News

Já podes descarregar Horizon: Zero Dawn

A Sony anunciou que Horizon: Zero Dawn já pode ser descarregado para aqueles que comprarem o jogo digitalmente através da PlayStation Store...

A Sony anunciou que Horizon: Zero Dawn já pode ser descarregado para aqueles que comprarem o jogo digitalmente através da PlayStation Store.

Desta forma, podes começar a descarregar os quase 40GB que ocupa o jogo para assim poderes jogá-lo no dia 1 de Março com todo o conforto da tua casa.
Horizon: Zero Dawn é a nova aventura da Guerrilla Games. Podes contar com um RPG de acção que de desenrola num mundo aberto. Vais controlar Aloy que terá de explorar este misterioso mundo para desvendar todos os seus segredos.










Podes ficar a saber mais sobre Horizon: Zero Dawn através da nossa análise onde recebeu o selo dourado de jogo Obrigatório.

2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Mass Effect Andromeda terá cenas de nudez total

Aaryn Flynn, gestor da BioWare, é uma das várias personalidades do estúdio a lidar com o incrível entusiasmo dos fãs em relação a Mass ...


Aaryn Flynn, gestor da BioWare, é uma das várias personalidades do estúdio a lidar com o incrível entusiasmo dos fãs em relação a Mass Effect Andromeda. Enquanto o jogo não chega às lojas, as questões são mais que muitas e sobre os mais variados aspectos.
Questionado sobre as cenas sexuais em Mass Effect Andromeda, Flynn explicou que ao contrário dos anteriores jogos na série, este novo capítulo apresentará personagens em cenas de nudez total. O homem da BioWare também disse que alguns diálogos são muito arrojados.










Segundo as palavras de Flynn, as cenas de sexo em Mass Effect Andromeda serão "pornografia softcore espacial" e diz que não está a brincar com esta afirmação.
Mass Effect Andromeda chega à PS4, Xbox One e PC a 23 de Março na Europa.

2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Descubra quantas horas dura a bateria da Switch a jogar o novo Zelda

A Nintendo Switch estará disponível a partir da próxima sexta-feira, dia 3 de Março, e muitos são aqueles que querem saber a duração da bat...

A Nintendo Switch estará disponível a partir da próxima sexta-feira, dia 3 de Março, e muitos são aqueles que querem saber a duração da bateria no modo portátil com o jogo mais destacado da consola, The Legend of Zelda: Breath of the Wild.
Oficialmente a Nintendo calculou uma autonomia de três horas e meia para a nova aventura de Link, mas o canal do YouTube Arekkz quis fazer o seu próprio teste.










Segundo este teste a consola demorou 3 horas, 3 minutos e 52 segundos até entrar em modo de suspensão jogando com o comando Pro Controller conectado. O aparelho avisa o utilizado quando a bateria está perto de chegar ao fim.
De relembrar que The Legend of Zelda: Breath of the Wild também será lançado na Wii U no mesmo dia.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

God of War para PS4 poderá chegar este ano

As últimas novidades que recebemos sobre o desenvolvimento de God of War para o PS4, foram dadas graças às declarações de Cory Balrog, que ...

As últimas novidades que recebemos sobre o desenvolvimento de God of War para o PS4, foram dadas graças às declarações de Cory Balrog, que garantiu que a nova aventura de Kratos já pode ser jogada do principio ao fim. No entanto, a Santa Monica Studios ainda não revelou detalhes sobre a sua possível data de lançamento. Contudo existem alguns dados que parecem sugerir que o jogo poderá ser lançado no final do ano.
O primeiros deles é proveniente da Amazon, a famosa loja online listou o lançamento do jogo para o dia 29 de Dezembro. Provavelmente esta será uma data aproximada visto que é muito pouco provável que a Santa Monica Studios lance um novo God of War depois do período natalício perdendo uma grande oportunidade de vendas.










