dado interessante revelado pelo relatório mostra que a PlayStation Plus conta com 36,4 milhões de membros, conforme apurado em 31 de março deste ano. Nesse caso, houve um aumento de 2,2 milhões de inscritos em relação ao ano fiscal passado.
Nos próximos 12 meses, a Sony espera vender mais 16 milhões de unidades de PS4. Caso isso aconteça, será o terceiro console da "família PlayStation" a ultrapassar a marca de 100 milhões de unidades vendidas -- antes, somente o PlayStation (102,4 milhões) e PlayStation 2 (155 milhões) realizaram o feito.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Vendas do PS3 nos 87.4 milhões de unidades

A Sony atualizou as vendas do PS3, o seu console caseiro anterior e revelou o número de unidades vendidas. Segundo partilhado pela co...

A Sony atualizou as vendas do PS3, o seu console caseiro anterior e revelou o número de unidades vendidas.

Segundo partilhado pela companhia, na sua mais recente apresentação aos investidores, até 31 de Março de 2017 foram vendidas mais de 87.4 milhões de consoles PS3 em todo o mundo.
Lançada na Europa em Março de 2007, a PS3 foi uma controversa console que gerou imensa polêmica no seu tempo - desde o preço de lançamento, a distribuição faseada e a performance perante a concorrência da Xbox 360.
Apesar do respeitável valor de 87.4 milhões de consolas vendidas, a PS3 é o console PlayStation caseiro com pior performance, até à data.
No entanto, em sentido inverso, a PS3 é o consola da Sony para a qual foi vendido o maior número de videojogos, um registo que em breve será batido pela PlayStation 4, mas que por enquanto lhe pertence.
A Sony revelou que foram vendidos mais de mil milhões de videojogos PS3 durante o seu ciclo de vida, um valor impressionante. Isto significa que, em média, cada jogador PS3 comprou, pelo menos, 11 jogos.
Nesta mesma apresentação, a Sony anunciou que já foram vendidas perto de 97 milhões de consolas PS4, anunciou um aumento de 40% nas subscrições do PS Now, que conta com mais de 700,000 subscritores e ainda falou sobre o seu futuro.
De acordo com a Sony, o novo e aguardado PS5 não chegará antes de Março de 2020.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

PS5 chegará depois de Março de 2020

A Sony confirmou que a sua consola de próxima geração não chegará antes de Março de 2020. Na mais recente apresentação aos seus inves...

A Sony confirmou que a sua consola de próxima geração não chegará antes de Março de 2020.

Na mais recente apresentação aos seus investidores, a companhia confirmou que a PlayStation 5 não será lançado neste ano fiscal, que terminará a 31 de Março de 2020.
Num momento em que a Sony está a investir significativamente na pesquisa e desenvolvimento do PS5, que está a ser planejado desde Outubro de 2015, a companhia informa os investidores que as novidades não chegam tão cedo como alguns poderiam desejar.
A Sony revelou ainda que os investimentos no PS5 serão compensados com o atual negócio do PS4, mais especificamente com a venda de jogos e serviços, como o PS Now e PS Plus.
Nesta apresentação, a Sony confirmou que já foram vendidos mais de 96 milhões de consoles PS4 em todo o mundo.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Days Gone - Análise - Uma longa história

Days Gone é um jogo grande na história e na beleza do seu mundo, mas bem menor no resto. O conceito tinha potencial para mais. Um dos gên...

Days Gone é um jogo grande na história e na beleza do seu mundo, mas bem menor no resto. O conceito tinha potencial para mais.

Um dos gêneros que marcou definitivamente esta geração de consolas que está cada vez mais próxima da sua conclusão foram os jogos em mundo aberto. Munidos de um hardware mais poderoso do que na geração anterior e elevados orçamentos de produção, os produtores e estúdios de videojogos conseguiram nos últimos anos criar mundos virtuais inacreditáveis e inundados de detalhes que, se recuarmos umas décadas, não passariam de um sonho. No entanto, com esta enchente de jogos em mundo aberto, também se verificou uma deterioração do gênero, passando a haver muita oferta mas simultaneamente uma redução na originalidade e, por conseguinte, nos títulos considerados essenciais.



