News

Recent Posts

Returnal nomeado jogo do ano em evento britânico

  Returnal conquistou o seu primeiro prémio de jogo do ano. Na Develop:Star Awards 2021, um evento que contou com formato físico na edição d...

 Returnal conquistou o seu primeiro prémio de jogo do ano.

Na Develop:Star Awards 2021, um evento que contou com formato físico na edição deste ano e é descrito como a maior expo para criadores no Reino Unido, corou o jogo da finlandesa Housemarque como o jogo do ano 2021.





Disponível para a PlayStation 5, Returnal foi lançado em abril deste ano e desde o primeiro dia que tem dado imenso que falar, especialmente pela forma como mistura o ADN arcada do estúdio com as filosofias roguelike que estão na moda.

Returnal ganhou ainda na categoria de melhor arte visual.

Nesta mesma gala, a Sumo Digital foi eleita estúdio do ano, a Polygon Treehouse eleita o melhor pequeno estúdio, Little Orpheus da The Chinese Room foi eleito o melhor jogo mobile, Fall Guys foi eleito como a melhor nova propriedade intelectual (o jogo ganhou também o prémio de melhor design) e Lost Words conquistou uma distinção pela sua inovação.

Spider-Man: Miles Morales conquistou o prémio de melhor áudio.

Os vencedores são escolhidos pelos trabalhadores da indústria que participam no evento e decidem participar nas votações ao longo das diversas categorias, onde o foco vai para os grandes feitos criativos na indústria dos videojogos.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Star Ocean The Divine Force anunciado

  Se pensavas que Star Ocean 5 tinha sido o prego final no caixão, podes respirar de alívio pois a Square Enix anunciou Star Ocean The Divin...

 Se pensavas que Star Ocean 5 tinha sido o prego final no caixão, podes respirar de alívio pois a Square Enix anunciou Star Ocean The Divine Force, um novo RPG na sua série de aventuras espaciais.



Desenvolvido pela Tri-Ace como parte das celebrações dos 25 anos de Star Ocean, The Divine Force está em desenvolvimento para o PlayStation 5 e PS4, plataformas confirmadas para a State of Play.

Atualização: A Square Enix confirmou que o jogo será lançado para a PS5, PS4, PC, Xbox Series e Xbox One.

O vídeo de revelação mostra um projeto que certamente terá um orçamento e escala mais pequenos do que os maiores projetos da Square Enix, o que vai ao encontro das palavras da companhia quando disse que os grandes jogos seriam desenvolvidos internamente.

O lançamento está agendado para 2022 e em baixo podes ver o trailer:

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Vendas do PS5 superiores a 13.4 milhões de unidades

  A Sony anunciou os resultados para o seu mais recente trimestre financeiro, período que decorreu entre julho e setembro de 2021, durante o...

 A Sony anunciou os resultados para o seu mais recente trimestre financeiro, período que decorreu entre julho e setembro de 2021, durante o qual conseguiu registrar receitas superiores ao esperado.

Após previsões de receita operativa de 285.1 mil milhões de ienes, a Sony apresentou 318.5 mil milhões de ienes como o resultado e atribui esta performance à música, filmes e divisão de eletrônica, mesmo quando a grande maioria do mundo já não se encontra em isolamento social.

Durante estes 3 meses, foram vendidas mais de 3.3 milhões de consoles PlayStation 5, o que eleva para um total de 13.4 milhões de unidades vendidas desde 11 de novembro de 2020.

A Sony comunicou ainda que registra mais de 47.2 milhões de subscritores PS Plus, uma ligeira subida sobre os 45.9 milhões registados no mesmo trimestre do ano fiscal anterior. Isto significa que perto de metade dos 104 milhões de utilizadores da PSN são assinantes do serviço.

As vendas do PS5 estão restritas pela capacidade de fabricar mais unidades, devido à escassez de componentes que afeta diversas indústrias e companhias, o que não permite à Sony aumentar a previsão de vendas.

Entre os meses de julho e setembro de 2021, a Sony vendeu 76.4 milhões de jogos, 7.6 milhões deles são jogos da PlayStation Studios e foi revelado que o rácico digital está nos 62%.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

State of Play - Acompanhem AO VIVO AS 18H

 A Sony Interactive Entertainment está pronta para uma nova State of Play. Será a partir das 22h em Lisboa, 18h em Brasília, que serão trans...

 A Sony Interactive Entertainment está pronta para uma nova State of Play.



Será a partir das 22h em Lisboa, 18h em Brasília, que serão transmitidos 20 minutos de novidades, mas não esperes ver jogos da PlayStation Studios pois o foco será todo para third parties.