No entanto há outra fonte de informação que aponta para que o jogo seja lançado este ano. Trata-se da conta do Twitter de Christopher Judge, ator de voz que será responsável por dar vida a kratos. Na descrição do seu perfil Judge anota: "KRATOS - GOD OF WAR (2017)".
Para já nem a Sony nem a Santa Monica Studios disseram algo a respeito da data de lançamento do novo God of War, como tal o melhor é esperarmos por informações oficiais.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Fumito Ueda já está a pensar num novo videojogo

Fumito Ueda, diretor de The Last Guardian, recebeu o primeiro dos D.I.C.E. Awards por criar a melhor personagem do ano, algo que aproveit...

Fumito Ueda, diretor de The Last Guardian, recebeu o primeiro dos D.I.C.E. Awards por criar a melhor personagem do ano, algo que aproveitou para deixar escapar que já está a pensar num novo videojogo.
Segundo explicou Ueda, durante a produção de The Last Guardian não estava a pensar em receber prêmios, mas agora que foi premiado sente-se muito contente e é algo que o inspira para continuar a trabalhar no próximo jogo que já está a pensar.

Infelizmente, Ueda não deu quaisquer detalhes, de tal forma que não sabemos nada sobre este misterioso jogo. Ueda referiu apenas que ainda está a trabalhar na ideia, o que parece indicar que ainda faltará muito para sabermos informações sobre o jogo.

Relembramos que Ueda deixou a Sony Interactive Japan Studio para fundar a genDesign, e por isso não sabemos se este novo projeto voltará a ser produzido pela Sony ou se chegará também a outras plataformas.

1 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Insomniac fala sobre o propósito de Spider-Man para PS4

A Marvel Games e a Insomniac Games,  durante  uma apresentação no DICE Summit 2017, revelaram novos detalhes sobre a importância de Spide...

A Marvel Games e a Insomniac Games, durante uma apresentação no DICE Summit 2017, revelaram novos detalhes sobre a importância de Spider-Man para a PS4.

Bill Rosemann, diretor criativa na divisão de videojogos da Marvel, explicou como se envolveram em conjunto com a Insomniac Games para oferecer o máximo que o personagem Spider-Man pode dar de si. De facto, sublinharam que tentaram mostrar a gênese do herói e a sua viagem como salvador de Nova Iorque dentro do jogo.
"Provavelmente devem ter ouvido que estamos a fazer um jogo de Spider-Man em conjunto com Ted Price e a sua equipa da Insomniac e os nossos amigos da Sony Interactive Entertainment. Os estúdios da Marvel Games estão apenas a dez minutos da Insomniac, e estivemos a almoçar, a conversar e a perguntarmos como descobrimos cada um de nós Spider-Man," explicou.
"O curioso disto é que partilhamos histórias. Descobrimos o personagem desde muito novos. E não foi só isso. Todos tivemos um dia a mesma roupa interior de Spider-Man. Por isso o nosso objectivo não é outro que mostrar o quão incrível é este personagem. Queremos levar todas as nossas experiências ao jogo para comemorarmos com toda a gente," concluiu.










Spider-Man é um exclusivo PlayStation 4 que ainda não tem uma data de lançamento definida.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Horizon Zero Dawn recebe trailer repleto de elogios

Horizon Zero Dawn está mesmo quase a chegar, é já no dia 1 de Março na Europa, e para celebrar o iminente lançamento foi hoje apresentado u...

Horizon Zero Dawn está mesmo quase a chegar, é já no dia 1 de Março na Europa, e para celebrar o iminente lançamento foi hoje apresentado um trailer dedicado aos melhores elogios tecidos pela crítica.
A nova propriedade intelectual da Guerrilla Games, conhecida por Killzone, é um jogo de ação e aventura em mundo aberto que te vai surpreender com os seus espetaculares visuais, sistema de combate entre outras coisas. Se estás curioso, assiste ao vídeo e tenta resistir ao entusiasmo.










Horizon Zero Dawn é um jogo considerado obrigatório pelo para todos os jogadores que gostam de coisas fixes e muito divertidas.

2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Chris Redfield no DLC gratuito de Resident Evil 7

A Capcom confirmou que Chris Redfield estará presente em "Not a Hero", o DLC gratuito de Resident Evil 7. Chris Redfield é um...