É por isso que o Bend Studio da Sony enfrenta um tremendo desafio. Days Gone não é apenas mais um jogo em mundo aberto numa geração tanto marcada por este gênero. É um jogo em mundo aberto que vai buscar temas também já altamente explorados como uma quase-extinção da espécie humana causada por um vírus que transforma pessoas normais em monstros sedentos de carne. Por outro lado, apesar destes temas poderem ser considerados sobre-explorados, há uma interpretação original na forma do protagonista e na importância da narrativa. Em Days Gone a narrativa é absoluta do princípio ao fim. É um jogo em mundo aberto, mas nunca terás o mapa cheio de atividades mundanas para realizar.

A história de Days Gone decorre cerca de dois anos após o surto do vírus que transformou quase toda a população em Freakers. A personagem que controlas nesta aventura é Deacon St. John, um ex-militar que se converteu em motoqueiro fora-da-lei e que conseguiu sobreviver juntamente com o seu companheiro Boozer. Dia após dia, os dois fazem aquilo que conseguem para sobreviver, realizando todo o tipo de trabalhos para acampamentos de sobreviventes e caçando Freakers para coleccionar prémios e trocá-los por créditos nas lojas dos acampamentos. O ambiente é parecido com o The Walking Dead, em que os freakers apenas servem de cenário e o verdadeiro foco da história está na relação entre os diferentes sobreviventes.

Os elementos de sobrevivência de Days Gone


A jogabilidade de Days Gone está desenhada em volta de elementos de sobrevivência. Para te deslocares no mundo, vais precisar da tua mota, mas para isso tens que encher o tanque com combustível, o que podes fazer em bombas de gasolina abandonadas, encontrando bidões de gasolina ou pagando créditos nos acampamentos para te encherem o depósito. Se te despistares e estragares a mota, vais precisar de sucata para a arranjar. Também vais precisar de outros recursos que encontrarás no mundo como curativos, armas de corpo-a-corpo (que eventualmente se partem, a não ser que as arranjes) e de fogo, e coisas simples como garrafas, panos e material inflamável para que possas criar Cocktails Molotov, essenciais para destruir os ninhos de Freakers que encontrarás em várias regiões.

Há ainda uma árvore de habilidades dividida em três secções: uma focada no combate corpo-a-corpo, outra centrada nas armas de fogo e por último uma dedicada à sobrevivência, nomeadamente na quantidade de recursos que podes carregar e na sua redução para fazer crafting. Embora tudo isto aponte para Days Gone como um jogo de sobrevivência, ultimamente não é essa a sensação que transmite. Os recursos são tão abundantes que nunca senti realmente falta de nada. Recolher recursos tornou-se rapidamente numa mera tarefa de precaução do que propriamente uma necessidade para sobreviver. O terrível comportamento da IA, mais precisamente de inimigos humanos, também não abona a favor, retirando a sensação de perigo a qualquer confronto. O stealth é particularmente mau, tanto em Freakers como em humanos, com nenhuma das partes a ter noção do que está a acontecer tão perto deles.

Como funciona o mundo de Days Gone?

O mundo de Days Gone não te coloca barreiras. A qualquer momento podes conduzir para qualquer ponto do mapa, mas a progressão só acontece se seguires as missões que te vão aparecendo. O ritmo a que as missões te aparecem é controlado e ao mesmo tempo nunca terás mais do que três missões assinaladas do mapa. Até podes estar a colaborar com vários acampamentos de sobreviventes, mas não podes simplesmente escolher realizar de seguida todas as missões para um acampamento. É suposto seguires uma certa ordem e é por isso que Days Gone é, acima tudo o resto, um jogo narrativo. Também é um jogo em mundo aberto, mas face à importância da história, acaba por ser algo secundário.

Há missões secundárias, mas são pouquíssimas. Do que me recordo, as missões secundárias estão relacionadas com recordações de Sarah, a mulher de Deacon St. John. São missões sem ação, em que meramente tens que ir a um local assinalado do mapa para desencadeares uma cinemática em que Deacon se recorda de uma memória feliz com a sua mulher. Sarah é uma parte importante para desenvolvimento da história de Days Gone. Rapidamente vais descobrir que Sarah desapareceu na noite do surto (isto pode ser considerado um spoiler, mas está nos trailers oficiais), mas mesmo dois anos após o acontecimento trágico, Deacon ainda não perdeu a esperança da a encontrar ou, pelo menos, de saber o que lhe aconteceu concretamente.

