News

Já existe uma análise ao PS4 Slim

A Sony ainda não confirmou oficialmente a existência da PlayStation 4 Slim, apesar das muitas fugas de informação que ocorreram nas últ...



A Sony ainda não confirmou oficialmente a existência da PlayStation 4 Slim, apesar das muitas fugas de informação que ocorreram nas últimas semanas. Várias consolas apareceram nos sites de leilões e agora até já existe uma análise ao novo modelo.

A primeira análise da PS4 Slim foi publicada pelo Let's Play Videogames. O site tem inclusive um vídeo unboxing da consola no Youtube, o que lhe dá legitimidade para falar sobre o novo modelo. Pelo que parece, o site pediu uma PS4 Slim emprestada a alguém, referindo que "não possuímos a unidade testada e já não a temos neste momento".

O que diz a análise sobre a PS4 Slim? Em primeiro lugar, o novo modelo, diferente da Xbox One S, não tem suporte para HDR (High Dynamic Range) nem tem capacidade para fazer upscale dos jogos para 4K. Também não existe suporte para os novos Bluray de 4K, o que sugere que funcionalidades como estas estão reservadas para a PlayStation 4 Neo, que segundo os rumores é um novo modelo mais poderoso.



Comparativamente ao modelo original, a PS4 Slim perdeu a porta óptica e as duas entradas USB frontais estão mais afastadas. O acabamento é todo em matte, perdendo o painel gloss que se encontrava na parte superior do modelo original. Uma alteração bem-vinda é o acesso facilitando ao disco de armazenamento da consola, que é feito removendo um plástico com a mão no canto traseiro.

O novo Dualshock 4 é a parte mais interessante. O Dualshock 4 incluído na PS4 Slim tem uma barra luminosa no Touch Pad, que permite ver a cor da barra luminosa na parte da traseira sem rodar o comando. Mais curioso é que, segundo a análise, quando ligado por fio o novo Dualshock 4 opta por transferir os dados completamente pelo cabo, o que reduz ligeiramente a latência de resposta nos jogos. Aparentemente o D-Pad também está melhor.

A Sony tem um evento marcado para 7 de Setembro em Nova Iorque, que em princípio será o local para a revelação da PS4 Slim e PS4 Neo.

1 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Por que é que Final Fantasy XV foi adiado? A saga continua...

Hajime Tabata, diretor de Final Fantasy XV, voltou a  falar  sobre o adiamento do jogo e as razões que levaram a Square Enix a fazer isso, ...

Hajime Tabata, diretor de Final Fantasy XV, voltou a falar sobre o adiamento do jogo e as razões que levaram a Square Enix a fazer isso, especialmente depois de um evento a preceito para revelar a data.
Previsto para 30 de Setembro mas adiado para 29 de Novembro, Final Fantasy 15 foi adiado porque os trabalhos de optimização ainda não estavam terminados e porque isso afetaria em demasia alguns jogadores.
"Para começar, a optimização não era suficiente ainda. Existem vários erros e também locais onde o rácio de fotogramas cai. Ainda existem bugs como os personagens flutuarem no ar ou surgirem de forma estranha, errada," disse Tabata.
Como revelado anteriormente, a Square Enix vai agora trabalhar na optimização do jogo, para assegurar que está na sua melhor qualidade possível quando chegar às lojas, algo que é extremamente importante para a Square Enix.
"Vamos corrigir os problemas. Outra coisa que queremos é refinar o equilíbrio do jogo," disse Hajime Tabata sobre este tão falado Final Fantasy XV que teima em não ver a luz do dia.

13 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Nintendo Direct anunciada para 1 de Setembro

A Nintendo acabou de anunciar uma nova apresentação Nintendo Direct. Programada para 1 de Setembro (Quinta-Feira) às 11h de Brasilia, a...

A Nintendo acabou de anunciar uma nova apresentação Nintendo Direct.
Programada para 1 de Setembro (Quinta-Feira) às 11h de Brasilia, a Nintendo Direct será dedicada exclusivamente à 3DS. A apresentação estará ao cuidado de Satoru Shibata, presidente da Nintendo of Europe, e Ed Valiente, do departamento de European Publisher Business.
Antes de criem falsas expectativas, a Nintendo sublinha que não abordará a Nintendo NX, o seu novo console, nem os jogos para os smartphones.
Poderão assistir à apresentação através do Twitch ou no site Nintendo Direct.

