News

Spencer convenceu a Microsoft a apostar tudo nos videojogos

Phil Spencer, patrão do Xbox, é uma das mais acarinhadas figuras da indústria dos videojogos, desde que assumiu a responsabilidade máxima p...

Phil Spencer, patrão do Xbox, é uma das mais acarinhadas figuras da indústria dos videojogos, desde que assumiu a responsabilidade máxima pela divisão de videojogos da Microsoft.

Spencer aproximou a Xbox dos jogadores, num momento altamente controverso e instável da marca, tornou-a mais amiga do consumidor, após mensagens confusas, e agora poderás ter mais um grande motivo para o idolatrar.
Em conversa com o Gamespot, Spencer relembrou os primeiros dias como responsável máximo pela divisão Xbox e como teve de lutar pela sobrevivência da marca, incentivando a Microsoft a apostar tudo nos videojogos.
Segundo partilhado pelo Gamespot, "poucas semanas depois de ter começado o novo trabalho, ele recebeu uma chamada de Satya Nadella, o novo CEO da Microsoft. 'Na verdade, não entendo muito bem o porquê de estarmos nos videojogos,'" disse Nadella a Spencer.
"O Satya foi muito transparente que poderia existir um futuro no qual os videojogos não seriam um negocio no qual a Microsoft deveria estar. Mas é melhor dizê-lo abertamente do que fazê-lo às escondidas."
Spencer teve de formular as suas explicações e argumentar para salvar a divisão Xbox, numa altura em que o próprio era contestado.
"Se vamos permanecer nos videojogos, então vamos assegurar que estamos com tudo. A última coisa que queria fazer era gerir uma organização de videojogos aqui como uma espécie de segundo plano para a companhia e a meio gás. Vamos corrigir quem somos."
Para começar a reverter os danos causados na apresentação da Xbox One, Spencer e a sua equipa criaram um site para receber feedback dos consumidores e convenceu Nadella a comprar a Mojang, responsáveis por Minecraft, uma das propriedades mais populares no mundo e presente em plataformas da concorrência.
"Uma das primeiras chamadas que recebi após a aquisição de Minecraft foi da Sony a perguntar, 'Vão tirá-lo do PlaySation?' Eu respondi, 'Porque faria isso? As pessoas gostam de o jogar na PlayStation'."
Spencer contou ainda que a retro-compatibilidade foi a funcionalidade mais pedida pelos jogadores e que o cross-play também foi uma das formas de aproximar a Xbox dos desejos dos consumidores.
Perante isto, apenas podemos agradecer o entusiasmo e dedicação de Phil Spencer, que lutou pela sobrevivência do Xbox.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...