Fora isto, tens outras atividades opcionais como eliminar os ninhos de Freakers (o que reduz drasticamente a sua presença naquela área e desbloqueia as viagens rápidas) e as temíveis hordas. As hordas são o maior desafio de Days Gone e são basicamente enormes grupos de Freakers que, assim que fores detectado, atacam todos em simultâneo. A dificuldade das hordas dependem do seu tamanho. Encontrei hordas em que me bastaram algumas granadas bem colocadas para a eliminar, enquanto outras são bem mais numerosas. Os zombies até podem ser um tema demasiado explorado nos últimos anos, mas nunca viste nada como as hordas de Days Gone. É uma das coisas mais originais do jogo.

Outros perigos que vais encontrar são alcateias que te atacam de surpresa, correndo lado-a-lado da tua mota e derrubando-te. Há também snipers sorrateiros no cimo de árvores e sítios altos que te podem surpreender com um tiro certeiro em ti ou na tua mota. Ao percorrer o mundo vais encontrar frequentemente pontos de interrogação, que são atividades opcionais que vão aparecendo aleatoriamente. Nestas atividades podes salvar sobreviventes, seja dos Freakers ou de humanos, e ao encaminhá-los para um acampamento à tua escolha para receberes créditos e/ou um aumento de confiança, o que eventualmente te vai permitir subir de nível e ter acesso a armas melhores e modificações para a tua mota.

A longa história de Days Gone

Days Gone é um jogo longo, bastante longo. A Bend Studio não estava a brincar quando disse que a história demoraria, em estimativa, cerca de 30 horas. Como é que a história pode ser tão grande e, mais importante, será que se mantém interessante até ao fim? Esse é o principal problema de Days Gone. Praticamente todas as missões são obrigatórias, mas são várias aquelas que se comportam como uma missão secundária, ou por outras palavras, em que não há um desenvolvimento da história. Estas missões são também de uma natureza repetitiva e muitas vezes resumem-se a eliminar grupos de sobreviventes hostis ou a encontrar alguém que desapareceu numa missão de patrulha. Eventualmente tornam-se em missões cansativas e num jogo tão longo como este, isso acontece muito antes de chegares ao fim.

"O Bend Studio esqueceu-se de acrescentar um pouco mais de diversão ao mundo de Days Gone"

O problema em si não é a longevidade da história, mas sim o seu aumento artificial através de missões repetitivas, o que acaba por ter outro efeito prejudicial. O gameplay loop de Days Gone - uma série de ações que o jogador realizará ao longo do jogo, não tem diversão suficiente para tantas horas. Na sua ambição para criar um jogo conduzido pela narrativa, o Bend Studio esqueceu-se de acrescentar um pouco mais de diversão ao mundo de Days Gone. O conceito tinha potencial para mais. Há sem dúvida personagens interessantes ao longo da história e Deacon St. John é um forte protagonista, mas a jogabilidade e as atividades do mundo precisavam de ser expandidas para corresponder à envergadura da narrativa. É portanto, um jogo desequilibrado. Temos vontade de saber o desfecho da história, mas a vontade de jogar perde-se antes do final.

O jogo mais bonito da PS4

É uma forte afirmação para se fazer quando, mesmo dentro dos estúdios da Sony, existem diversos jogos que são maravilhas visuais. Mas Days Gone eleva a fasquia para a beleza encontrada num mundo aberto. O jogo é tão bonito que tive que ir pesquisar imagens do Oregon, o estado no qual o mapa é baseado. O Bend Studio conseguiu capturar toda a beleza natural e reproduzi-la de uma forma surpreendentemente fiel no mundo de Days Gone. Vaguear de mota pelas estrada, apreciando simplesmente aquele paraíso natural que nos rodeia, é um dos maiores prazeres de Days Gone. Há florestas verdejantes, zonas arenosas, lagos tranquilos, vistas de ficar pasmado e um sistema meteorológico dinâmico que puxa ainda mais pela qualidade gráfica de Days Gone.

Há, contudo, diversos problemas técnicos em Days Gone. Um deles vais encontrar logo no início. Para começares a jogar, há dois loadings que em conjunto demoram quase três minutos. Depois, há quebras de fluidez e abrandamentos abundantes, principalmente na PS4 normal (na PS4 Pro estes problemas permanecem, mas em menor gravidade). Na minha experiência, isto acontece sobretudo em acampamentos e quando a mota está a andar muito rápido (quando começas a desbloquear motores mais poderosos, o desempenho parece agravar-se). A imersão que o mundo do jogo te dá também é quebrada várias vezes devido a pequenos loadings para carregar cinemáticas pré-gravadas. Por exemplo, podes até estar a fugir de inimigos que, se chegares ao checkpoint assinalado, vais ativar uma cinemática em que esses inimigos desaparecem por milagre.