2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Designer Italiano fala sobre o seu trabalho em Final Fantasy XV que não foi usado

Numa nova exposição da Dengeki PlayStation dedicada a Final Fantasy XV, foram apresentados pela primeira vez alguns designs de Roberto Ferr...

Numa nova exposição da Dengeki PlayStation dedicada a Final Fantasy XV, foram apresentados pela primeira vez alguns designs de Roberto Ferrari, artista Italiano que trabalhou com a Square Enix, Bandai Namco e Tatsunoko, o que o levou a reagir publicamente no seu Facebook, Roberto Ferrari ART ロベルト•フェラーリ イラスト, expressando algum descontentamento com toda a situação do desenvolvimento do jogo.


 Ferrari, que trabalhou em jogos como Final Fantasy Type-0 e Final Fantasy VII Remake como arte e design de personagens, viu os seus trabalhos surgir na televisão Francesa e nas redes sociais, através de fãs que visitaram a exposição. Ferrari ficou contente por finalmente serem expostos ao público e lamentou terem sido removidos do jogo. Os designs da Aranea Highwind e Ardyn foram dois destaques referidos pelo próprio.

"Finalmente alguém decidiu publicar os meus designs. Sempre que virem uma peça assinada a vermelho "Ferāri", tenham em conta que são personagens criados por mim. Eu terminei Aranea no final de Junho de 2010, enquanto Ardyn foi terminado em Dezembro desse mesmo ano. Seis anos, juro, foram preciso seis anos para estes designs verem a luz do dia!"

O artista lamentou que os seus personagens tenham sido sacrificados porque foram feitas alterações à história e que tenham sido esquecidos, sem serem utilizados.

"Inicialmente, estavam incluídos no guião, presentes em várias cenas/eventos, mas foram omitidos mesmo depois de estar terminado o seu design e cenografia. Todo este trabalho desperdiçado, mais ainda, os designs não podem ser publicados (pelo menos eu não posso)."

A respeito do seu trabalho com a Square Enix, Ferrari elogiou Tetsuya Nomura, referindo que é uma pessoa envergonhada mas que dá bons conselhos.

4 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Microsoft: "Estamos criando o console mais poderoso já feito"

A Microsoft não poupa nas palavras no que toca à Project Scorpio, uma poderosa nova consola anunciada na E3 2016 que promete correr os jo...

A Microsoft não poupa nas palavras no que toca à Project Scorpio, uma poderosa nova consola anunciada na E3 2016 que promete correr os jogos a uma resolução nativa de 4K (3840 x 2160).
Mais de dois meses após o evento de Los Angeles, a Microsoft voltou a afirmar que está a construir a consola mais poderosa de sempre, isto face à iminente revelação da PlayStation 4 Neo, que se os rumores estiverem certos, será apresentada a 7 de Setembro e terá mais capacidades do que o modelo original.
Estas declarações da Microsoft vieram de Aaron Greenberg, responsável pelo marketing dos jogos da Xbox One, que disse numa entrevista com o MCV que a Xbox Scorpio será a consola mais poderosa de sempre e a próxima grande inovação no mercado dos consoles.
"Estamos criado um console mais poderoso de todos os tempos com um GPU de seis teraflops"
"A Project Scorpio é uma oportunidade para levar jogos nativos a 4K para o mercado dos consoles. Acreditamos que é a próxima grande inovação nos jogos e algo que nunca foi feito nas consolas. Estamos a criar a console mais poderoso de sempre com um GPU de seis teraflops," disse Aaron Greenberg.

Em relação à questão de revelar dois novos modelos em simultâneo (o outro modelo revelado foi a Xbox One S, já disponível nas lojas), Aaron Greenberg explica que queriam começar já a trabalhar com os produtores e outros parceiros para tirar proveito das capacidades do Xbox Scorpio.

Embora a Microsoft afirme que a Xbox Scorpio será o console mais poderoso de sempre, ainda não foram revelados especificações concretas para além dos teraflops. A data de lançamento do Xbox Scorpio é final de 2017.

2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Noctis celebra o seu aniversário

A Square Enix decidiu assinalar o aniversário de Noctis, o protagonista do aguardado Final Fantasy XV, com uma imagem que pode ser editada ...

A Square Enix decidiu assinalar o aniversário de Noctis, o protagonista do aguardado Final Fantasy XV, com uma imagem que pode ser editada pelos fãs com a prenda que lhe gostariam de dar.

Noctis Lucis Caelum está de parabéns e apesar da maior prenda seria o jogo nas mãos dos jogadores, algo que só acontecerá a 29 de Novembro, talvez ajude a possibilidade dos fãs poderem brincar um pouco com Noctis.

