News

Diretor de Xenogears conta o que aconteceu com o final do jogo

Para muitos jogadores Xenogears é um dos melhores RPG da história e embora seja um jogo com estatuto de culto para os fãs, alguns gostari...

Para muitos jogadores Xenogears é um dos melhores RPG da história e embora seja um jogo com estatuto de culto para os fãs, alguns gostariam que tivesse mais reconhecimento como fazendo parte importante de uma época onde, nessa altura a Squaresoft, viu nascer uma grande quantidade de projetos com várias temáticas oferecendo jogos memoráveis.
No entanto não se pode negar que o final do jogo deixou os fãs com muitas dúvidas uma vez que o conteúdo do segundo disco não se encontrava ao nível do primeiro, sobretudo com o final que consta de uma narração sobre o desenlace dos fatos. Recentemente Tstsuya Takahashi, diretor de Xenogears falou sobre o assunto.
Numa entrevista com o Kotaku, Takahasshi foi questionado sobre a situação que deu que falar em relação a Xenogears desde 1998, quando foi lançado na PlayStation. O atual diretor executivo da Monolith aproveitou para contar toda a verdade sobre o segundo disco do RPG e longe daquilo que se falou na altura, não se tratou de uma questão de orçamental.
 Publicidade 
A introdução de Xenogears.











Takahashi revelou que em nenhum momento o desenvolvimento de Xenogears ficou sem dinheiro e nunca houve pressão nesta área da parte da companhia, que nessa altura chamava-se Squaresoft. O problema, segundo ele, foi que a equipa de desenvolvimento do RPG recebeu novos talentos e o ritmo de trabalho, bem como o tempo de aprendizagem, assimilação e prática, fez com que houvesse atrasos no calendário, pelo que tiveram que optar por outros caminhos.
"Sinceramente, o que se passou foi que Xenogears foi um projeto que contou com novos membros na equipa, alguns muitos jovens. Eu tinha a cargo a direção do jogo nessa altura. Todos os projetos estavam encaminhados para 2 anos e esse era o limite para ter tudo pronto. Por isso em vez de nos concentrarmos em desenvolver o jogo tivemos que focar-nos na aprendizagem e crescimento destes novos membros. Coisas como o 3D eram novidade, e isso provocou atrasos e foi-nos impossível ter tudo pronto a tempo".
"Era uma forma muito dura de terminar o jogo e se o tivéssemos feito os jogadores não ficariam nada satisfeitos. por isso fiz-lhes uma proposta, disse-lhes que se nos deixassem terminar o segundo disco, tal como o conhecemos, podíamos terminar a história do jogo no tempo estimado e cumprindo com o planeado enquanto equipa de desenvolvimento e orçamento". Desta forma o final de Xenogears narra os eventos que terminam a história em vez de podermos jogá-los.de notar que o projecto Xenogears não estava pronto antes da data limite, e a Squaresoft sugeriu que o jogo terminasse no final do primeiro disco, ou seja, quando Fei Fong Wong e a sua equipe escapam de Solarias. Tahahashi não quis que isso fosse assim e fez uma contra-proposta.
Para além de ser considerado um dos melhores RPG da história, Xenogears tinha também uma das melhores bandas sonoras.











Apesar da decisão ter gerado polêmica, uma vez que os fãs de Xenogears notaram diferença em relação ao primeiro disco, Takahashi declarou que foi o mais correto, sobretudo para dar fim à história e não deixar nada no ar ou com um sentimento de dúvida. "Penso que a minha decisão foi a correta. Se terminássemos tudo no primeiro disco, seria algo negativo".

11 comentários:

  1. Gostaria de ter jogado, sei que foi um dos jogos que fez da PS1 a 'Era Dourada dos jRPGs', ao lado de Vagrant Story, Chrono Cross e Trigger, FF VI, VII, VIII, IX e Tactics, entre outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse eu compraria um Remake de olhos fechados!

      Excluir
  2. Nessa época Alexandre, a Square Enix se chama SquareSoft, era a melhor produtora disparada em um RPG, esse RPG é difícil e com um história ética e com enredo muito bem amarrado, meu esposo jogou e Zerou ele, até hoje temos O Ps1 com esse jogo gravado no memory card. A Musica Small To Pierce ganhou até prêmios no japão. Tenho ela em um pem drive de meu carro, quando viajo gosto de esculta-la.

    Post totalmente nostálgico, quem sabe um dia não saia um Ramake.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Ursula, eu já vi também muitos clipes desta música sendo tocadas em programas de Tv´s japonesa.

      Excluir
  3. É um RPG Nativo! Sem enrolação e com uma história profunda, tenho o jogo Original em minha estante, excelente, trilha sonora avassaladora! Eu tinha 14 anos quando joguei, hoje tenho 31 anos.

    ResponderExcluir
  4. Depois de FF o melhor RPG já criado, os demais que vieram depois dele não chegam nem a seus pés. XenoBlade, XenoSaga são inferiores a ele, um verdadeiro Best Seller

    ResponderExcluir

  5. FEI é o artista marcial plástico, foda tanto na porrada como em pintar quadros, é o personagem principal. Foi largado em Lahan há 3 anos do início do jogo sem memória e sem dinheiro pra pegar um táxi. Pode ser considerado o cara mais fodão de RPGs, pois ao contrário de gothic-emos metidos à machão só porque tem uma espada que parece um revólver mas não pega a mulher que tá dando mole pra eles, ele além de pegar a Elly, que dá o maior mole pra ele o jogo todo, ainda transa com ela sem camisinha!!! Definitivamente é o cara!!

    Zerei este jogo apenas 4x kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Um RPG que traz nostalgia para quem pode joga-lo. Sem dúvidas um dos melhores já feito até os dias de hoje, enredo, historia, animação ficaram perfeitas. Zerei ele no meu PSP, foi o Segundo jogo que comprei. A musica tema de Fei e Elly é linda demais!

    ResponderExcluir
  7. Particularmente, sempre achei que a Squaresoft apostou tudo no Final Fantasy e acabou dando pouco espaço e dedicação para outros icones que a mesma tinha. Resultado disso é Xenogear, entre ouros nomes. Mas Final Fantasy, depois do VII, eles apostaram tudo na franquia e se esqueceram das demais. Lembro ainda do anúncio de final fantasy IX, X e XI numa mesma E3. Um exagero, ainda mais agora com essa história do Xenogears, dá para notar porque a empresa hoje tem muitos nomes do passado esquecidos, aposto que eles mesmo não acreditam no potencial dessas franquias... enquanto isso... final fantasy já vai para o XVI (sem contar inúmeros remakes das versões antigas).

    ResponderExcluir
  8. Não tive a oportunidade de jogá-lo na infância mas sei que foi um dos jrpgs mais aclamados de sua época.
    É uma pena que a SE tenha apenas interesse em trabalhar em remakes da série Final Fantasy, seria nostálgico termos remakes de games como Secret of Mana, Chrono, Brave Fencer Musashiden, Xenogears, Valkyrie Profile e muitos outros títulos esquecidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se sair na Psn para Ps4 pegue-o para jogar, vale muito a pena.

      Excluir

Nos deixe saber sua opinião...