Days Gone - O veredicto

Apesar das constantes comparações com The Last of Us, em cima das críticas de que este seria apenas mais um jogo de zombies, Days Gone conseguiu construir uma identidade própria. Ultimamente, peca por não expandir suficientemente o conceito para sustentar um jogo tão grande. Há demasiadas missões parecidas e, portanto, sem interesse disfarçadas de missões da história. O aspecto da sobrevivência também poderia ser intensificado e expandido. Por exemplo, é estranho que possas modificar as armas corpo-a-corpo, mas que não exista tal opção para as armas de fogo. Days Gone é um jogo grande na história e na beleza do seu mundo, mas bem menor no resto dos seus componentes.
Prós:Contras:
  • Uma história longa com personagens interessantes
  • Um protagonista poderoso
  • O mundo é lindíssimo
  • As hordas de Freakers
  • Missões que se repetem
  • Problemas técnicos e de desempenho
  • A faceta de sobrevivência poderia estar melhor
  • A jogabilidade e conceito tinham potencial para mais


0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Nintendo não revelará novo console na E3

Apesar da especulação em torno de dois novos modelos da Nintendo Switch, a Nintendo não tem planos para revelar novo hardware durante a pró...

Apesar da especulação em torno de dois novos modelos da Nintendo Switch, a Nintendo não tem planos para revelar novo hardware durante a próxima E3.
O evento vai-se realizar entre os dias 11 e 13 de Junho em Los Angeles, nos Estados Unidos da América, sendo o palco usado por muitas companhias para revelar as suas grandes novidades.
A mais recente especulação avança a chegada de um modelo mais barato até ao final de Junho, mas Shuntaro Furukawa, presidente da Nintendo, afirmou aos investidores que não vão revelar novo hardware no evento.

Na mesma apresentação onde a Nintendo revelou que a Switch já vendeu mais de 34 milhões de unidades e atualizou a lista com os seus jogos mais vendidos - Super Smash Bros. Ultimate vendeu perto de 14 milhões de unidades em 4 meses, Furukawa confirmou que não existem anúncios sobre novo hardware para fazer.
Os rumores referem que a Nintendo lançará um modelo mais barato da Switch até Junho de 2019 e um modelo ligeiramente melhorado até ao final do ano, mas a Nintendo não confirmou nenhum deles.
Furukawa disse apenas que a Nintendo está em constante desenvolvimento interno, mesmo que não tenha nada para anunciar.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Analista aponta preço de 400$ para o PS5

A revelação do PS5 na semana passada deixou os fãs da Sony em completo alvoroço. No entanto, apesar do CPU 8 core AMD 7nm Zen 2 ou da GPU p...

A revelação do PS5 na semana passada deixou os fãs da Sony em completo alvoroço. No entanto, apesar do CPU 8 core AMD 7nm Zen 2 ou da GPU personalizada derivada da família Navi da Radeon, existe algo que ainda preocupa os fãs: o preço do console.

Depois da revelação das características e capacidades da consola, foi especulado que o preço mais provável para o aparelho seria de 500 dólares. No entanto, o analista Pelham Smithers - da empresa Pelham Smithers Associates - acredita que o preço do dispositivo será inferior a isso: 400 dólares. Vale a pena frisar que este foi o preço de lançamento da PS4, que acabou por se revelar um sucesso de vendas.
Smithers, que é especializado em fabricantes japoneses, acredita que a Sony vai utilizar um AMD Ryzen 3600G para poder aguentar os visuais 8K ou mesmo a tecnologia ray-tracing.
Este CPU, revelado na CES 2019, poderá ser vendido a $180 - $220 por unidade no fim deste ano, sendo que poderá fazer com que o preço da PS5 decresça para os 400$.
De qualquer das formas, nada disto foi ainda confirmado e é importante não descartar já um preço superior para o futuro dispositivo da Sony.
Qual o teu palpite para o preço de lançamento do PS5?

1 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Square Enix Live E3 2019 anunciada

Square Enix Live E3 2019 é o evento especial que a companhia apresentará na E3 2019. Será a 11 de Junho, às 2 da matina em Portugal c...