A Capcom confirmou que Chris Redfield estará presente em "Not a Hero", o DLC gratuito de Resident Evil 7.

Chris Redfield é uma personagem conhecida na série Resident Evil e que, surpreendentemente, (spoiler!) aparece no final de Resident Evil 7 para salvar Ethan. O DLC gratuito estará disponível esta Primavera para PC, Xbox One e PlayStation 4.



No Twitter, a Capcom disse o seguinte acerca do DLC "Not a Hero": "Quem ou o quê é que Chris Redfield anda a perseguir? Descobrirás em breve nesta história separada".

2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

JOGADOR ZERA NIOH EM 96 MINUTOS

A cada dia que passa, ficamos mais surpresos com a rapidez e habilidade de jogadores que procuram zerar um game o mais rápido possível -- o...

A cada dia que passa, ficamos mais surpresos com a rapidez e habilidade de jogadores que procuram zerar um game o mais rápido possível -- ou, resumidamente, os chamados "speedrunners". Eventos de caridade como o Awesome Games Done Quick incentivam esse tipo de desafio, o que leva fãs de videogame a conseguirem proezas como zerar Doom em 54 minutos.
Agora foi a vez do speedrunner Distorcion2, que não jogou Nioh para participar do evento, mas ainda assim bateu o recorde mundial ao zerar o game da Team Ninja em uma hora, 36 minutos e 51 segundos. O jogador usou um personagem com foco em magia e morreu seis vezes no processo -- o que ainda é impressionante, comparando o tamanho e a dificuldade do título. Assista abaixo:
Nioh conta a história de William Adams, um samurai que luta contra os Yokai (espíritos malignos) em pleno território japonês. Conte na sessão de comentários se você já jogou o game.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Kojima diz que a tecnologia da Guerrilla não tem rival

Na mesma entrevista em que falou sobre o tipo de gameplay que podes esperar de Death Stranding, Hideo Kojima também falou sobre a tecnologi...

Na mesma entrevista em que falou sobre o tipo de gameplay que podes esperar de Death Stranding, Hideo Kojima também falou sobre a tecnologia desenvolvida pela Guerrilla Games e que estará na base da sua próxima propriedade intelectual.
Após uma jornada pelo globo, durante a qual estudou diversos motores, Hideo Kojima acabou por escolher o motor Decima da Guerrilla Games, que te vai espantar em Horizon Zero Dawn. Segundo o criador Japonês, é fácil explicar a sua escolha: a qualidade da Guerrilla está à frente de tudo o resto que já viu.
"Visitei muitos estúdios em todo o mundo, conheci pessoas muito fantásticas. A Guerrilla Games em Amesterdão: a sua tecnologia estava léguas à frente de tudo o resto. Mesmo num mundo aberto foram capazes de renderizar cenas muito ricas com muitos objectos. Como sabem, o seu próximo jogo, Horizon Zero Dawn, que chega em Fevereiro, tem uma sensibilidade artística, especialmente a respeito do uso da cor, enquanto nós procuramos uma sensibilidade muito foto-realista."
 Publicidade 










"O motor deles está construído para os seus propósitos, para o jogo que queriam criar, e nós queríamos criar um jogo que mesmo na sua base tem um aspecto muito diferente disso, por isso foi preciso testar e ver até onde seria possível afinar o motor para se adequar aos nossos propósitos. Geralmente quando usas, compras ou te emprestam um motor, alguém dirá 'empresta-nos o teu nome', ou pedir um pagamento. Não tivemos qualquer contrato com a Guerrilla Games, mas quando os conhecemos eles deram-nos uma caixa, uma caixa muito bonita. Quando abrimos a caixa, estava lá dentro um dispositivo USB com todo o código fonte para o motor."
Kojima diz que a Guerrilla Games ofereceu o motor à Kojima Productions, o resultado de todo o seu esforço, sem qualquer aviso antecipado e fizeram questão de pedir a Kojima para usar o motor. A equipa Japonesa ficou impressionada com os Holandeses.
"Havia apenas uma condição, a Kojima Productions não iria apenas utilizar o motor, mas desenvolver o motor em conjunto com a Guerrilla Games, para ser um esforço conjunto. Por isso ficamos incrédulos com a sua postura em relação a isto e por serem tão abertos com o motor e pensamos, 'Wow, temos de trabalhar com estas pessoas'."
Em jeito de curiosidade, Kojima explicou que o nome Decima que foi escolhido para o motor origina de uma ilha Japonesa, chamada Dejima, onde os Holandeses trocavam produtos com os Japoneses no Período Edo.