Revelações de jogos e novas informações sobre jogos já anunciados para a PS5 e PS4 é o que a Sony tem planeado.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Returnal já permite suspender o ciclo

  Returnal já recebeu a desejada funcionalidade de pausar o ciclo. Apesar de não se tratar de uma opção de efetuar um save tradicional, a at...

 Returnal já recebeu a desejada funcionalidade de pausar o ciclo.

Apesar de não se tratar de uma opção de efetuar um save tradicional, a atualização 2.0 de Returnal que chegará hoje mostra a Housemarque a responder aos pedidos de imensos jogadores.



Após instalar a atualização, podes jogar Returnal sabendo que se tiveres de parar de jogar, podes criar um ponto de retorno e quando voltares ao jogo, estarás nesse preciso local e com tudo o que já conquistaste. Uma vez usado, esse "ponto de suspensão" não poderá voltar a ser usado. Se quiseres voltar a parar, será criado outro ponto de suspensão.

Desta forma, o design e filosofias de Returnal permanecem intactos e quem tiver a necessidade de parar a meio de um ciclo já pode desligar totalmente a consola e ficar descansado.

Além desta novidade, Returnal também recebeu um modo foto para os que adoram fotografia virtual.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Domine novas habilidades em Horizon Forbidden West

  A Guerrilla conta tudo sobre as formas de explorar e sobreviver à disposição da Aloy no segundo blog dos desenvolvedores. O mundo aberto d...

 A Guerrilla conta tudo sobre as formas de explorar e sobreviver à disposição da Aloy no segundo blog dos desenvolvedores.


O mundo aberto de Horizon Zero Dawn é um playground para os jogadores. Galope pelos ermos no seu Aríete de confiança para contemplar os ricos ambientes e povoados vibrantes. Liberte o caçador que existe em você e se esgueire por acampamentos de bandidos para eliminar inimigos silenciosamente e desativar os chamados de reforços. Ou escale as montanhas mais altas para contemplar belíssimas paisagens e segredos do Velho Mundo… 



Horizon Forbidden West, a continuação da empolgante aventura da Aloy, foi desenvolvido com os mesmos princípios da liberdade dos jogadores. Na verdade, a equipe da Guerrilla se dedicou a oferecer ainda mais formas de explorar e experimentar o mundo.


Alerta de Spoilers: Este artigo contém spoilers sobre Horizon Zero Dawn e seu enredo.


Viaje pelo Oeste Proibido

No trailer de jogabilidade, mostramos a Aloy usando uma variedade de ferramentas novas no Oeste Proibido. “No intuito de expandir a fundação estabelecida por Horizon Zero Dawn, adicionamos várias formas de percorrer o mundo”, explica David McMullen, Chefe de Design de Sistemas na Guerrilla. “Aloy pode escalar livremente por seções imensas de terreno rochoso. Agora, ainda mais máquinas servem como montarias; suportes de gancho são encontrados por todo o ambiente, permitindo deslocamento vertical mais ágil; nadar debaixo d’água introduziu um novo aspecto da exploração; e o Planador oferece a melhor vista do belo mundo de Horizon Forbidden West, sem falar num atalho rápido para descer de grandes altitudes!”

Capturado em um PS5

Antes de mergulharmos nas novas mecânicas, David vai compartilhar alguns aspectos do processo de desenvolvimento, os desafios envolvidos e por que a equipe decidiu aumentar a liberdade do jogador na Aventura da Aloy. 

“Nossas decisões de design de deslocamento sempre buscaram aumentar a interatividade dinâmica com o mundo ao redor. Então pensamos em dar ao jogador o poder de manipular e destruir o ambiente com uma ferramenta como o Lança-gancho, ou se lançar ao ar com o gancho e o Planador e dar sequência num Ataque Aéreo. O mais empolgante é como as nossas mecânicas, novas e antigas, interagem numa sinergia para oferecer abordagens variadas e dinâmicas em qualquer cenário.” 

“Essa vasta oferta de novas opções também criou desafios para o nosso processo de design de mapas. Queremos permitir que os jogadores sejam mais espertos que a gente, usando novas manobras ou ferramentas para superar alguns dos nossos desafios de formas inteligentes e imprevisíveis. Quebra-cabeças de deslocamento nem sempre têm uma solução binária. Por isso, encorajamos jogadores a experimentarem e se divertirem com as novas ferramentas. Ofereceremos uma variedade de desafios, independentemente de estilo de jogo, habilidade ou experiência prévia com Horizon Zero Dawn.”

E, é claro, os novos recursos do hardware do PlayStation 5 apresentaram outro desafio empolgante. Ainda que Horizon Forbidden West seja desenvolvido e distribuído para PS4 e PS5, teremos alguns destaques para quem jogar no console mais novo.