Square Enix Live E3 2019 é o evento especial que a companhia apresentará na E3 2019.

Será a 11 de Junho, às 2 da matina em Portugal continental (22:00 de 10 de Junho em Brasília), que a Square Enix apresentará as suas principais novidades.
A companhia não deu pistas sobre o que revelará neste evento, que será transmitido em direto, mas confirmou que mostrará um "alinhamento excitante de jogos".
A Square Enix junta-se assim à Bethesda, Microsoft e Ubisoft na lista de grandes editoras que vão apresentar novidades em direto.
1

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Rumor - Ninja Theory prepara jogo de ação cooperativa para 2020

A Ninja Theory, responsável por DmC: Devil May Cry e Hellblade, entre outros, foi adquirida pela Microsoft em 2018 e desde então trabalha n...

A Ninja Theory, responsável por DmC: Devil May Cry e Hellblade, entre outros, foi adquirida pela Microsoft em 2018 e desde então trabalha num novo jogo para consolas Xbox e PC.

Esse novo jogo ainda não foi revelado oficialmente, mas Phil Spencer já o viu e diz que ficou inspirado com o trabalho que o estúdio Britânico está a fazer.
Spencer também revelou que esse novo jogo da Ninja Theory será revelado em 2019 e segundo informações não oficiais, a E3 2019 foi o momento escolhido para finalmente divulgar ao mundo o próximo projecto do estúdio.
O rumor, via ResetEra fala num jogo de acção cooperativa para quatro jogadores, com foco no combate corpo a corpo e com uma temática sci-fi, no qual poderás equipar o teu personagem com ataques secundários - como armas de fogo ou habilidades especiais.
Estas informações não oficiais, que várias fontes partilham, falam ainda de seis locais diferentes com três níveis cada um deles - com direito a boss fights no final.
O novo jogo da Ninja Theory está a ser desenvolvido com o Unreal Engine 4, tal como Hellblade, assegura o rumor, estando previsto para 2020.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

NOVO TRAILER DE MORTAL KOMBAT 11 USA MÚSICA CLÁSSICA DOS FILMES

A NetherRealm divulgou um  trailer de lançamento  de Mortal Kombat 11, que finalmente utiliza da música clássica dos filmes como trilha son...

A NetherRealm divulgou um trailer de lançamento de Mortal Kombat 11, que finalmente utiliza da música clássica dos filmes como trilha sonora. O vídeo apresenta mais do enredo e dos planos de Kronika, bem como as viagens no tempo e os inimigos a serem enfrentados -- e mutilados.


Além disso, os fãs podem sentir apreço pela aparição dos ciborgues Cyrax e Sektor, que enfrentam os humanos. Por fim, é possível ver Liu Kang invocando um poder extraordinário... Será ele o novo protetor da Terra? Assista e tire suas conclusões:

Mortal Kombat 11 será lançado para PS4, Xbox One, Nintendo Switch e PC em 23 de abril. O personagem Kano terá uma skin exclusiva para os jogadores brasileiros.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Próximo Xbox é mais poderoso e avançado que o PS5, segundo novos informantes

Esta semana, a Sony Interactive Entertainment  anunciou  oficialmente o PS5, e até revelou alguns detalhes e especificações do sistema Play...

Esta semana, a Sony Interactive Entertainment anunciou oficialmente o PS5, e até revelou alguns detalhes e especificações do sistema PlayStation da próxima geração. Incluído nesses detalhes estava a palavra de que o console será compatível com jogos do PS4 e pode ter tempos de carregamento acima de 19x mais rápidos do que o PS4. Dito isso, embora o PlayStation 5 da Sony pareça promissor, aparentemente não é tão avançado quanto o Xbox da próxima geração, ou pelo menos é o que um insiders estão alertando.