Final Fantasy XV está a caminho da PlayStation 4 e Xbox One, sendo esperadas mais novidades para o Tokyo Game Show, que começa a 15 de Setembro.


0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

PS4 Slim com suporte para WiFi de 5Ghz?

Parece que a PlayStation 4 Slim, que ainda não foi revelada oficialmente pela Sony, tem suporte para Wifi de 5Ghz. Embora a Sony não ...

Parece que a PlayStation 4 Slim, que ainda não foi revelada oficialmente pela Sony, tem suporte para Wifi de 5Ghz.

Embora a Sony não tenha revelado ainda o novo modelo, várias consolas foram parar, de alguma forma, às mãos dos consumidores, o que resultou numa fuga de informações massiva. De acordo com um desses consumidores, o novo modelo suporte Wifi de 5Ghz. A prova é uma fotografia tirada ao manual.
@shortmaneighty2 Could you post a screenshot of the Wifi Specs in the manual? People on gaf curious if this is indeed 5 GHz wifi.
A frequência de Wifi mais comum actualmente é de 2.4Ghz. Esta é a frequência usada por telemóveis, portáteis e outros dispositivos que hoje se encontram praticamente em todas as casas. Como tal, esta frequência tem muito trânsito, o que pode resultar em quebras de ligação. Devido a isto, não é ideal para jogar.

Já a frequência de 5Ghz, mais apropriada para a transferência de grandes quantidades de dados e menos usada, é a escolha ideal para aqueles que querem jogar online através de Wifi. O Wifi de 5Ghz já é suportado pelos routers mais modernos, portanto, esta novidade da PlayStation 4 Slim é bem-vinda.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Fãs gostaram de jogar Final Fantasy XV na Gamescom

Segundo revelado pela Square Enix, a grande maioria dos jogadores que tiveram a oportunidade de experimentar a demonstração de Final Fantas...

Segundo revelado pela Square Enix, a grande maioria dos jogadores que tiveram a oportunidade de experimentar a demonstração de Final Fantasy XV na Gamescom ficaram satisfeitos.

Após a demonstração terminar, os jogadores podiam reagir à demonstração num tablet, escolhendo entre uma face sorridente, uma face neutra ou outra triste. A grande maioria optou pela face sorridente, expressando contentamento com a demonstração.

Ao todo, 90% dos inquiridos disseram que gostaram da demo, enquanto 8% ficaram neutros e somente 2% reagiram de forma negativa ao segmento que haviam jogado.

Hajime Tabata, diretor de Final Fantasy XV, expressou grande contentamento em nome da equipa quanto a esta resposta altamente positiva dos fãs.

6 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Final Fantasy XV - Primeiros 30 Minutos em Japonês

A Square Enix apresentou hoje a primeira meia hora de Final Fantasy XV com vozes em Japonês, para que os fãs possam ter uma ideia do qu...



A Square Enix apresentou hoje a primeira meia hora de Final Fantasy XV com vozes em Japonês, para que os fãs possam ter uma ideia do que esperar, quando jogarem com as vozes originais.

Apesar do elenco responsável pelas vozes em Inglês ser de grande qualidade, as vozes originais devem ser mais apelativas para os puristas dos JRPGs que não prescindem das vozes originais.

Em termos de gameplay, o que temos aqui já foi visto na semana passada mas agora com as vozes Japonesas.


0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Tabata fala sobre a resolução de Final Fantasy XV nas duas versões

Na mais recente transmissão em direto sobre Final Fantasy XV, que podem ver em baixo, Hajime Tabata, diretor de Final Fantasy XV, falou sob...

Na mais recente transmissão em direto sobre Final Fantasy XV, que podem ver em baixo, Hajime Tabata, diretor de Final Fantasy XV, falou sobre o processo de desenvolvimento e sobre a resolução do jogo.



Depois das duas demonstrações, a resolução e a performance, especialmente o rácio de fotogramas, tem sido uma preocupação para os fãs e um dos principais alvos dos esforços de optimização da equipa.

Tabata disse que o jogo corre com uma resolução dinâmica na PlayStation 4 e Xbox One. Na consola da Sony, corre entre 900p e 1080p, muito perto dos 30fps constantes. No caso da consola da Microsoft, alterna entre 765p e 900p, também estando muito perto de conseguir 30fps constantes. Tabata disse ainda que talvez existam melhorias até ao lançamento.