2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Final Fantasy VII Remake: Dublagem original está quase finalizada

O produtor Yoshinori Kitase, responsável pelo jogo Final Fantasy VII Remake, declarou na última edição da revista Dengeki PlayStation que a...

O produtor Yoshinori Kitase, responsável pelo jogo Final Fantasy VII Remake, declarou na última edição da revista Dengeki PlayStation que a dublagem original do jogo está quase finalizada.


"Um remake de Final Fantasy VII sequer muita preparação", declarou Kitase. "A gravação da voz dos atores já havia praticamente terminado. Fãs podem ter a imagem do Cloud de Final Fantasy VII: Advent Children, mas como esse é o Cloud 'antes' de Advent Children, a performance parece completamente nova", completou.

Kitase também comentou brevemente sobre as artes conceituais que foram reveladas recentemente. De acordo com o produtor, ele "vai deixar o significado do Sephiroth que não existe no [jogo] original para a imaginação do público".

Final Fantasy VII Remake está sendo desenvolvido para PlayStation 4 e ainda não teve data de lançamento confirmada.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Produtor de Zelda revela os seus jogos favoritos

Eiji Aonuma, o produtor de The Legend of Zelda, revelou quais são os seus jogos favoritos da série. Embora não esteja envolvido na série ...



Eiji Aonuma, o produtor de The Legend of Zelda, revelou quais são os seus jogos favoritos da série. Embora não esteja envolvido na série desde o início, há longos anos que supervisiona o desenvolvimento de novos jogos The Legend of Zelda.
O primeiro jogo no qual Eiji Aonuma participou foi The Legend of Zelda: Ocarina of Time, no entanto, este não é o seu jogo favorito. A conversar com a revista Game Informer, o produtor revelou que o seu jogo favorito de The Legend of Zelda é Phantom Hourglass da Nintendo DS.
Os The Legend of Zelda favoritos de Eiji Aonuma, o produtor da série
  1. The Legend of Zelda: Phantom Hourglass
  2. The Legend of Zelda: Ocarina of Time
  3. The Legend of Zelda: Twilight Princess
Justificando a sua escolha para primeiro lugar, Aonuma disse que o objectivo para Phantom Hourglass era criar algo melhor do que Ocarina of Time. "Nesse jogo propus um novo estilo de jogabilidade e pela primeira vez fui o produtor, portanto, existe muito sentimentalismo".
Qual é o teu The Legend of Zelda favorito?

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Jogador termina Nioh numa hora e 36 minutos

Nioh é um jogo altamente difícil e que vai exigir muito de ti. No entanto, o jogador Distortion2 que já se tornou conhecido pelas suas Sp...

Nioh é um jogo altamente difícil e que vai exigir muito de ti. No entanto, o jogador Distortion2 que já se tornou conhecido pelas suas Speedruns, estabeleceu mais um recorde ao terminar o jogo da Koei Tecmo em menos de duas horas.
Na verdade, Distortion2 precisou de 1 hora e 36 minutos para triunfar perante todos os obstáculos em Nioh. É um feito espantoso que podes ver por ti mesmo no vídeo em baixo. Distortion2 apenas morreu 6 vezes e percorreu os níveis de forma frenética, seguindo as rotas mais directas até ao boss de cada nível.










Nioh é um jogo exigente mas que nos deixa com um incrível gosto, especialmente quando triunfamos perante os maiores desafios que tem para nos apresentar. Por essa mesma razão é altamente impressionante verificar que foi terminado em menos de duas horas.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Phil Spencer: Lançamentos como Horizon são benéficos para a indústria

O patrão da divisão Xbox, Phil Spencer, veio a público tentar acalmar os fãs mais preocupados pelo estado da Xbox One, consola que muitos c...