Tomando o Twitter, o jornalista Ainsley Bowden – citando “inúmeros insiders” – disse que o Xbox da próxima geração, codinome Xbox Scarlett, será “mais avançado” que o PS5. O que isso significa exatamente não está claro, mas sugere que ele será mais poderoso e possivelmente com mais recursos do que o que a Sony está produzindo.
Bowden observa que suas fontes são “fontes conhecidas” e forneceram vazamentos precisos por anos. Em outras palavras, ele não está ouvindo isso de um pôster 4chan aleatório. Dito isso, como Bowden ressalta, não é de se surpreender que o próximo Xbox seja mais poderoso do que o próximo PlayStation, já que a Microsoft se gaba de ter o console mais poderoso do mundo. Isso começou com o Xbox One X, e a Microsoft disse que planeja continuar na próxima geração.
Dito isso, não está claro como o próximo Xbox poderia ser mais avançado que o PS5, que promete trazer gráficos de 8k, tempos de carregamento incrivelmente rápidos, Ray Tracing, áudio 3D e basicamente tudo que você encontraria em um PC de alta qualidade no momento. Em outras palavras, se o próximo Xbox for realmente mais avançado tecnicamente, ele terá que ser um pedaço de hardware, o que sugere um preço alto, a menos que a Microsoft esteja disposta a ter grandes perdas.
No momento, isso não é mais do que um rumor não oficial e, portanto, deve ser tratado como tal. De qualquer forma, como sempre, sinta-se à vontade para deixar um comentário nos informando o que você achou.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Naughty Dog já gravou o final de The Last of Us: Part 2

Uma data de lançamento para The Last of Us: Part 2 continua a ser uma incógnita, mas a aguardada sequencia em produção na Naughty Dog está ...

Uma data de lançamento para The Last of Us: Part 2 continua a ser uma incógnita, mas a aguardada sequencia em produção na Naughty Dog está cada vez mais perto e surgiu uma prova bem clara disso.

Há umas horas, Neil Druckmann, vice presidente da Naughty Dog e diretor de The Last of Us: Part 2, partilhou no Twitter que acabou de gravar a cena final do jogo. A reações que se seguirem em resposta foram de puro histerismo!
A partilha de Neil Druckmann até gerou uma resposta de Cory Barlog, o diretor de God of War, que brincou dizendo "Parabéns meu amigo, estou ansioso por ver o plano para o meu próximo jogo".
"Agora a falar a sério, estou mesmo entusiasmado para jogar", concluiu Barlog. O sentimento do diretor de God of War é universal. Todos queremos jogar The Last of Us: Part 2.
Recentemente a Sony colocou The Last of Us: Part 2 na lista de lançamentos próximos para o PS4. Será que o lançamento vai acontecer ainda em 2019?

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Novos estúdios da Microsoft vão mostrar "coisas nunca antes vistas" na E3 2019

Desde a E3 2018, quando anunciou que adquiriu cinco novos estúdios, que a Microsoft tem estado num frenesim de aquisições. Num períod...

Desde a E3 2018, quando anunciou que adquiriu cinco novos estúdios, que a Microsoft tem estado num frenesim de aquisições.

Num período inferior a um ano a Microsoft criou um novo estúdio em San Diego - The Initiative - para trabalhar em jogos AAA e comprou a Undead Labs, Playground Games, Compulsion Games e Ninja Theory.
Em Novembro a Microsoft anunciou que também adquiriu a Obsidian e Inxile Entertainment, aumentando para sete o número de estúdios adquiridos numa questão de meses.
Os jogos nos quais esses estúdios estão a trabalhar serão mostrados na E3 2019. Phil Spencer disse no último episódio do Inside Xbox que "os nossos novos estúdios vão ter coisas para mostrar, o que vai ser brutal".
"Algumas coisas nunca ninguém viu antes, vai ser divertido. Vai ser interessante ter essas equipas a aparecer este ano e a começar a mostrar o que eles estão a fazer para nós," concluiu Phil Spencer, o dirigente da divisão Xbox.
Ontem a Microsoft anunciou a data da conferência para a E3 2019.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

AMD entusiasmada por trabalhar no PS5

A Sony revelou ontem as primeiras informações sobre a PlayStation 5 e deu-te um primeiro vislumbre oficial da sua nova máquina de nova gera...

A Sony revelou ontem as primeiras informações sobre a PlayStation 5 e deu-te um primeiro vislumbre oficial da sua nova máquina de nova geração.