Mais do que a resolução, a estabilização do rácio de fotogramas será mais importante, a equipa acredita que estabilizando e reforçando a performance do jogo, a experiência ficará melhor.

O director de Final Fantasy XV disse ainda que a equipa está a trabalhar para limar as arestas, dando o exemplo de pequenas melhorias gráficas que estão a ser executadas. Tabata disse que a equipa está a melhorar o aspecto das árvores e arbustos em distâncias intermédias, algo que estará melhor no jogo final.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

A fascinante tecnologia de jogos como Uncharted 4 ou Final Fantasy XV

Durante uma apresentação na Siggraph 2016, vários estúdios estiveram presentes para falar de como conseguiram alguns dos visuais em tem...



Durante uma apresentação na Siggraph 2016, vários estúdios estiveram presentes para falar de como conseguiram alguns dos visuais em tempo real mais impressionantes desta geração e como isso afecta os seus jogos.


No vídeo em baixo, podem ver uma demonstração dos efeitos climatéricos e de magia em Final Fantasy XV, aos 20 minutos, e ainda a invocação de um Titan.

Se estiverem interessados no trabalho da Sony Santa Monica e do Plastic em Bound, podem saltar para a marca dos 40 minutos, para ter uma demonstração da tecnologia que permitiu ao jogo brilhar.

Hellblade: Senua's Sacrifice também foi um dos destaques e o pessoal do Ninja Theory apresentou, na marca de 01:05:00, uma performance de uma captura em tempo real do jogo.

A Naughty Dog também esteve presente e demonstrou os fantásticos modelos de Uncharted 4: O Fim de um Ladrão e como conseguiram o nível de detalhe que vemos durante gameplay.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Rumor: Protótipo da Nintendo NX tinha um ecrã 6.2" a 720p

Depois do rumor de ontem sobre comandos com suporte para controlos por movimento e vibração avançada na Nintendo NX, surge agora um novo ru...

Depois do rumor de ontem sobre comandos com suporte para controlos por movimento e vibração avançada na Nintendo NX, surge agora um novo rumor, via NeoGaf, que reforça as mesmas informações e revela ainda algumas adicionais a respeito do comando da próxima consola da Nintendo.

De acordo com Emily Rogers, que conseguiu apresentar antecipadamente várias informações sobre jogos Nintendo, o rumor sobre a possibilidade de remover os comandos da Nintendo NX e o suporte para controlos por movimento tem fundamento. Rogers sabe que por enquanto tudo é rumor, a Nintendo ainda não confirmou nada oficialmente, mas diz que bate certo com as suas informações.

Rogers disse ainda que o protótipo da Nintendo NX tinha um ecrã multi-toque de 6.2 polegadas, com uma resolução de 720p. No entanto, isso não significa que sejam feitas alterações para a versão final que estará à venda.

Apesar do seu historial, Rogers diz que isto são apenas rumores e que é preciso ter em conta que as informações eram sobre um protótipo, e que podem já ter sido feitas alterações.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Square Enix anuncia concerto de Final Fantasy XV para 7 de Setembro

Será transmitido em direto e Yoko Shimomura estará lá. A Square Enix anunciou um concerto especial de Final Fantasy XV que será transmitid...

Será transmitido em direto e Yoko Shimomura estará lá.

A Square Enix anunciou um concerto especial de Final Fantasy XV que será transmitido em direto para todo o mundo a partir de Londres.

A performance estará a cargo da Orquestra Filarmónica de Londres e contará com a presença de Yoko Shimomura, icónica compositora a quem foi entregue a banda sonora de Final Fantasy XV.




Os famosos Estúdios de Abbey Road vão ser palco deste evento único, que começará às 17 horas de horário de Brasilia, no dia 7 de Setembro, onde serão tocados alguns temas da banda sonora do aguardado jogo.

"Com tantos discos icónicos gravados aqui ao longo dos anos, tocar a música de Final Fantasy XV neste mesmo estúdio de gravação é uma grande honra para mim e todos envolvidos," disse Yoko Shimomura.

"Estou entusiasmada com a colaboração com dos Estúdios Abbey Road nesta performance e por partilhar a música de Final Fantasy XV com todos. Espero que os fãs de música e videojogos possam acompanhar-me nesta experiência incrível."


Caso se estejam a perguntar, sim é precisamente à mesma hora e no mesmo dia em que a Sony irá apresentar o evento onde a PlayStation 4 Slim e a PlayStation 4 Neo serão reveladas.