“O controle sem fio DualSense tem um papel em todas as nossas mecânicas”, afirma David. “Do arrastar dos destroços quando você empurra um caixote à sensação do cabo desenrolando ao usar o Lança-gancho — com a tensão adaptável crescente do gatilho ao puxar! Também adicionamos dimensões tácteis para aumentar tanto o valor da jogabilidade quanto a sensação de participar do mundo que a Aloy percorre. Podem ser tão sutis quanto a sensação de entrar na grama furtiva, ou o estalo do gatilho adaptável ao puxar a corda do arco ao máximo. Inclusive, usamos a ausência de tensão adaptável para ajudar a comunicar quando acabou a munição.”

Exploração Imersiva

Nossa comunidade de Horizon adora descobrir novas áreas e escalar panoramas super altos. Até hoje os jogadores compartilham um monte de imagens, vídeos e memórias das aventuras no jogo! Naturalmente, esse nível de exploração imersiva foi algo que a equipe da Guerrilla levou muito a sério durante o desenvolvimento da continuação, de acordo com David.

“O sistema de escalada livre em Horizon Forbidden West é um recurso incrível que deixou a gente muito empolgado, pois com ele podemos deixar vastas áreas do terreno escaláveis (onde fizer sentido visual e narrativamente) de uma forma que não foi possível em Horizon Zero Dawn. Superfícies rochosas nessas áreas são escaláveis livremente sem o uso de trilhas tribais!”

Capturado em um PS5

“Outra novidade é a mecânica de transposição de salto que permite à Aloy se içar para o topo de qualquer objeto a uma altura da qual é possível pular com espaço para puxar. Combinada com a habilidade de escalada livre e a adição de ganchos ao nosso ambiente, o potencial de exploração aumentou muito.”

Duas outras revelações do trailer de jogabilidade de Horizon Forbidden West que empolgaram muito os fãs — e os Guerrillas — são os já mencionados Lança-gancho e Planador: novas ferramentas ao dispor da Aloy que vão deixá-la mais ágil durante a exploração e as inevitáveis batalhas que ela vai encarar no Oeste.

“O Lança-gancho é um dispositivo mecânico de pulso com duas funções separadas”, conta David. “A primeira função é a mecânica de gancho de escalada que deixa o jogador atravessar o ambiente de forma rápida e fácil, uma opção dinâmica de travessia/fuga na caixa de ferramentas do jogador. Ao usar o gancho, é possível ativar o lançamento — e Aloy será atirada ao ar, onde poderá agarrar uma beirada mais alta, disparar o arco, planar, atacar do alto ou até atirar o gancho em outro suporte.” 

“A segunda função do Lança-gancho é o guincho que deixa o jogador manipular, mover e destruir dinamicamente objetos no ambiente. O que torna possível, por exemplo, puxar um baú de saque escondido numa beirada ou abrir um duto de ventilação para criar uma nova rota de subida.”

“O Planador sempre foi o favorito da equipe, pois oferece não só a forma mais divertida de voltar de uma escalada épica, mas também a mais bonita! É uma ferramenta essencial com tanta verticalidade, pois descer a pé pela mesma trilha é menos interessante do que subir.”

“Esperamos que os jogadores curtam esse nível de liberdade, assim como novas oportunidades de jogabilidade, combate e exploração. O Planador combina bem com muitas outras mecânicas tanto em combate quanto fora, tais como pousar na montaria, tirolesas, a habilidade Ataque Aéreo e muito mais…”

Um território majestoso, porém perigoso

Por mais que toda essa exploração e travessia do mundo soe idílica, o Oeste Proibido também está cheio de perigos, com muitos inimigos desconhecidos e um novo elenco de máquinas para a Aloy enfrentar. É imprescindível ter as armas certas, assim como a munição e as habilidades pertinentes para quando você se deparar com uma base inimiga ou um Tremodonte enfurecido. 

Assim como no deslocamento, foi igualmente importante evoluir o design de combate além de Horizon Zero Dawn e desenvolvê-lo com base nos princípios de liberdade e escolha do jogador num mundo aberto. Com as novas mecânicas de combate, tipos de inimigos e variação de armas (para mencionar só alguns aspectos), os jogadores vão poder avaliar facilmente uma situação perigosa e escolher como entrar num cenário de combate — e então trocar de táticas de luta dinamicamente.

O Chefe de Design de Combate da Guerrilla, Dennis Zopfi, conta como a equipe expandiu as funcionalidades principais em Horizon Forbidden West. “Um dos pontos centrais que influenciaram todas as nossas decisões de combate foi a maior liberdade do jogador, e aplicamos isso a tudo: combate corpo a corpo, armas, trajes, habilidades e outras mecânicas novas. Queríamos dar aos jogadores mais ferramentas, profundidade e ajustes com que brincar.”