O patrão da divisão Xbox, Phil Spencer, veio a público tentar acalmar os fãs mais preocupados pelo estado da Xbox One, consola que muitos criticam por não ter um plano de lançamentos futuros muito claro, ainda para mais depois do cancelamento de Scalebound.



Spencer usou a sua conta do Twitter para responder às dúvidas e para dizer que está muito satisfeito com o desempenho da marca Xbox durante a presente geração, embora saiba que há sempre margem para melhorar.

Quando questionado sobre a necessidade de fazer anúncios para que a comunidade de jogadores da Xbox se tranquilize, ele relembrou que a companhia continua a trabalhar para oferecer experiências exclusivas a grande nível quer no Xbox One como no futuro Scorpio.

Spencer elogiou também os lançamentos da concorrência como Horizon: Zero Dawn e The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

"O lançamento de bons jogos é sempre bom para a indústria. Forza Horizon 3, The Legend of Zelda: Breath of the Wild, Civilization 6, Horizon: Zero Dawn, Overwatch, etc, fazem com que o entretenimento digital melhor e devemos comemorar isso," referiu Spencer quando um fã questionou o catálogo da Xbox One.

1 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Previsões indicam 6 milhões para Horizon Zero Dawn

Segundo avançado pelo Gamespot, a SuperData acredita que Horizon Zero Dawn, o novo exclusivo PlayStation 4 da Guerrilla Games conhecida até...

Segundo avançado pelo Gamespot, a SuperData acredita que Horizon Zero Dawn, o novo exclusivo PlayStation 4 da Guerrilla Games conhecida até agora pela série Killzone, poderá vender 6 milhões de unidades em 2017.

A empresa de análise de mercado estima que as análises altamente positivas e o momento em que o jogo é lançado são dois importantes factores que podem gerar até 8 milhões de unidades vendidas.










Joost van Dreunen da SuperData diz que Horizon Zero Dawn é lançado numa altura mais tranquila, em termos de lançamentos de alto perfil, como acontece no Natal, e num momento em que as vendas de consoles baixaram, o que torna a venda de videojogos mais importante para a plataforma em que será lançado.
Horizon Zero Dawn será lançado na America em 1 de Março e é considerado como Obrigatório pela mídia especializada. 

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Final Fantasy XV Booster Pack+ já disponível

Tal como anunciado, a Square Enix lançou hoje o Booster Pack+ para quem comprou o Passe de Temporada de Final Fantasy XV. Aqui encontrarás ...

Tal como anunciado, a Square Enix lançou hoje o Booster Pack+ para quem comprou o Passe de Temporada de Final Fantasy XV. Aqui encontrarás uma arma nova e ainda dois itens para te ajudar na pesca.

A espada Ragnarok (150 DMG) é focada nos Warp-Strikes, para atacares ao longe, enquanto a Dragon Drain é uma nova cana de pesca para o Noctis bro utilizar no seu passatempo e a Avior é uma carretilha que se pode tornar altamente útil.










Este pacote de conteúdos adicionais chega após a atualização 1.05, que introduziu as Quests Temporárias, mais espaço para guardar fotos, a possibilidade de ouvir música enquanto viajas de Chocoboleia, e ainda introduziu um modo 1080p60 no PS4 Pro.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Final Fantasy Explorers-Force anunciado

A Square Enix revelou um novo jogo para iOS e Android através das páginas da revista Famitsu. Chamado Final Fantasy Explorers-Force, é um ...

A Square Enix revelou um novo jogo para iOS e Android através das páginas da revista Famitsu. Chamado Final Fantasy Explorers-Force, é um novo multiplayer action RPG inserido na aclamada série Japonesa.

Se entrares neste mundo, terás a oportunidade de escolher um dos famosos Jobs da série principal e serás ainda capaz de enfrentar summons poderosos.

Até um máximo de cinco jogadores podem entrar na mesma party e percorrer o mundo de Explorers-Force em conjunto. Tal como visto no jogo da Nintendo 3DS, poderás transformar-te em personagens icônicos da série principal.