2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Final Fantasy XV poderá ter mais DLCs além dos anunciados

Na mesma entrevista em que revelou que a segunda metade de Final Fantasy XV será linear, Hajime Tabata, diretor do aguardado RPG da Square...

Na mesma entrevista em que revelou que a segunda metade de Final Fantasy XV será linear, Hajime Tabata, diretor do aguardado RPG da Square Enix, confessou que existe a possibilidade de lançarem mais conteúdos adicionais, além dos que já foram confirmados como parte do Passe de Temporada, que custa €24.99, em R$ 92,00



Com o adiamento do jogo, de 30 de Setembro para 29 de Novembro, Tabata confirmou que os conteúdos adicionais fazem todos parte do planeamento da equipa responsável pelo jogo, mas que todo o calendário foi reorganizado, devido ao atraso. No entanto, Tabata deixa aberta a possibilidade de termos mais conteúdos além dos que foram revelados.

"Não será tudo. Os que anunciamos são os que já decidimos que iremos fazer com toda a certeza," disse Tabata que confirmou também que os que compraram o Passe de Temporada terão que os comprar em separado, caso sejam feitos.

"Sim. Se decidirmos lançar esses DLCs que não estão incluídos no atual Passe de Temporada, será assim. Mas ainda existem muitas partes incertas," explicou Tabata que também disse que poderá ser dada a possibilidade de atualizarem o seu Passe de Temporada, a quem já o comprou.

"Por enquanto, a nossa prioridade é polir o jogo principal. Assim que tivermos espaço de manobra, acredito que iremos trabalhar a sério nos conteúdos adicionais e VR. Já agora, o Passe de Temporada, e o DLC episódico que anunciamos, são diferentes dos conteúdos VR."

4 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Segunda metade de Final Fantasy XV é linear

Hajime Tabata, diretor de Final Fantasy XV, revelou em entrevista com a Famitsu que Final Fantasy XV será um jogo mais linear na sua metade...

Hajime Tabata, diretor de Final Fantasy XV, revelou em entrevista com a Famitsu que Final Fantasy XV será um jogo mais linear na sua metade, optando por uma estrutura ao estilo dos clássicos.

A revista Japonesa teve a oportunidade de jogar do Capítulo 0 ao Capítulo 3 do jogo e ficou impressionada com a quantidade de conteúdos que viu só dessa parte do jogo. Tabata diz que isso corresponde apenas a 15% do jogo total, que terá 15 capítulos, mas que o jogo não será totalmente em mundo aberto.

"A estrutura completa de Final Fantasy XV consiste em partes lineares e mundo aberto. A primeira metade continua como um mundo aberto, mas a história na segunda metade é conduzida por um caminho linear," disse Tabata.

"Dessa forma, não ficarás farto do mundo aberto consoante o resto do jogo fica mais apertado, fizemos assim para que possas avançar como nos jogos Final Fantasy convencionais. Se jogares a primeira metade e seguires apenas a rota principal na segunda metade, acredito que terás entre 40 a 50 horas de tempo de jogo," acrescentou o director do aguardado jogo.

Final Fantasy XV foi adiado para 29 de Novembro, dia em que será lançado na PlayStation 4 e Xbox One.


2 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Final Fantasy 15 terá novo Active Time Report

Com a presença de Shuhei Yoshida da Sony. Será a meia noite, horário de Brasilia continental, do dia 28 de Agosto que a Square Enix vai ...

Com a presença de Shuhei Yoshida da Sony.

Será a meia noite, horário de Brasilia continental, do dia 28 de Agosto que a Square Enix vai apresentar um novo especial dedicado a Final Fantasy XV, em parceria com a Dengeki PlayStation 4.



A transmissão em direto, estará disponível no canal oficial da Square Enix no Youtube no dia do evento, irá apresentar as mais recentes informações sobre o jogo, um recapitular especial sobre a Gamescom e ainda mais.

Este Active Time Report começara com Akio Ofuji, produtor de Brotherhood: Final Fantasy, e Takeshi Nozue, director de Kingsglaive: Final Fantasy XV, que vão falar sobre os seus trabalhos específicos. Convém não esquecer que Kingsglaive está quase a chegar em formato digital a todo o mundo.

A segunda parte, que começará às 2 da manhã Brasil Continental, contará com Hajime Tabata, director do jogo Final Fantasy XV, e falará sobre a presença na Gamescom.

A terceira e última parte, que começa às 4 da manhã de Brasilia Continental, será composta por uma conversa especial entre Hajime Tabata e Shuhei Yoshida, conhecido presidente dos SIE Worldwide Studios. Este é possivelmente o momento mais intrigante de todo o evento. A presença de Yoshida atesta que será falado algo sobre a PlayStation e a especulação já está a crescer de tom.