“Um conceito completamente novo em Horizon Forbidden West é a bancada, onde você melhora e reforça armas e trajes. Assim, você vai desbloquear novas vantagens, espaços de modificação, habilidades, e vai ter um grau maior de personalização, resistências e novas formas de agir!”

Outra forma de melhorar a capacidade da Aloy é a árvore de habilidades. “Em Horizon Zero Dawn, as habilidades eram compradas e desbloqueadas ao atingir um nível”, explica Dennis. “Ainda que o princípio continue na continuação, reformulamos a árvore de habilidades completamente com mais caminhos e habilidades; dentro da árvore, as habilidades também têm sinergia com aquelas já presentes em trajes ou que precisem ser desbloqueadas nelas.”

Se você já leu nossa publicação anterior sobre a Aloy, então sabe que o desenvolvimento de personagens envolve múltiplas equipes. A equipe de Combate também tem uma participação vital na evolução dela. 

Dennis concorda, “Sempre começamos com a personagem e como queremos que o jogador a perceba durante a experiência do jogo. No caso de Aloy, isso engloba características como inteligência, agilidade, precisão e inventividade. Nosso papel é traduzir isso tudo em mecânicas de jogo. É claro que, já tendo lançado Horizon Zero Dawn, tínhamos uma base por onde começar. Portanto, para Horizon Forbidden West, pensamos onde essas características podem aparecer com mais força ou o que poderia ser adicionado. Temos as mecânicas de combate direto, como arco e corpo a corpo, mas também as indiretas, como habilidades, trajes, melhorias e técnicas de armas. É um desafio de design bacana fazer todos esses sistemas nos bastidores funcionarem juntos na engine.”

Novas armas e ferramentas

E não foi só a Aloy que evoluiu desde Horizon Zero Dawn. O Oeste Proibido é uma fronteira majestosa, mas perigosa, com muitas ameaças misteriosas que a Aloy poderá encontrar. Isso cria uma meta adicional para Dennis e as equipes, que precisam garantir que ela tenha as armas e ferramentas certas para enfrentar as batalhas.

“Queríamos aproximar o combate corpo a corpo e à distância”, diz Dennis. “Aloy não é uma personagem de força bruta, então procuramos maneiras de fazer o jogador alternar entre corpo a corpo e à distância para dar à Aloy a oportunidade de conquistar uma grande vitória com suas habilidades de arquearia. Um exemplo de uma habilidade dessas é a Explosão de Ressonador, em que você carrega a lança de energia com golpes corpo a corpo e, quando totalmente carregada, a energia pode ser transferida para inimigos (humanos ou máquinas) e, seguida de um projétil, resulta numa grande explosão!”

“Também temos o Impulso de Bravura: 12 no total, cada um deles representa e reforça uma abordagem específica do jogo. Você desbloqueia e melhora o Impulso de Bravura pela árvore de habilidades com pontos de habilidade. Cada Impulso de Bravura tem três níveis. Quanto maior o nível, mais tempo leva para carregar, mas mais poderoso fica o ataque.”

“O nível aparece na barra roxa exibida no trailer de jogabilidade. Você vai receber mais Bravura — carregando a barra — com ações hábeis, como acertar pontos fracos ou remover componentes. No vídeo, vimos a Aloy executar a Explosão Radial contra o guerreiro Tenakth grandão.”

“Também é importante recompensar jogadores que optam pelo corpo a corpo, pois é perigoso ficar perto dos inimigos, principalmente das máquinas! Quem apostar na habilidade e ousadia vai fazer um belo estrago com esses recursos — é só tomar cuidado!”

Além desses confrontos, há mais um nível de habilidade de combate necessário agora que algumas facções inimigas montam nas máquinas. É importante ficar de olho tanto na montaria inimiga quanto no cavaleiro, de acordo com Dennis.

“Em Horizon Zero Dawn, confrontos com máquinas e humanos eram muito separados, eles nunca agiam em grupo contra a Aloy. O mundo mudou em Horizon Forbidden West com mais perigos, mais facções inimigas e mais máquinas. Agora todos podem lutar em grupos, um grande desafio à nossa heroína e aos jogadores.”

“Quanto ao combate montado, o jogador vai precisar se adaptar e decidir quem derrotar primeiro e qual a forma mais eficaz. Inimigos humanos têm armas, ataques e habilidades diferente das máquinas, então os dois se complementam, aumentando o perigo!”

No trailer de jogabilidade, Aloy conta com várias armas novas. Armas como o Arco de Caçador, o Arco de Precisão e o Estilingue Explosivo vão estar presentes, é claro, mas temos novidades de sobra para os jogadores experimentarem.

