News

Personal trainer de hadouken: Brolynho lança programa de treinos de Street Fighter V: AE

Vice-colocado no ranking latino da Capcom tour, Thomas Brolynho mistura experiência de competidor e professor para orientar nova geração de...

Vice-colocado no ranking latino da Capcom tour, Thomas Brolynho mistura experiência de competidor e professor para orientar nova geração de jogadores

Depois de representar o Brasil nos campeonatos mais importantes de Street Fighter V mundo afora, Thomas "Brolynho" Proença está compartilhando seus conhecimentos com uma nova geração de jogadores. O carioca lançou um programa de treinos online focado no desenvolvimento de praticantes do jogo de luta da Capcom.

Atualmente sem patrocínio, Brolynho atua como uma espécie de personal trainer de eSports para ajudar nos custos do dia a dia e seguir nas competições.



- Para que eu me mantenha no meio competitivo, eu preciso trabalhar com jogo, já que a decisão de deixar meu último patrocinador me deixou sem renda relacionada ao meio até que eu consiga outro. Sempre fiz algumas análises durante as minhas transmissões na Internet, porém essas análises eram muito esporádicas. Portanto, decidi elaborar um plano de treinamento que se ajusta a qualquer jogador de qualquer nível ou personagem - explicou Brolynho.


Aos 33 anos, o carioca de Nova Iguaçu começou a aparecer para o mundo em 2016, quando superou o temível, Lee "Infiltration" Seon-Woo, campeão da EVO daquele ano. Expoente do Brasil no Street Fighter, representou o país na ELEAGUE, EVO e Capcom Cup. Neste momento ocupa a segunda colocação no ranking latino da Capcom Tour, o circuito competitivo oficial do game. Porém, nem todos os inscritos no curso visam os campeonatos como objetivo final.


- Apesar do programa não ter tanto tempo, já tenho uma boa amostra de alunos. Eles são bem diferentes. 50% deles querem competir, já conhecem o jogo e estão estagnados num certo nível. Outros são totalmente iniciantes e querem uma direção de evolução. Tem uma variedade grande entre eles - analisou.

As aulas acontecem através da internet, com a integração entre o jogo e plataformas como Twitch e o aplicativo Discord. Brolynho pratica junto com os alunos. Observa a evolução, discute replays e passa até trabalhos de casa. Mais do que experiência com os controles, ele também possui embasamento acadêmico. Além de ter trabalhado como geofísico prestando serviços para empresas de grande porte, Brolynho já atuou como docente.

- Esse plano leva em conta tudo que evoluí durante todos os anos de jogos de luta e também da minha experiência como professor, já que lecionei de física durante 5 anos - explicou.


It's always hard leaving friends, but in other hand I know that everything changes in life and it's our duty to make every situation become a bridge for a next level.
Thanks for everything. It was a very good time.



Na reta final do calendário anual de competições de Street Fighter: AE, o jogador acredita que voltará a defender as cores de uma organização de eSports no futuro próximo. Seu último contrato foi com a F3, dos Estados Unidos.

- Tenho conversado com alguns patrocinadores, mas ainda não achei uma proposta ideal. Normalmente eles não atingem os números que se ajustam com meu plano de carreira. Apesar disso tenho boas expectativas, um bom número de times/organizações têm me procurado para oferecer propostas - concluiu Thomas.

A Capcom Cup 2018 terá 32 jogadores. Vencedor em 2017, Saul “Mena RD” Segundo, da República Dominicana, tem seu lugar garantido na edição deste ano. Os oito mais bem colocados nos quatro rankings regionais participam das finais regionais, que definirão os classificados. A última possibilidade de chegar ao mundial será no Last Chance Qualifier, um dia antes da Capcom Cup.

Fonte: Globo Sporte

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...