Será que a Sony vai somente participar para apresentar um bundle especial ou teremos algo mais?

5 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

MICROSOFT EXPLICA ADIAMENTO DE CRACKDOWN 3, HALO WARS 2 E SCALEBOUND

Três jogos distribuídos pela Microsoft que seriam lançados originalmente ainda em 2016 foram adiados para o ano seguinte -- Scalebound, Cra...

Três jogos distribuídos pela Microsoft que seriam lançados originalmente ainda em 2016 foram adiados para o ano seguinte -- Scalebound, Crackdown 3 e Halo Wars 2, mas há muitas razões para a decisão da empresa.


Em entrevista ao site DualShockers, o vice-presidente executivo de marketing da Microsoft, Aaron Greenberg, explicou que há uma série de fatores levados em conta quando um jogo é adiado: imprevistos de produção, qualidade final e agenda de lançamentos.

"Durante o processo criativo, às vezes as coisas acontecem muito rápido e às vezes demoram mais do que você espera", disse ele. "Para nós, deixar os jogos ótimos, garantir que as histórias sejam boas e que os gráficos estejam no ponto para as experiências imersivas é uma prioridade".

Greenberg explicou que "sempre quando um jogo é anunciado ou revelado pensamos em quando o lançamento vai acontecer com base nas informações que temos no momento" e, depois, quando "obtemos mais informações, esses dados podem mudar a previsão de lançamento".

Além disso, a agenda de estreias é uma das grandes influências. "Algumas vezes queremos espaçar nossos lançamentos, se não ficamos com muita coisa para apenas um período", disse Greenberg. "Temos Gears, Forza Horizon 3, ReCore, Dead Rising 4 para este fim de ano, e ainda grandes títulos de third-parties como Battlefield 1, Titanfall 2 e mais, isto é mais do que suficiente".

O executivo finalizou usando Halo Wars 2 como um exemplo: "não precisamos forçar [o jogo] em uma temporada já recheada, então lançar Halo Wars 2 em fevereiro foi uma decisão deliberada de quando este título faria sentido [em ser lançado]".


0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

Assédio e preconceito: mulheres encaram dificuldades para virar pro players

Seja no "League of Legends" ou "Counter-Strike", dentre tantos outros jogos, o Brasil mostra cada vez mais paixão pelo ...

Seja no "League of Legends" ou "Counter-Strike", dentre tantos outros jogos, o Brasil mostra cada vez mais paixão pelo eSport – torneios de "LoL" atraem milhares de expectadores, enquanto no "CS" os brasileiros, milionários, estão no topo do mundo.