“Nosso objetivo em Horizon Forbidden West foi dar uma personalidade mais forte a cada arma, que também é expressada na forma de uso delas”, conta Dennis com um sorriso. “Cada arma tem pontos fortes e fracos em termos das situações ideais de uso.”

“Por exemplo, o Lança-dardo é uma arma nova de dano elevado que facilita acertar alvos maiores se usado no momento certo. Quanto ao dano Elemental, como fogo ou adesivo, uma boa opção é o Estilingue Explosivo, e assim por diante. Cada arma dispõe de vantagens, tipos de munição e espaços de bobina de arma diferentes que permitem uma personalização ainda maior. No entanto, algumas armas precisam de melhorias para serem modificadas.”

Mais liberdade e jogabilidade dinâmica

Como David e Dennis demonstraram, aumentar as opções e a liberdade do jogador estava na essência do ciclo de desenvolvimento de Horizon Forbidden West:

“Tem várias outras adições sutis, mas impactantes, que deixam a jogabilidade mais dinâmica”, resume David. “Alguns exemplos: a Aloy agora pula em paredes, pula para longe da superfície de escalada, salta alto e muito mais. Por mais que pareçam ser coisas pequenas, quando combinadas, elas possibilitam desafios ambientais mais interessantes e mais opções para os jogadores.”

Dennis confirma, “Nos dedicamos muito para dar mais profundidade ao mundo e mais opções aos jogadores. Mal esperamos para ver como as pessoas vão assumir o papel da Aloy com tantas possibilidades novas de habilidades, armas e equipamentos a serem obtidos no misterioso Oeste Proibido. Foi muito divertido criar combinações bacanas e poderosas para os jogadores descobrirem, e esperamos que as pessoas gostem do jogo quando for lançado!”

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Crescimento do Xbox Game Pass abaixo do desejado pela Microsoft

O número de subscritores que pagam assinatura ao Xbox Game Pass é inferior ao alvo estabelecido pela Microsoft, segundo descoberto em docume...

O número de subscritores que pagam assinatura ao Xbox Game Pass é inferior ao alvo estabelecido pela Microsoft, segundo descoberto em documentos internos criados pela companhia.



Avistados pelo Axios Gaming e partilhados pelo VGC, estes documentos indicam que o popular serviço da Microsoft atraiu menos subscritores pagos do que o número estabelecido pela Microsoft como meta anual.

Nestes documentos, a Microsoft revela que o número de subscritores Xbox Game Pass cresceu 37.48% entre 1 de julho de 2020 e 30 de junho de 2021, abaixo do alvo de 47.79% estabelecido pela companhia. No ano anterior, o crescimento foi de 85.75% e ultrapassou os 71% estabelecidos como alvo pela Microsoft.

A Microsoft diz que não revela o número de subscritores por razões competitivas e prefere focar-se em alvos ou resultados expressos em termos de crescimento anual.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Phil Spencer assegura que a Xbox vai comprar mais estúdios

 Phil Spencer, líder da divisão Xbox da Microsoft, afirmou que estão atentos à possível compra de mais estúdios. Numa conversa durante o eve...

 Phil Spencer, líder da divisão Xbox da Microsoft, afirmou que estão atentos à possível compra de mais estúdios.

Numa conversa durante o evento do Wall Street Journal, obrigado ao VGC, Spencer foi questionado se estão interessados em comprar mais estúdios e afirmou que continuam à procura de talento capaz de melhorar a companhia.

"Estou mesmo orgulhoso de alguns dos criadores que escolhemos para se tornarem parte da Xbox. Muitos destes criadores, têm escolha. Se olhares para algumas das pessoas que compramos e às quais nos associamos, são pessoas com as quais temos uma longa relação e entraram para a Xbox e vêm o nosso plano para a plataforma e serviço e quero que sejam capazes de fazer o seu mais espantoso trabalho criativo como parte desta equipa."

"Oferecemos-lhes estabilidade financeira. Não se trata apenas do sucesso do seu próximo jogo. Quero dar-lhes mais capacidade criativa, mais tempo necessário para conseguirem o seu melhor trabalho. Esse é o meu objetivo, somos grandes crentes no poder do conteúdo. Ouviste o Satya Nadella a falar disso e a Amy Hood a falar disso.

"Por isso, estamos sempre à procura de mais pessoas que pensamos ser um bom par e equipas que podem ser boas parcerias para a nossa estratégia. Definitivamente, ainda não terminamos."

Spencer diz que não existe uma quota a cumprir e nem sequer uma cronologia de aquisições, mas se encontrarem um bom estúdio, vão tentar descobrir o que podem fazer em conjunto e esse é um dos "privilégios de estar na Microsoft e ter a capacidade de escolher uma abordagem a longo prazo e adicionar espantosos criadores ao catálogo é uma parte importante disso."