Agendado para 2017, Final Fantasy Explorers-Force promete ser o próximo furor da Square Enix no mundo mobile.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Square Enix anuncia Project Prelude Rune

A Square Enix anunciou que está a trabalhar numa nova propriedade intelectual, por enquanto chamada de Project Prelude Rune, que está a ser...

A Square Enix anunciou que está a trabalhar numa nova propriedade intelectual, por enquanto chamada de Project Prelude Rune, que está a ser desenvolvida por um novo estúdio liderado por Hideo Baba.



Conhecido pelo seu papel enquanto produtor na série Tales of da Bandai Namco, Baba lidera o Studio Istolia para criar um novo RPG que terá como foco principal a "premonição do mistério". Baba espera ter a capacidade para entregar um jogo repleto de mensagens significativas, envolto em emoções poderosas.

Nada se sabe quanto a plataformas para este Project Prelude Rune e sobre uma possível data de lançamento, mas tendo em conta que o estúdio está a recrutar para praticamente todas as posições, provavelmente não chega tão cedo.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Ubisoft mostra o belo mundo de Ghost Recon Wildlands

Ghost Recon Wildlands será a base de uma apresentação da Ubisoft na GDC 17, evento para o qual a equipa responsável pelo jogo preparou ...


Ghost Recon Wildlands será a base de uma apresentação da Ubisoft na GDC 17, evento para o qual a equipa responsável pelo jogo preparou um vídeo dedicado ao mundo de jogo.
Desenvolvido pela Ubisoft Paris, Ghost Recon Wildlands apresentará um enorme mundo aberto que foi criado com ferramentas e tecnologias de topo. Este pequeno vídeo é apenas uma amostra da apresentação que será feita.










Quanto ao jogo em si, Ghost Recon Wildlands estará disponível a partir de 14 de Março.

1 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Nintendo defende DLC pago em Zelda: Breath of the Wild

The Legend of Zelda: Breath of the Wild terá direito a um Passe de Expansão, que custará €19.99, quando for lançado na Nintendo Wii U e na ...

The Legend of Zelda: Breath of the Wild terá direito a um Passe de Expansão, que custará €19.99, quando for lançado na Nintendo Wii U e na Nintendo Switch, algo que não deixou muitos jogadores contentes. Esta não é a primeira vez que a Nintendo aposta em Passes de Expansão mas a reação geral não foi positiva.

Durante o Nintendo Voice Chat podcast da IGN, Bill Trinen, Gestor Sénior do Maketing de Produtos na Nintendo of America, defendeu os conteúdos adicionais pagos, e explicou que foi muito debatido como seria feito o anúncio.

"Foi duro, foi muito debatido se seria anunciado, como seria anunciado. Penso que uma das coisas que é única na forma da Nintendo desenvolver jogos é que quando estamos a trabalhar no jogo, e conhecendo a história dos jogos Nintendo, sabes que usamos todos os minutos para deixar o jogo o melhor que nos é possível, e isso significa que a equipa que a equipa que estava a trabalhar no jogo terminou o jogo principal, e quando estavam prestes a arrumar tudo disseram 'Temos este mundo de Hyrule que é enorme, passamos tanto tempo a construí-lo. Seria um desperdício criar apenas um jogo e ficar por aí'", disse Trinen.

Para que as pessoas passem mais tempo neste mundo, pensaram em criar conteúdos adicionais e no que seriam. Trinen diz que é possível ver isso pois os conteúdos ainda estão em desenvolvimento e não chegam tão cedo.

"Da minha perspectiva, se fosse possível partilhar mais detalhes, teria sido mais fácil, mas penso que se olhares para o exemplo de algo como a abordagem de Mario Kart aos DLCs, o objectivo é dar às pessoas a opção de o comprar quando estão na loja e dar-lhes algo para ficarem à espera, e deixá-los saber que há mais a caminho neste mundo. E se fores um fã de Zelda que vai comprar uma Switch no lançamento e vais comprar a consola pelo Zelda, o quão contente não ficarás por saber que terás mais tempo no mundo de Zelda mais tarde."