Para as mulheres que tentam trilhar uma carreira profissional no eSport, contudo, a situação é bem diferente, e envolve vencer não apenas as partidas, mas também adversários como o preconceito, o assédio etc.
UOL Jogos conversou com algumas pro players brasileiras sobre como é jogar (ou tentar jogar) competitivamente por aqui:
"O cenário exclui muitas meninas, fazendo-as se esconder atrás de nicks masculinos"
Acervo pessoal
Nicolle "Cherrygumms" Merhy, jogadora profissional de "Rainbow Six Siege"
Sou a única mulher da América Latina a jogar "Rainbow Six Siege" profissionalmente. Sempre fui muito competitiva, querendo o 1º lugar em todas as modalidades que já competi. Fico honrada por representar o nome feminino nesse cenário tão masculino, mas me entristece saber que vários talentos entre as meninas não estão sendo vistos simplesmente por serem mulheres.
O cenário exclui muitas meninas, fazendo-as se esconder atrás de nicks masculinos, justamente para não sofrer assédio ou preconceito. Meu desejo para o futuro é que esse pequeno joguinho vire um grande esporte, com respeito e dignidade.
Nicolle "Cherrygumms" Merhy, 19 anos, jogadora profissional de "Rainbow Six Siege" e estudante de Direito
"Não é novidade que a comunidade gamer é um ambiente bem hostil para mulheres"
Acervo Pessoal
Luana "Ludarc" Felix, jogadora profissional de "Smite"
Passei a me considerar uma jogadora profissional de "Smite" quando meu time se classificou para a Brazil Gaming League (BGL). Meu sonho desde criança é ser pro player, mas não posso me dedicar 100% ao jogo por causa da faculdade e do estágio, onde já estou bem encaminhada e com uma excelente perspectiva de carreira.
Tento conciliar ao máximo e dou o melhor de mim em ambos os caminhos em que estou envolvida. No "Smite", patrocínio e premiação não mudam para as mulheres, já que os torneios não levam em consideração o sexo da pessoa- e eu acho isso muito válido, já que se usa os dedos para jogar e não outra coisa. Não é novidade que a comunidade gamer é um ambiente bem hostil para mulheres.
Se eu dissesse que nunca sofri nada seria a mentira do século, pois enfrento o machismo constantemente, desde piadas feitas por pessoas querendo chamar atenção até perseguição no jogo e na vida real. Só que nada disso é forte o suficiente para me abalar e me fazer desistir do sonho. Podem chorar, "gamers machistinhas": só estou começando nesse novo mundo.
Luana "Ludarc" Felix, 20 anos, jogadora profissional de "Smite" e estudante de Matemática Aplicada e Computacional
"Há empresas que se interessam em patrocinar times femininos, nem que seja pelo marketing positivo"
Acervo pessoal
Claudia "santininha" Santini, jogadora profissional de "Counter-Strike: Global Offensive"
Comecei a jogar "Counter-Strike" aos 14 anos, influenciada pelo meu irmão, na febre das lan houses. Naquela época as pessoas não entendiam como isso podia dar em algo, mas continuei jogando e estudando. Demorou até engrenar, mas viajei para França e Canadá para disputar o campeonato feminino da ESWC (Electronic Sports World Cup), e depois para os Estados Unidos, Alemanha e Portugal.
Ser mulher no jogo é como ser mulher em qualquer situação na qual se tenha um pouco de atenção e poder com algo que você faz: existe preconceito e machismo e as mulheres são, sim, desvalorizadas. Mesmo assim, hoje em dia já há empresas que se interessam em patrocinar times femininos nem que seja pelo marketing positivo.
Claudia "santininha" Santini, 28 anos, jogadora profissional de "Counter-Strike: Global Offensive" e estudante de Direito
"Gostaria muito de levar o eSport como profissão, mas estamos muito distantes disso"
Acervo Pessoal
Camila "cAmyy" Natale, jogadora profissional de "Counter-Strike: Global Offensive"
Minha vida é bem normal: tenho amigos, namorado, saio para me divertir, trabalho e estudo. Não sei se posso ser considerada pro player, pois infelizmente eu não consigo viver do jogo. Jogo desde 2002 mas só uns dois anos atrás é que eu passei a me dedicar ao competitivo. Foi quando vi o quanto queria me esforçar e me dedicar a isso, mesmo já sendo mais velha que a maioria das meninas, chegando a dividir meu trabalho e estudos com os treinos diários em equipe.
Em 2015 conseguimos uma vaga para o mundial feminino de "CS: GO", a ESWC Montreal, no Canadá. Na época nosso patrocinador nos ajudou muito pouco, então tivemos que nos virar para conseguir dinheiro. Desde então as coisas melhoraram um pouco, o reconhecimento aumentou e, em abril deste ano, participamos da IEM 2016, na Polônia. Gostaria muito de levar o eSport como profissão, mas estamos muito distantes disso ainda.
Não dá nem pra comparar as oportunidades do masculino para o feminino, e não é só aqui no Brasil: lá fora mesmo vemos a grande diferença de premiações de um para outro. Os patrocinadores não vão investir em um cenário tão pequeno, com pouca visibilidade e premiações, ainda que existam aqueles que visam o marketing com as meninas.
Camila "cAmyy" Natale, 25 anos, jogadora profissional de "Counter-Strike: Global Offensive"
"Há oportunidades de sucesso se você tiver foco e dedicação"
Acervo Pessoal