O patrão da Xbox comentou ainda que os estúdios e equipes permanecem independentes para seguir os seus projetos e manter o seu ADN, não sendo manobrados pela Xbox para se tornarem em algo que não são.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Xbox anuncia transmissão especial de 20 anos

  A Xbox anunciou uma transmissão especial de 20 anos. Será a 15 de novembro de 2021, pelas 18h em Lisboa, que a Microsoft começará uma tran...

 A Xbox anunciou uma transmissão especial de 20 anos.

Será a 15 de novembro de 2021, pelas 18h em Lisboa, que a Microsoft começará uma transmissão especial para comemorar os 20 anos desde o lançamento da primeira console do Xbox.



Além de comemorar o lançamento do Xbox original, será comemorado o lançamento do primeiro Halo e está confirmada a presença de Matt Booty do Xbox Game Studios para os festejos.

A companhia esclarece desde já que não anunciará novos jogos pois este é um olhar especial aos 20 anos de vida da Xbox.

xbox_20_anos

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Elden Ring é adiado para fevereiro

 Jogo receberá testes fechados com presença do público em novembro Elden Ring foi adiado em cerca de um mês, para 25 de fevereiro de 2022. A...

 Jogo receberá testes fechados com presença do público em novembro



Elden Ring foi adiado em cerca de um mês, para 25 de fevereiro de 2022. Além disso, o jogo receberá testes fechados com participação do público entre 12 e 14 de novembro, basta se registrar e torcer.

Segundo o time de desenvolvedores do jogo, o atraso ocorreu pois "a profundidade e a liberdade estratégica do superaram as expectativas iniciais." Após a notícia, a equipe agradeceu aos fãs pela paciência.

Em contrapartida do adiamento, uma boa notícia foi divulgada para o game. Elden Ring terá um período de testes de conexão para julgar o quão bem os elementos online funcionam quando colocados sob o estresse de uma base de jogadores completa. Para ter acesso, basta se registrar no site oficial do jogo e torcer para ser escolhido. Importante mencionar que apenas será possível jogar nos consoles -- PS4, PS5, Xbox One, Series X|S. O cross-play entre aparelhos da mesma família estará liberado.

Serão cinco sessões de testes ao todo entre 12 e 14 de novembro. Confira os horários convertidos para Brasília:

12 de novembro

  • 7h às 10h
  • 23h às 2h

13 de novembro

  • 15h às 18h

14 de novembro

  • 7h às 10h
  • 23h às 2h


0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Gameplay de Project M, um RPG de fantasia negra com ação visceral

  Tradicionalmente, o Japão sempre foi o braço mais forte da Ásia no que toca ao desenvolvimento de videojogos, mas há cada vez projectos ma...

 Tradicionalmente, o Japão sempre foi o braço mais forte da Ásia no que toca ao desenvolvimento de videojogos, mas há cada vez projectos mais interessantes a surgir de países vizinhos como a China e Coreia do Sul. Project M, a ser desenvolvido pela Hound 13, é mais uma amostra do potencial que aí existe.

A Hound 13 é uma produtora da sul coreana, mais conhecida pelo jogo Hundred Soul, disponível para dispositivos iOS e Android. Atualmente está a desenvolver um novo jogo, de fantasia negra, para PC e consolas.


No vídeo gameplay em baixo podes ver uma amostra do Project M. É um RPG de ação com ataques viscerais e golpes rápidos. Ainda existe algum trabalho pela frente, principalmente na parte visual - é bastante confuso e a imagem não está nítida.


Mas é indiscutível que existe potencial.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Evento da PlayStation Acontecerá neste Sábado as 8h AM

 A PlayStation do Japão anunciou, nesta segunda-feira (11), que sediará uma livestream no sábado (16), na qual apresentará Elden Ring, Horiz...

 A PlayStation do Japão anunciou, nesta segunda-feira (11), que sediará uma livestream no sábado (16), na qual apresentará Elden Ring, Horizon Forbidden West e Dragon Quest X: Rise of the Five Tribes Offline. A transmissão ocorrerá às 8h — horário de Brasília — no YouTube.

Quem está ansioso pelo jogo da FromSoftware, no entanto, deve ficar com as expectativas baixas. Isso porque, o youtuber japonês Dennou Shojo Siro falará apenas sobre informações já reveladas do game.


Quanto a Horizon Forbidden West, Siro e o apresentador Hatsune Matsushima discutirão novos elementos de gameplay, com base em conteúdo já noticiado previamente. Portanto, não espere por grandes novidades.




Em relação a Dragon Quest X: Rise of the Five Tribes Offline, o produtor Takuma Shiraishi (Square Enix) e o youtuber Hajime Syacho apresentarão o primeiro gameplay do jogo.