The Legend of Zelda: Breath of the Wild chegará a 3 de Março à Nintendo Switch e à Nintendo Wii U.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

A King's Tale: Final Fantasy XV será oferecido aos jogadores

A Square Enix anunciou que A King's Tale: Final Fantasy XV será oferecido a todos os jogadores, ficando disponível no dia 1 de Março no...

A Square Enix anunciou que A King's Tale: Final Fantasy XV será oferecido a todos os jogadores, ficando disponível no dia 1 de Março no Xbox One e PlayStation 4.

Este jogo de ação e combate com visuais estilo retro foi apresentado apenas em algumas lojas em alguns países como um incentivo às pré-reservas. A partir de Março, poderás descarregar o jogo e conhecer mais uma fatia do universo de Final Fantasy XV, apesar deste momento em si ser fictício.










A King's Tale: Final Fantasy XV faz parte dos esforço da Square Enix em agradecer aos fãs pelo apoio prestado ao jogo, mas também serve para manter o jogo principal ativo e na boca dos jogadores.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Analise: NIOH

O  Nioh  é o novo RPG de ação produzido pelo  Team Ninja . Disponível exclusivamente para  PS4 , o lançamento traz mecânicas perfeitas de c...

Nioh é o novo RPG de ação produzido pelo Team Ninja. Disponível exclusivamente para PS4, o lançamento traz mecânicas perfeitas de combate, dificuldade elevada e ambientação situada no período feudal japonês. Confira, abaixo, a análise completa  com todas impressões sobre o jogo.
NiOh, exclusivo de PS4, traz combate que mistura Dark Souls e Onimusha

A caminho da guerra

A jornada de Nioh é protagonizada pelo guerreiro William, em 1600, no período Sengoku, uma geração de guerras civis motivadas pela reunificação do Japão. O protagonista é inspirado em uma figura real, William Adams, o primeiro navegador inglês a chegar ao Japão – sendo, também, o primeiro samurai ocidental.
Nioh: confira a análise (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Nioh: confira a análise (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Apesar de aliar referências históricas ao seu conceito de fantasia japonesa, o foco de Nioh não é o enredo. A trama é recheada de cutscenes caprichadas, especialmente na transição de áreas e confrontos contra chefes, porém não há explicações aprofundadas sobre os personagens. O principal antagonista, por exemplo, é mal explorado e aparece pontualmente.
O personagem inicia a aventura encarcerado em uma torre de segurança em Londres. A partir daí, ele deve descobrir uma forma de sair do local para cumprir o seu objetivo inicial de chegar ao Japão. Ao desembarcar em terras nipônicas, o herói percebe que há algo errado além dos destroços da guerra, visto que os vilarejos estão tomados por yokai, criaturas sobrenaturais do folclore japonês.

Se errou, faz de novo

Nioh tem, sem sombra de dúvidas, uma grande referência quando o assunto é jogabilidade: a franquia Dark Souls. A semelhança entre Nioh e a série da From Software é justamente o alto tom de dificuldade. Assim como em Dark Souls e Bloodborne, os combates exigem reflexos rápidos e pleno domínio da movimentação e controle do Ki – que substitui o vigor – até em duelos contra inimigos comuns.
Nioh traz referências históricas ao seu mundo fantasioso (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Nioh traz referências históricas ao seu mundo fantasioso (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
A grande diferença de Nioh é que ele propõe um sistema de combate mais dinâmico, com nítidas influências do gênero hack and slash. As batalhas pedem um equilíbrio entre velocidade e precisão absoluta, mas ainda é preciso estudar o comportamento rival para tentar descobrir o momento certo de atacar e defender.
Os controles são bastante responsivos e acessíveis a qualquer jogador. Tudo funciona bem, inclusive a câmera, que sempre chega a ser um problema sério em títulos do gênero. Para diversificar o combate, William pode optar por equipamentos de diferentes cadências, como machados, katanas, espadas e lanças.
Outra característica a ser ressaltada é a possibilidade de ajustar a postura de combate entre as posições baixa, média e alta. O plano da arma garante mais flexibilidade, uma vez que os inimigos são vulneráveis a certos tipos de postura. Um demônio colossal, por exemplo, naturalmente mais lento, sofrerá mais dano de armas leves, com golpes desferidos de cima para baixo.
Nioh: combate consegue ser dinâmico e estratégico na medida certa (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Nioh: combate consegue ser dinâmico e estratégico na medida certa (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Estrutura que incentiva a repetição