Jessica "fly" Pellegrini, jogadora profissional de "Counter-Strike: Global Offensive"
Minha carreira no eSport começou quando eu tinha 12 anos e meu pai me apresentou ao "CS". Joguei meu primeiro campeonato em 2012, na época de "Counter-Strike 1.6" e no ano seguinte migrei para o "Global Offensive". Passei a levar a carreira a sério e joguei em diversos times, até disputar o campeonato mundial, a ESWC 2015.
Ser mulher no cenário e ao mesmo tempo profissional é muito difícil. Sempre houve preconceito em questão de a mulher ser inferior ao homem, mas hoje em dia estou acostumada e vejo que vários meninos do cenário já apoiam e torcem pela gente. Para mim, que começou do zero, acho que sempre há oportunidades de sucesso se você tiver foco e dedicação.
Jessica "fly" Pellegrini, 21 anos, jogadora profissional de "Counter-Strike: Global Offensive" e estudante de Engenharia Civil
"Preconceito só por ser garota todas nós, jogadoras, sofremos"
Acervo Pessoal
Bruna Guerreiro Becker Legey, editora do site Girls of the Storm
Desde o início da minha história com jogos almejei fazer e ser o melhor que eu puder. Em "World of Warcraft", o primeiro jogo em que me empenhei, descobri que era capaz de jogar em altos níveis de desempenho se me esforçasse o suficiente. Com isso em mente, fui parar em uma das maiores guildas do meu servidor.
No "Heroes of the Storm", fui atrás de me tornar uma boa jogadora: conheci alguns dos jogadores do cenário competitivo e, eventualmente, descobri que jogar no nível mais alto é o que eu mais gostava de fazer no "Heroes" também. Foi questão de tempo até estar de fato em uma equipe e querer competir com os melhores da América Latina. Preconceito só por ser garota todas nós, jogadoras, sofremos, mas raramente esbarro com alguma situação abusiva. Já aconteceu de outras jogadoras comentarem que alguém do outro time me criticou, geralmente por motivos de "não acredito que eu estou perdendo para uma garota". Não tem problema: passou a acreditar.
Bruna Guerreiro Becker Legey, 20 anos, estudante de Contabilidade, editora do site Girls of the Storm e jogadora competitiva de "Heroes of the Storm"
Nos games ou a garota joga 100% impecável ou ela tem que 'voltar pra pia e lavar louça'"
Acervo Pessoal
Dayane Cris de Andrade, jogadora competitiva de "Hearthstone"
Minha relação com jogos é uma história de amor antiga: muito do que sou hoje foi moldado pelas experiências e novas amizades que fiz ao longo dos anos dentro dos jogos. Jogo desde criancinha, vício que seguiu pela adolescência e continua na minha vida adulta. Ser mulher e jogar "Hearthstone", por mais que a comunidade do jogo seja menos tóxica que o de costume, ainda é muito complicado.
A competência e a forma como muitas garotas são tratadas no cenário depende do "quão" bonitas elas são. Muito é exigido de nós. No universo dos games ou a garota joga 100% impecável ou ela tem que "voltar pra pia e lavar louça" e isso é cansativo e muito desestimulante. O espaço para "crescer" não existe, você já precisa aparecer com a bagagem completa. Enquanto as pessoas não entenderem que comentários do tipo "não te preocupe com SUA oponente, ela é uma garota" são ofensivos, as coisas não vão mudar.
Perder pra uma garota é motivo de piada e, se você vence, foi provavelmente por algum dos dois motivos: ela deu sorte ou você deu muito azar, NUNCA porque ela jogou melhor que você. Já recebi convite para integrar um time, mas o convite veio com "bônus" de segundas intenções. É difícil ser levada a sério. Eu não diria que seria possível vislumbrar uma carreira no eSport, visto que eu não teria tanto tato pra lidar com o cenário tóxico, mas não nego aquela pontinha de vontade de competir com os grandes, de mostrar minha capacidade. Mas o maior problema tem sido a motivação: pra que passar por tudo isso? Vale a pena?
Dayane Cris de Andrade, 25 anos, estudante de Biomedicina e jogadora competitiva de "Hearthstone"

8 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...

DEMO BETA DE NIOH JÁ ESTÁ DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD NO PS4

A nova demonstração de Nioh, RPG de ação com temática oriental do estúdio Team Ninja, já está disponível para download no PlayStation 4. Os...

A nova demonstração de Nioh, RPG de ação com temática oriental do estúdio Team Ninja, já está disponível para download no PlayStation 4. Os jogadores poderão testar o game por tempo limitado, até 6 de setembro.

A demo beta traz novas armas, como katanas, lanças, machados e martelos, novas fases e ainda o "dojo de treinamento" para você aprimorar suas habilidades antes de se aventurar pelo game. Todas as mudanças feitas nesta versão foram fruto do feedback dos jogadores na demonstração alfa de Nioh.

Além disso, caso você tenha jogado a demonstração alfa do game e adquirido a Mark of the Conquerer, será possível pular diretamente para as novas fases do beta, equipado com armas novas. Ao completar a nova demo, você recebe a Mar of the Warrior, que desbloqueará um DLC exclusivo na versão final de Nioh.

Nioh tem lançamento previsto para 2016, exclusivamente para PlayStation 4.

0 comentários:

Nos deixe saber sua opinião...