Por fim, outros games como Mobile Suit Gundam: Battle Operation 2, Demon Slayer: The Hinokami Chronicles, Genshin Impact, Knives Out: EXTREME, Call of Duty: Vanguard e Earth Defense Force 6 também darão as caras.



Fonte: Gematsu

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Remake de um grande jogo PlayStation será anunciado em dezembro, diz cantora

  A PlayStation está a preparar o anúncio do remake de um dos seus maiores lançamentos. Quem o diz é a cantora Eabha McMahon , conhecida com...

 A PlayStation está a preparar o anúncio do remake de um dos seus maiores lançamentos.

Quem o diz é a cantora Eabha McMahon, conhecida como AVA, que numa recente entrevista foi questionada sobre os seus atuais trabalhos e confessou, obrigado ao ResetEra, que trabalhou numa música que servirá para promover um remake que a PlayStation anunciará pela altura do Natal.



"Recentemente escrevi uma música para um jogo PlayStation com o Michael McGlynn," disse AVA.

"Sim, isso aconteceu há cerca de um ano e meio, foi mesmo antes da pandemia. McGlynn constatou-me e disse simplesmente, 'escuta, estamos a escrever música para o remake de um jogo PlayStation' e ele já fez muita, muita escrita para diferentes jogos que são bem conhecidos," disse AVA quando questionada por mais detalhes. "Mas na verdade eu não sou jogador."

"Por isso, ele diz, 'olha, é uma peça em Irlandês que queremos.' Por isso, estive envolvida na escrita da letra da língua Irlandesa e a sua filha canta na música e a sua mulher arranjou arte das peças com coro, tal como o Michael. Ele também trabalhou comigo na parte da língua, foi uma espécie de esforço em família."

"Durante muito tempo não podia, não sabias para o que escrevias, era tudo secreto pois não queriam que fosse revelado. Por isso será anunciado no Natal, o nome do jogo. Sei qual é e confirmei que é um grande jogo, o que é fantástico! O jogo terá uma música em Irlandês, o que é brilhante."

Michael McGlynn e o grupo ANUNA, ao qual AVA pertence, já trabalharam com Yasunori Mitsuda em "Shadow of the Lowlands" para Xenoblade Chronicles 2, além disso, McGlynn atuou com Mitsuda nas comemorações dos 20 anos de Xenogears.

Será que teremos o anúncio de um remake de um jogo relacionado com Mitsuda? A revelação será provavelmente feita a 9 de dezembro, nos Game Awards.


0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Santa Monica Studio revela os idiomas em que God of War Ragnarok vai dar suporte

  God of War Ragnarok   é a aguardada sequência do jogo de 2018 que promete finalizar a saga no universo nórdico com Kratos e seu filho Atre...

 God of War Ragnarok é a aguardada sequência do jogo de 2018 que promete finalizar a saga no universo nórdico com Kratos e seu filho Atreus. Desde sua versão de 2018, o jogo já contava com o total suporte para localização em nosso idioma, com menu, legendas e vozes em PT-BR.

O jogo também oferece um vasto acervo de idiomas e hoje a Santa Monica Studio foi ao Twitter divulgar oficialmente quais idiomas em que God of War Ragnarok vai dar suporte, detalhando exatamente se vai ter dublagem ou apenas legendas. A informação foi revela em seu site oficial; Veja:



Localização completa, incluindo vozes + texto:

  1. Arabic
  2. French
  3. German
  4. Greek
  5. Italian
  6. Japanese
  7. Polish
  8. Portuguese [European]
  9. Portuguese [Brazilian]
  10. Russian
  11. Spanish [European]
  12. Spanish [Latin American]

Localização com apenas textos e menus:

  1. Chinese [Simplified]
  2. Chinese [Traditional]
  3. Croatian
  4. Czech
  5. Dutch
  6. Hungarian
  7. Korean
  8. Thai
  9. Turkish

Por fim, a Santa Monica Studio deixa claro que dependendo da região em que você vai comprar sua cópia de God of War Ragnarok, o idioma pode não aparecer nas opções do jogo, então preste bastante atenção antes de adquirir sua cópia.

Na semana passada tivemos uma notícia curiosa envolvendo Christopher Judge, ator de Kratos, no qual o mesmo revelou que o motivo de God of War Ragnarok ser adiado foi dele. Em 2019 o ator passou por uma cirurgia nas costas, quadris e até mesmo nos joelhos e ficou sem andar por um tempo.

God of War Ragnarok é um jogo de ação e aventura desenvolvido pela Santa Monica Studio e publicado pela Sony. O jogo é o nono título da franquia God of War e sequência do jogo de 2018.