Nioh procura se inspirar em mecânicas mais robustas de RPGs atuais ao trazer um o profundo nível de personalização, uma árvore de habilidades e o sistema de distribuição de atributos. O número de itens à disposição do personagem realmente impressiona, assim como a ampla variedade de armas, capacetes, proteções e itens.
Diferentemente de jogos como Dark Souls, cujo mundo aberto é totalmente conectado, Nioh aposta em uma fórmula antiga já conhecida nos videogames: a estrutura por fases. Ao concluir uma missão, o protagonista retorna ao mapa e, a partir daí, pode definir um novo destino.
O formato de seleção de fases torna a experiência menos imersiva. Por outro lado, ele permite que as atividades sejam repetidas inúmeras vezes, seja uma das dezenas de missões secundárias ou qualquer um dos objetivos relacionados à história.
Nioh: estrutura do jogo permite repetir missões principais e secundárias (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Nioh: estrutura do jogo permite repetir missões principais e secundárias (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Os itens, distribuídos em níveis de raridade – comum, incomum e único –, são gerados de forma randômica em baús e inimigos abatidos, no melhor estilo Diablo. Isso significa que revisitar áreas para adquirir equipamentos e acumular pontos pode ser uma ótima estratégia a quem está estagnado na história e não consegue progredir devido ao elevado nível de dificuldade.

Ajuda bem-vinda

Para tornar a experiência amigável ao jogador casual, Nioh também tem um modo online o qual é possível ajudar outros samurais em áreas contra chefes. William pode evocar um outro combatente com a ajuda do item "Copo de Ochoko", que pode ser obtido ao vencer espíritos de jogadores derrotados.
Uma vez que o visitante ao mundo morre, o seu personagem terá que continuar na fase sozinho. O recurso online de Nioh pode ser confuso no início, mas passa a ser altamente viciante a partir do momento que é plenamente compreendido.
Nioh: Japão feudal está bem representado no game (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Nioh: Japão feudal está bem representado no game (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Japão feudal bem representado

Visualmente falando, a ambientação de Nioh é, sem hesitar, uma das melhores representações do Japão feudal já vistas nos games. Os cenários são caprichados e recheados de figuras características, e as criaturas mitológicas dão um show à parte no quesito criatividade.
O personagem visita vilarejos, templos budistas, castelos e outros ambientes incríveis que realçam a arquitetura japonesa. O ponto negativo fica por conta da reciclagem de fases. Isso porque é comum visitar o mesmo mapa duas ou três vezes com pequenas alterações, como caminhos limitados e clima diferente – que alterna entre sol e chuva. Os elementos reutilizados quebram um pouco a imersão.
No aspecto técnico, Nioh também se destaca pela iluminação dinâmica e sombreamento. Os cenários, em grande parte, têm baixa luminosidade, portanto os efeitos e partículas ficam mais visíveis. É importante lembrar que o game possui uma aba de configuração de gráficos no próprio menu. É possível travar o jogo a 1080p e 60 fps ou optar, caso seja no PS4 Pro, por uma resolução maior, que funciona como um upscale ao 4K.


Conclusão

Nioh é um grande concorrente ao posto de melhor exclusivo de PS4 e, indiscutivelmente, um dos games mais difíceis já lançados para a plataforma. Com combate brutal, ambientação no período feudal japonês e sistemas que estimulam a repetição, o título tem um fator vício capaz de consumir centenas de horas de seu tempo livre.

Nota. 9.5


PRÓS

  • Sistema de combate
  • Exploração
  • Customização
  • Fórmula viciante
  • Japão feudal

CONTRAS

  • Cenários reciclados

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...