Mark Cerny, arquitecto da PS Vita e PS4, está de volta para desempenhar o mesmo papel na próxima console da Sony, que é descrita como uma revolução e não uma mera evolução.
Desde o final de 2015 que a Sony trabalha no PlayStation 5 e ontem foi revelado que o console está novamente a ser desenvolvido em parceria com a AMD que providenciará os principais componentes dentro da máquina.
O PlayStation 5 estará com uma CPU 8 core AMD 7nm Zen 2 baseada na terceira geração da gama Ryzen, uma GPU personalizada derivada da família Navi da Radeon e terá suporte para algumas das mais impressionantes tecnologias.
O chip da AMD na PlayStation 5 também incluirá uma unidade personalizada para áudio 3D que vai redefinir o que o som pode fazer num videojogo, assegura Cerny.
Perante a revelação oficial das primeiras especificações da PlayStation 5, a AMD reagiu ao artigo apresentado pelo Wired e partilhou o seu entusiasmo em trabalhar novamente com a Sony.
PUBLICIDADE
Lisa Tsu, a presidente e CEO da AMD, deixou uma mensagem no Twitter onde revela que a companhia está altamente entusiasmada com a parceria com a Sony e com a consola de nova geração.
"Super entusiasmado por expandir a nossa parceria com a Sony no seu console PlayStation de nova geração, equipada com um chip personalizado com arquitecturas AMD Ryzen Zen2 e Radeon Navi! 😀"
Tsu não partilhou detalhes adicionais sobre a parceria com a Sony e provavelmente será a dona do PlayStation a escolher quando revelará as restantes informações.
O PlayStation 5, que foi apontada para 2020, chegará às lojas com um preço que agradará aos jogadores tendo em conta as suas especificações e será retro-compatível com a PS4, segundo revelado por Cerny.
O arquitecto da consola confirmou a presença de um SSD que reduz drasticamente os loading se confirmou que vários estúdios já estão a trabalhar na consola e que teremos jogos cross-gen.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Preço do PS5 será apelativo para os jogadores

A PlayStation 5 está a caminho e existem várias questões em relação a esta máquina de nova geração. Entre especificações e data de lança...


A PlayStation 5 está a caminho e existem várias questões em relação a esta máquina de nova geração.
Entre especificações e data de lançamento, uma das maiores questões na mente dos jogadores é o preço do console, algo que ainda continua por revelar.

Mark Cerny, arquitecto da consola de próxima geração da Sony, partilhou diversas informações sobre as especificações da PlayStation 5 num novo artigo do Wired e deu-nos um primeiro vislumbre oficial da consola.
Cerny divulgou diversas novidades entusiasmantes, mas algo sobre o qual não falou foi o preço deste PS5.
No entanto, Peter Rubin, responsável pelo artigo do Wired com Cerny, partilhou novos detalhes adicionais que não foram incluídos no seu artigo, no qual conversou sobre o preço do PS5 com o arquiteto do console.
Através do seu Twitter, Rubin partilhou que apesar de não ter sido partilhado um preço específico, ficou com a sensação que a PS5 custará mais do que o PlayStation 4 no seu lançamento.
"Isto não entrou na minha história do PlayStation, mas tendo em conta o quanto as pessoas estão a especular sobre o preço do console da Sony (especialmente tendo em conta a combinação de SSD/chip) penso que deveria partilhar uma pequena transcrição da entrevista sobre isso."
PUBLICIDADE
Rubin partilhou então a questão que colocou a Cerny: "Existiu sempre um limite de preço geral para o lançamento. A nova consola conseguirá manter-se nesse limite?"
A resposta de Cerny não foi específica, mas sugere que os jogadores não se vão importar de pagar mais do que pagaram pelo PS4, graças às especificações do PS5.
"Acredito que seremos capazes de lançar com um preço que será apelativo aos jogadores tendo em conta o leque avançado de funcionalidades."
Cerny não comentou se a consola será mais cara, mas valerá a pena perante o que recebes com ela, mas a sua resposta sugere que a Sony poderá apresentar o PS5 com um preço superior aos 399.99€ apresentados para o PS4.
A especulação aponta para 499.99€ como o preço de lançamento para o PlayStation 5, um preço que a Microsoft usou para o seu poderoso Xbox One X e que foi bem recebido pelos consumidores que ficaram entusiasmados com as suas especificações.
Nesta entrevista, Cerny revelou os primeiros detalhes das especificações do PS5, confirmou que será retro-compatível com o PS4, anunciou a presença de um disco SSD que reduzirá drasticamente os loadings e sugeriu que alguns jogos serão cross-gen.
Apesar de não confirmar a data de lançamento, os representantes da Sony que acompanharam Cerny confirmaram que não chegará em 2019 e sugeriram que 2020 será o seu ano de lançamento.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...