Baseado em lendas nórdicas, o jogo irá ser situado na Noruega e o protagonista novamente será Kratos que permanece como único personagem jogável e conta com o auxílio de seu filho Atreus. É esperado que o jogo conte os eventos de Ragnarok, um evento que traz o fim do mundo e retrata a morte dos deuses Nórdicos e sua mitologia.

God of War Ragnarok será lançado em 2022 para PS4 e PS5.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Desenvolvedor de Final Fantasy 16 confirma sistema de árvore de habilidades 'expansivo' para RPG PS5

  O  produtor de  Final Fantasy 16  , Naoki Yoshida, revelou durante uma entrevista no recente Tokyo Game Show 2021 que o JRPG altamente ant...

 O produtor de Final Fantasy 16 , Naoki Yoshida, revelou durante uma entrevista no recente Tokyo Game Show 2021 que o JRPG altamente antecipado terá uma árvore de skin expansiva.

Yoshida-san, a quem se juntou na entrevista o criador de Final Fantasy Hironobu Sakaguchi, disse que a decisão de incluir este sistema nasceu do desejo de fazer os jogadores sentirem que estão a “desenvolver” uma personagem de uma forma pessoal.



Sakaguchi-san mencionou brevemente o Fantasian, onde disse que “uma das melhores sensações” durante um RPG foi quando você desbloqueou uma nova árvore de habilidades. Yoshida se expandiu, ecoando os sentimentos de Sakaguchi:

Geralmente há duas maneiras de interpretar um personagem. Você pode se colocar na pele de um protagonista predefinido ou, como em [ Final Fantasy] 14 , pode se tornar seu próprio protagonista. Mas mesmo no caso em que você 'joga' com um herói predefinido, é melhor ter algum senso de personalização na progressão do personagem, pois isso dá opções de jogo mais amplas.

Conteúdo relacionado - Guia completo do Sony PS5 - Um recurso total no PlayStation 5

Final Fantasy 16 está atualmente em desenvolvimento para o PS5, embora uma data de lançamento ainda não tenha sido definida. Anteriormente, a equipe revelou que o jogo seria 'voltado para a ação ' e que muito trabalho estava sendo colocado na história.

[Fonte - Siliconera ]

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Final Fantasy 16 está quase pronto

  Final Fantasy 16 está quase pronto e a equipe está neste momento a finalizar as missões secundárias e a melhorar a qualidade geral. Naoki ...

 Final Fantasy 16 está quase pronto e a equipe está neste momento a finalizar as missões secundárias e a melhorar a qualidade geral.

Naoki Yoshida, produtor, confirmou no TGS que já terminaram o principal design e que a narrativa central do jogo está terminada, o que permite à equipe concentrar-se em terminar as missões opcionais.




Ainda sem data de lançamento, Final Fantasy 16 é um dos jogos mais aguardados entre os adeptos das produções japonesas e desta forma, Yoshida sugere que o desenvolvimento está numa fase muito adiantada.

Em outubro de 2020, a Square Enix comentou que estava a trabalhar nos recursos de larga escala e na construção das batalhas contra bosses, mas agora ficamos a saber que estão muito mais perto de o concluir.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Jogo muito amado pode ter Remake pelas mãos da Blue Point

 Segundo a analista Millie Amand, Bluepoint aumentará seu catálogo de remakes A  Bluepoint Games foi anunciada como parte da família PlaySta...

 Segundo a analista Millie Amand, Bluepoint aumentará seu catálogo de remakes

Bluepoint Games foi anunciada como parte da família PlayStation na última quinta-feira (30) e, pelo jeito, já chegou colocando seus devs para trabalhar. Uma insider afirma que o estúdio possui dois projetos em andamento — um deles, um “remake de um jogo amado”.



A companhia é reconhecida pela ótima qualidade ao refazer games antigos, como Demon’s Souls e Shadow of the Colossus. De acordo com a analista de dados Millie Amand, dois games estão a caminho:

A Bluepoint Games, que se tornou oficialmente um estúdio da PlayStation ontem, conta com dois projetos em desenvolvimento

1- Um jogo original de tamanho similar a Marvel’s Spider-Man: Miles Morales da Insomniac;
2- Um remake de um jogo muito amado;

Desculpa, mas, com certeza não se trata de Metal Gear Solid.

Quanto ao tal “conteúdo original”, este foi revelado pelo presidente da produtora, Marco Thrush (mas não existem detalhes). Apesar disso, há quem entenda como algo nem tão inédito assim para se chamar de nova IP. Nibellion, outro insider conhecido na indústria, acredita na possibilidade de ser uma franquia já existente.

Vale ressaltar: até o momento, a Bluepoint e a Sony não citaram o número de títulos em desenvolvimento, então trate as informações dos insiders como um rumor.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...